Tostão especial no @CasualF00tball #22.

Tostão especial no @CasualF00tball #22.

Ele foi um dos maiores… numa das maiores seleções de todos os tempos. Brilhou com a camisa celeste 5 estrelas (e também com a branca) do Cruzeiro. Não teve muito tempo no Vasco. Teve que parar. Estudou medicina. Virou doutor. Doutor Eduardo. Voltou ao futebol, como comentarista de TV e depois colunista, parada obrigatória para os olhos. Tostão é o tema do novo programa Casual Football, apresentado pelos parceiros Pedro Tattoo e Clayton Fagundes. Direção de Tattoo e Felipe Duarte. Pauta: Júlio César. Clique abaixo para ver.


Continuar lendo “Tostão especial no @CasualF00tball #22.”

Terceira camisa do Cruzeiro 2016, em homenagem aos campeões de 1966.

Terceira camisa do Cruzeiro 2016, em homenagem aos campeões de 1966.

Chega às lojas oficiais do Cruzeiro nesta segunda-feira, 21/11/2016 (e em outras lojas de material esportivo dia 26) o novo uniforme 3 da Raposa, lançado neste domingo no empate em 2×2 contra o Santos.

cruzeiro
Uniforme 3 do Cruzeiro 2016 (Umbro)

Os uniformes feitos pela Umbro em estilo retrô (até nos logotipos dos patrocinadores) representam uma homenagem à conquista da Taça Brasil de 1966 (nas finais, o Cruzeiro goleou o então pentacampeão Santos por 6 a 2 no Mineirão e voltou a vencer no Pacaembu, por 3×2). Em 2010, a CBF unificou os títulos da Taça Brasil e Robertão de 1959 a 1970 com o Brasileirão. E passou a considerar o Cruzeiro campeão brasileiro em 1966.fb_img_1480013206681
Continuar lendo “Terceira camisa do Cruzeiro 2016, em homenagem aos campeões de 1966.”

Cruzeiro 2014. Tudo azul pros lados da Toca da Raposa.

10557369_765955183463792_1830283084237699970_nO Cruzeiro, atual campeão brasileiro – e líder do atual campeonato – comemorou a marca de 60.000 sócios-torcedores (programa Sócio do Futebol). Muito bom. No Brasileirão 2013, em que levantou o título, a Raposa teve média de 28.911 pessoas como mandante, segundo relatório da Pluri Consultoria.10481881_746000585459252_8466686648566353678_n

  • IN>: Manoel (zagueiro, Atlético Paranaense); Neílton (atacante, ex-Santos), Marquinhos (ex-Vitória), Willian (ex-Metalist)
  • OUT<: Wallace (Braga), Elbert (Coxa), Luan (Al Sharjah)
  • Cinco (das muitas) estrelas da companhia: Fábio, Dedé, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart, Marcelo Moreno.
  • Ainda se dá o luxo de ter: Dagoberto, Júlio Baptista, Tinga, Borges.
  • Jovens: Lucas Silva, Alisson
  • Técnico: Marcelo Oliveira
  • Estádio: o Cruzeiro manda seus jogos no estádio do Mineirão. Média de público no BR-2013 segundo a Pluri: 28.911 cruzeirenses/jogo, 70º lugar no ranking mundial. Taxa de 50% de ocupação do Mineirão.10509704_764055696987074_4354788629080284919_n
  • Uniformes: em abril, a Olympikus apresentou as camisas 1 e 2: a azul e a branca. Com as tradicionais cinco estrelas soltas no lado esquerdo do peito e o scudetto de campeão brasileiro no centro.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “Cruzeiro 2014. Tudo azul pros lados da Toca da Raposa.”

Tecladista do Skank e jornalista lançam livro sobre o tri do Cruzeiro

Henrique Portugal, do Skank, e o jornalista Bruno Mateus, estão lançando “Tricampeão Brasileiro”. A sessão de autógrafos é nesta quinta-feira, 23 de janeiro, das 18h30 às 20h30, na loja do Cruzeiro ao lado da sede Barro Preto, em BH.

http://www.cruzeiro.com.br/
http://www.cruzeiro.com.br/

Continuar lendo “Tecladista do Skank e jornalista lançam livro sobre o tri do Cruzeiro”

Taça Brasil de 1966

Site Oficial do Cruzeiro

Em 7/12/11, o torcedor do Cruzeiro lembrou dos 45 anos da conquista da Taça Brasil de 1966. Nas finais, foram 2 jogaços: 6×2 para a Raposa no Mineirão e nova vitória cruzeirense no Pacaembu, em 7 de dezembro de 1966: 3×2. Pelé e Toninho Guerreiro abriram 2×0. Mas o Cruzeiro virou com Tostão, Dirceu Lopes e Natal. A CAMPANHA DO CAMPEÃO: Continuar lendo “Taça Brasil de 1966”

Taça Brasil

Embrião do Campeonato Brasileiro ou precursora da Copa do Brasil? O certo é que a Taça Brasil dava vaga para a Libertadores (aliás, foi criada para isso: definir o time brasileiro classificado para a versão sul-americana da Copa dos Campeões da Europa, hoje Champions League). E a Taça Brasil premiou timaços, como Santos de Pelé, o  Bahia (primeiro campeão), a Academia do Palmeiras, o Botafogo e o Cruzeiro de Raul, Piazza, Dirceu Lopes e Tostão. Em formato mata-mata, reunia de forma regionalizada os campeões estaduais (de modo geral). Os vencedores da Taça do Brasil (PS: oficializados como campeões brasileiros pela CBF em novembro de 2010):

  • 1959 – Bahia campeão. Vice: Santos. Artilheiro: Léo (Bahia), 8 gols. O site do Bahia publicou um especial sobre os 50 anos da grande conquista.
  • 1960 – Palmeiras campeão. Vice: Fortaleza. Artilheiro: Bececê (Fortaleza), 7 gols. O alviverde – treinado por Oswaldo Brandão – tinha no gol Valdir Joaquim de Moraes e nomes como Djalma Santos, Valdemar Carabina, Zequinha, Humberto Tozzi, Chinesinho e o capitão Julinho Botelho.
  • O Memorial das Conquistas do Santos tem réplica do manto clássico do Peixe na Década de Ouro: os anos 60
  • 1961 – Santos campeão. Vice: Bahia. Artilheiro: Pelé, 7 gols.
  • 1962 – Santos bicampeão. Vice: Botafogo. Artilheiro: Coutinho (Santos), 7 gols. O site do Santos dá as escalações da 2ª partida decisiva, em que o Peixe fez 5×0 no Fogão. Santos: Gilmar, Lima, Mauro e Dalmo, Zito e Calvet, Dorval, Mengálvio, Coutinho (Tite), Pelé e Pepe.  Botafogo: Manga, Rildo (Joel), Zé Maria e Ivan (Jadir), Airton e Nilton Santos, Garrincha, Edson Quarentinha, Amarildo e Zagalo.