Seleção paulista do CINEfoot 2015. Vale taça!

11700847_947461825289283_3787933161936121062_o
Uma boa notícia pro torcedor/espectador de Sampa é que está chegando a etapa 11036802_866215093413957_5276178551288061191_npaulista do festival CINEfoot, todo dedicado aos filmes de futebol. Começa em 26 de novembro e vai até 1º de dezembro, primeiro no auditório do Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, e depois no Espaço Itaú de Cinema da rua Augusta – todas as sessões de graça. Foram 156 inscrições. E para a seleção paulista, ficaram 15 filmes. Vamos ver que longas e curtas concorrem à Taça CINEfoot 2015.
CINEFOOT SÃO PAULO / MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM

1) E18hteam (Eighteam, de Juan Rodriguez-Briso, Espanha/Zâmbia). Sinopse: a ressurreição da equipe nacional de futebol da Zâmbia por meio de sua estrela, Kalusha, depois de perder 18 companheiros em um acidente de avião no Gabão em 1993. Kalusha enfrenta uma estrada de reconstrução de 18 anos até o destino fazer sua jogada: no Gabão, Zâmbia torna-se campeão africano depois de 18 longas batidas de pênaltis. Vale conferir, não? Dia 29, domingo, 19h, Espaço Itaú da Augusta.

2) Geraldinos (de Pedro Asbeg, Renato Martins, RJ). Documentário sobre os personagens da extinta geral do Maracanã. Foi o vencedor da Taça CINEfoot de longa-metragem no Rio. Sábado, dia 28, 21h, Espaço Itaú da rua Augusta. Saiba mais aqui ou no post anterior.

1522909_531443780327215_2136754061374261784_o

3) Isto é Söderstadion (de Andreas Bjunér, Suécia). Mostra a tristeza dos torcedores do  Hammarby na despedida do Söderstadion, antes de ter que dividir estádio com o clube rival.

4) Loucura que Apaixona minha Cidade (Locura que Enamora mi Ciudad, de Maximiliano Baldi, Argentina). Doc sobre o Talleres, de Córdoba, clube que completou sem centenário em 2013.

 

5) Meninos da Vila – A Magia do Santos (de Katia Lund, SP). A codiretora de “Cidade de Deus” investiga a fábrica de talentos do Santos. Passa no sábado 28 de novembro, na sessão das 19h, no Espaço Itaú de Cinema (rua Augusta).

6) Mundial, as Maiores Apostas (Mundial. Gra o wszystko, de Michal Bielawski, Polônia). O filme apresenta experiências dos principais jogadores do time da Polônia entrelaçadas a relatos de membros do movimento Solidariedade, presos,  que acompanharam a Copa de 1982 pela TV. Passa em 30 de novembro, 21h, no Espaço Itaú da rua Augusta, numa sessão mais política, junto com a segunda parte de Rebeldes do Futebol.

7) Nhô Quim, o Caipira Centenário (de Bruna Epiphanio, SP). Cáxara de fosfre, cúspere de grilo, bícaro de pato, gooor! Quinze, cra cra crá! Bom documentário sobre o estilo XV de Piracicaba de ser. Passa dia 30, uma segunda, na mesma sessão do filme do Ugo Giorgetti, às 19h, no Espaço Itaú da Augusta. Saiba mais aqui ou no post anterior.10551624_794774777229357_649466779066034514_o-1-1

Para a mostra de curtas, o CINEfoot selecionou 8 filmes, cinco deles brasileiros. Tem até um do Ugo Giorgetti sobre o extinto Comercial FC, da capital. Confira a convocação.

Continuar lendo “Seleção paulista do CINEfoot 2015. Vale taça!”

Santos 2014-15: o Robinho voltou!

Santos 2014-15: o Robinho voltou!

Atualizado em 3 de setembro

Robinho, o rei das pedaladas, volta do Milan, emprestado, para jogar mais um ano no Santos.. E estreia já no clássico contra o Corinthians, na Vila.

sfc-robinho-armc3a1rio

  • >Isfc-banco1N>: Robinho (Milan), Souza (Cruzeiro), Victor Ferraz (Coritiba)
  • <OUT<:: Cícero (Fluminense. Neilton (Cruzeiro), Victor Andrade (Benfica), Anderson Carvalho (Boavista), Bruno Peres (Torino)
  • Estrelas da Companhia: Leandro Damião, Arouca, Renato, Thiago Ribeiro, Edu Dracena
  • Estrangeiros: Mena, Pato Rodriguez
  • Fique de olho nos jovens (porque no Santos eles surgem e jogam): Gabriel, o Gabigol
  • Técnico: Oswaldo de Oliveira Enderson Moreira
  • Estádio: Vila Belmiro, para 16.798 torcedores. Em 1964, a Vila chegou a receber quase 33 mil pagantes. A média de público do Peixe no Brasileirão 2013 foi de 10.405 alvinegros praianos/jogo em casa, segundo a Pluri.

    http://santosfc.com.br/
    http://santosfc.com.br/
  • Uniformes: em 20 de agosto, o Santos estreia uma nova camisa 1, com gola V, visual parecido com o usado em 2004. O escudo aparece envolvido por uma borda dourada, em homenagem aos Meninos da Vila que ganharam o Brasileirão de 2004 (Robinho estava entre eles).

O novo uniforme 2 estreia nesta quarta. Com o branco na gola careca e na barra das mangas, remete ao título paulista de 1984.


Continuar lendo “Santos 2014-15: o Robinho voltou!”

Lançamento: “Almanaque do Santos FC”

EditoraMagma.com.br
EditoraMagma.com.br

Quase 400 páginas. Mais de 5.600 fichas técnicas de partidas. Quatro décadas de pesquisa. Em se tratando de Santos, os números teriam que ser superlativos, mesmo. O professor Guilherme Nascimento lança o “Almanaque do Santos FC” (editora Magma Cultural) nesta segunda-feira, 28 de janeiro, às 18h, na loja oficial do Peixe, na Vila Belmiro.  Continuar lendo “Lançamento: “Almanaque do Santos FC””

Meninos campeões da Copinha

Meninos campeões da Copinha
FOTO Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação Santos FC
FOTO Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação Santos FC

Parabéns aos novos Meninos da Vila, que levaram o Santos ao seu segundo título da Copinha (o número soa até pequeno se levarmos em conta a quantidade de jogadores revelados – e bem aproveitados – pelo Peixe).

image
É campeão!? Vale flâmula no blog. A foto da flâmula do Santos já está até gasta de tanto que tem sido publicada nos quase 4 anos do blog…

O Santos foi campeão invicto da Copinha 2013 com: Gabriel Gasparotto; Alison, Jubal, Walace e Emerson Palmieri; Lucas Otavio, Leandrinho, Pedro Castro e Léo Cittadini (Paulo Ricardo); Neilton (Lucas Crispim) e Giva (Diego Cardoso). Comece a se acostumar com esses nomes.

Dentro do post, a relação dos clubes vencedores da Copa São Paulo de Futebol Júnior, desde a primeira edição. Continuar lendo “Meninos campeões da Copinha”

Santos, campeão da Copa do Brasil 2010

Publicado em 5 de agosto de 2010

Agora quem dá a bola… agora quem dá a bola… Depois de faturar o campeonato paulista, os Meninos da Vila 3G são os campeões da Copa do Brasil 2010. Com isso, o Santos já está na Libertadores 2011. Parabéns, Peixe. Conquista merecida, e valorizada pelo bravo Vitória, que virou a partida para 2×1, mas não foi o suficiente. O gol de Edu Dracena acabou acabou sendo o do Parabéns, Dorival. Técnico sério.

A LISTA DOS CLUBES VENCEDORES DA COPA DO BRASIL, ANO A ANO. Continuar lendo “Santos, campeão da Copa do Brasil 2010”

Moraes Moreira: Jogando por Música

solo_8
Capa do LP “Pintando o Oito”, que inclui “Saudades do Galinho”

Muito bom o show Jogando por Música, que o Moraes Moreira leva no Sesc Vila Mariana até este domingo de oitavas de final da Copa, às 18h. É olha que é só ele,  voz e violão.  Moraes não nega que é Flamengo, como mostra a capa ao lado, do LP “Pintando o Oito”, que alguém poderia relançar em CD e por que não, em vinil. Toca “Samba Rubro Negro” (Wilson Batista e Jorge de Castro), “Saudades do Galinho”, composta quando Zico foi vendido para a Udinese, “Despedida do Galinho”, feita quando o camisa 10 da Gávea pendurou as chuteiras (“Vitorioso Flamengo” ficou no banco de reservas).
Mas o show -parte de uma programação sobre futebol do Sesc Vila Mariana- teve novidades. No palco, Moraes disse que nos últimos tempos começou a torcer para um segundo time. O Santos. E mostrou uma inédita: “Outros Pelés”, sobre os novos Meninos da Vila. No meio da nova cação,  incluiu um trecho de “1×1”, clássico do repertório de Jackson do Pandeiro. Show.
No set-list do espetáculo Jogando por Música desta sexta-feira, outras canções que cantam futebol, de alguma maneira: “Só Se Não For Brasileiro Nessa Hora” (dos tempos de Novos Baianos), “Sangue, Suingue e Cintura”, dedicada à Seleção de Telê na Copa de 1982, “Espírito Esportivo”, “O que é o que é”, “Nega Manhosa” (de Herivelto Martins), “Meninas do Brasil” (parceria com Fausto Nilo) e “Onde que Fica a África”, feita para Copa do Mundo 2010. O público acompanhou a nova melodia. E olha que “Brasil Campeão” (parceria com Pepeu, feita para a Copa de 1990) não foi relacionada.

Há uma canção sobre Elza Soares, a mulher da vida de Garrincha, com letra muito boa.
O público canta junto clássicos do repértorio dos Novos Baianos e da carreira-solo de Moraes: “Lá Vai o Brasil Descendo a Ladeira”, “Brasil Pandeiro”, “Preta Pretinha”, “Besta é Tu”. Em homenagem às festas de São João, “Festa do Interior”. Seguidinha por “Pombo Correio” e a doce “Sintonia. Demais. Gostaria de ver o set-list? Aproximado, ok?
Continuar lendo “Moraes Moreira: Jogando por Música”