Novo tricampeão da América

Flâmula do Grêmio

Saudamos o grande campeão da Copa Libertadores 2017. O Grêmio deu show em La Fortaleza e conquistou o tri da taça. Que golaços do Fernandinho e do Luan, que quase fez outro tão lindo quanto!
Bravo, Lanús, “el club de barrio más grande del mundo”, pela belíssina campanha e bom futebol, limpo.
Parabéns, Renato, o primeiro brasileiro campeão da taça como jogador e agora, 34 anos depois, como treinador.

#SãoSan

O São Paulo x San Lorenzo desta superquarta, 18/03/2015, ficou com todo o jeito de mata-mata, já que o Corinthians tem 100%, com 3 vitórias em 3 jogos nesta fase e mais dois jogos em casa, ou seja, está com uma mão e quatro dedos numa das duas vagas. Os dois times “santos” vão se “matar” pela outra vaga, em duas partidas, no Morumbi e no estádio Nuevo Gasómetro (em primeiro de abril).

O jogo desta quarta-feira vai ser o sétimo #SãoSan da história (e o primeiro de Libertadores). O tricolor paulista venceu 3 vezes, o Ciclón ganhou duas e houve um empate: Continuar lendo “#SãoSan”

Huracán: #ElGlobo na Libertadores, depois de 41 anos.

clubahuracan.com.ar/ facebook.com/CAHuracan
clubahuracan.com.ar/
facebook.com/CAHuracan

O Club Atlético Huracán, campeão da Copa Argentina em 2014, confirmou sua presença no Grupo 3 da Libertadores 2015, ao eliminar o Alianza Lima, No jogo de ida, lá no Peru, El Globo goleou: 4×0. A volta, no Parque Patricios, pode ser mais tranquila, e o Huracán se classificou com um 0x0. Vai enfrentar os mineiros do Cruzeiro, os Mineros de Guayana (Venezuela) e o Universitário de Sucre (Bolívia).

Desde 1974 o Globo não jogava a Libertadores! Continuar lendo “Huracán: #ElGlobo na Libertadores, depois de 41 anos.”

“Bad Moon Rising” e o ano do futebol argentino.

1658646_723901857700208_7473823064499988095_oE que ano! Na quarta-feira, o San Lorenzo de Almagro enfrenta o Auckland City por uma vaga na final do Mundial de Clubes. Caso o Ciclón confirme a esperada final contra o Real Madrid (que na terça pega o Cruz Azul), vai precisar de muita torcida do Papa, é verdade. Mas só está no Marrocos porque ganhou sua primeira Copa Libertadores. eliminando o Botafogo, o Grêmio e o Cruzeiro, melhor time do Brasil.

Na Copa do Mundo, a ótima seleção argentina já tinha chegado até a grande final, no Maracanã, empurrada por sua torcida e embalada pelo hit “Decime que se siente”, provocadora adaptação de “Bad Moon Rising“, primeiro single do terceiro disco da banda americana Creedence Clearwater Revival (LP “Green River”, 1969).creedence

De um dos grandes sucessos do Creedence a Hilariê, da Xuxa, adaptar músicas populares é uma característica das torcidas argentinas. “Bad Moon Rising”, mesmo, já tinha versões cantadas por “hinchas” do próprio San Lorenzo e outros times argentinos (veja post no globoesporte.com): Nueva Chicago, Racing, Independiente, Belgrano, Talleres, Tigre, Quilmes, Boca Juniors e … River Plate!

Aqui no Brasil ganhou merecido destaque a linda festa no Monumental de Nuñez no dia em que River voltou a gritar “campeón” de uma copa internacional, a Sul-Americana (17 anos depois da Supercopa de 1997, contra o São Paulo ). Detalhe: em 2014, o clube da faixa vermelha usou um camisa que lembrou a do segundo título de Libertadores, em 1996.

Veja o clip publicado pelo canal do River Plate no You Tube. Mostra a festa da apaixonada torcida millonaria antes, durante e depois dos 2×0 contra o bom Atlético Nacional, da Colômbia. O vídeo foi feito pelo departamento de imprensa do River e pela Encender Comunicación e tá maneiro.

O programa Sportv News fez na quinta-feira uma edição desse belo clip, acrescentando narrações, a entrevista que o repórter André Hernan fez com um gandula especial, o filho do técnico Marcelo Gallardo –  olha que bacana! E inseriu um diálogo que é a chave do filmaço “O Segredo dos Seus Olhos”, e diz algo assim:

Um cara pode mudar de tudo. De rosto, de casa, de família, de namorada, de religião, de Deus. Só tem uma coisa que não pode mudar. Não pode mudar de … paixão!” (“O Segredo dos Seus Olhos”)

No filme do craque do cinema Juan José Campanella, escrito por Eduardo Sacheri, essa fala faz referência a um personagem que torce pro Racing Club, de Avellaneda. Que neste domingo pode ser campeão argentino depois de 13 anos! Ou o Racing aproveita a chance e volta a levantar uma taça agora… ou o campeão da Sul-Americana, o River, vai comemorar pela segunda vez na semana, com o possível título nacional #36. Continuar lendo ““Bad Moon Rising” e o ano do futebol argentino.”

País do futebol?

Não vou falar aqui sobre o estapafúrdio regulamento do Campeonato Paulista, que permite que um time precise de um arquirrival para se classificar. Ok, também pode acontecer com o Brasileirão. Mas nos pontos corridos, um time com pontuação menor que outro não pode se dar melhor.

Não vou me estender muito sobre os públicos ridículos dos estaduais, mas … o Flamengo voltou a jogar para menos de mil pessoas? Fala sério! A última pesquisa da Pluri Consultoria mostrou que o futebol brasileiro teve média de apenas 4.721 espectadores em 2013. Eis os números, em ordem crescente de importância.

  • Estaduais: 2.526 torcedores/jogo.
  • Nacionais (Brasileirão séries A, B, C e D, mais Copa do Brasil: 7.936 espectadores/jogo. Isoladamente, a Série A do Brasileirão teve média de 14.951.
  • Regional (Copa do Nordeste): 8.886 torcedores/jogo.
  • Internacionais: 25.315 “hinchas/partido”, considerando  apenas os jogos em casa dos brasileiros na Libertadores, Sul-americana e Recopa em 2013.

Clique aqui para ver o Balanço de Público e Renda do Futebol Brasileiro em 2013, relatório consolidado da Pluri.

País do futebol? Com médias assim, não dá para competir com grandes ligas, nem ligas em crescimento, como a chinesa. O futebol brasileiro não consegue segurar jogadores como o raçudo Aloísio, “boi bandido”.
E olha só que curioso. A Lusa Tour, agência de viagens da Portuguesa de Desportos, vende um pacote turístico para ver “O Clássico” português, Porto x Benfica, na última rodada do campeonato da terrinha. Deve ser em 11 de maio (data e horário a confirmar). no estádio do Dragão, com possível festa dos #encarnados de Lisboa. E olha, é tentador.

Difícil imaginar que uma agência de viagens ligada ao Futebol Clube do Porto ou ao seu rival Sport Lisboa e Benfica venda pacotes para o #adepto ver uma partida entre as #equipas do Vasco e da Portuguesa, ou mesmo um Fla-Flu, um Dérbi paulistano, um Majestoso, um Choque-Rei…

http://www.lusatour.com.br/
http://www.lusatour.com.br/

Continuar lendo “País do futebol?”

Estádio Luis Franzini

(Este texto foi publicado em maio de 2014)

http://www.defensorsporting.com.uy/
http://www.defensorsporting.com.uy/

Na superterça 11 de março, depois da Champions é a hora de Copa Libertadores. É neste pequeno e simpático estádio -no pequeno e simpático Uruguai- que o Defensor Sporting recebe o Cruzeiro, atual campeão brasileiro.

http://www.defensorsporting.com.uy/
http://www.defensorsporting.com.uy/

O estádio Luis Franzini – pouco maior que o estádio do Juventus, na Rua Javari -tem a arquibancada toda pintada com a cor do clube violeta. Fica ao lado do Parque Rodó, pertinho do Rio da Prata, bem no circuito dos turistas que visitam a bela e calma Montevidéu. Tive o prazer de ver um jogo também de Libertadores no verão de 2011 (fotos de celular abaixo). Atmosfera legal e bem família.

🙂

image
@FutPopClube
image
@FutPopClube

image
@FutPopClube

Eita, Libertadores…

Mal começou … e até que começou com bons jogos… mas já aparecem os velhos problemas da Libertadores.
A CBF e a presidente da República manifestaram revolta com o episódio de racismo contra Tinga, na partida do Cruzeiro contra o Real Garcilaso, no Peru. Tem que ter punição.