“Sí, se puede!”, versão são-paulina.

554822_10151526961004420_484154163_n
Vi no Futebol Marketing que o São Paulo lançou uma campanha de marketing que ajudará a lotar o Morumbi (até terça-feira, mais de 40 mil ingressos vendidos) no jogo contra o Atlético de Ronaldinho Gaúcho – partida de vida ou morte para o atual campeão da Copa Sul-Americana na Libertadores 2013.

562304_10151525533224420_17299125_nQue pode marcar ou não o fim da era Rogério Ceni na Libertadores (como titular, um título, mais uma final, 13 gols de falta ou pênalti desde 2004). A campanha “Eu vou com fé”, hashtags como #EuAcreditoMeuTricolor e adaptações de músicas como “Arerê, São Paulo eu acredito em você…” me lembram o grito da torcida do Málaga (clube em que o ídolo são-paulino Diego Lugano apenas esquenta o banco), na Champions League: (até ser eliminado por um gol impedidaço nos acréscimos):

Sí, se puede!

Mas para que as torcidas rivais não cantem a outra rima popular nos estádios com “Arerê”, o São Paulo tem que jogar tudo o que não jogou este ano. E ainda contar com uma ajuda do Arsenal de Sarandí contra o Strongest. E sendo o “Clube da Fé” pode lembrar que na final do Brasileirão de 77, já em 5 de março de 1978, entrou em campo no Mineirão para outra decisão contra o Atlético Mineiro, em que o Galo era o favorito absoluto, disparado. Naquela final, o São Paulo foi o visitante. Mas jogou com uma raça… No banco, estava Rubens Minelli, um estrategista. Coisa que Ney Franco está muito, mas muito longe de ser.

2 comentários sobre ““Sí, se puede!”, versão são-paulina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.