Palestra Itália.doc: “Primeiro Tempo”

  • 21 de abril de 1917: jogo de estreia oficial do Palestra Itália no Parque Antarctica, o estádio Palestra Itália: o Palestra venceu por 5×1 o Sport Club Internacional de São Paulo, clube que tinha sido campeão paulista em 1907 (fonte: site do Palmeiras)
  • 22 de maio de 2010: última partida oficial do tradicional estádio, antes da reforma geral: Palmeiras 4×2 Grêmio (Cleiton Xavier marcou o último gol).
  • 9 de julho de 2010:, amistoso: Palmeiras 0x2 Boca Juniors.

Você torcedor do Palmeiras sente um aperto no peito quando vê fotos da demolição de parte do tradicional estádio Palestra Itália também conhecido como Parque Antarctiva, que está sendo transformado na futura Arena Palestra Itália? Posso entender porque eu também fico arrepiado. Saiu no Blog do Juca, e a Helena Tahira, codiretora de Juventus Rumo a Tóquio, me falou também do filme Primeiro Tempo. O diretor Rogério Zagallo e equipe da Oka Comunicações (mesmos nomes do excelente curta sobre o Juventus) filmaram o último jogo no Palestra (1917-2010), o cotidiano do estádio do Palmeiras e depoimentos de grandes ídolos alviverdes. Pelo trailer, só o time de goleiros… Oberdan, Valdir Joaquim de Moraes, Marcos… mais o divino Ademir da Guia e os artilheiros Cesar Maluco e Evair já deixam os torcedores do Verdão e fãs de futebol em geral com muita vontade de ver o filme pronto logo! O documentário sobre a casa do Palmeiras terá uma continuação, Segundo Tempo, sobre a futura Arena Palestra Itália – os dois docs formam o projeto PalestraItália.Doc. Faltava mesmo um filme sobre o Palmeiras!
Veja o trailer. Continuar lendo “Palestra Itália.doc: “Primeiro Tempo””

Jogada Ensaiada do portal Cultura Brasil

Tempo de decisão no Campeonato Paulista (aliás, finalmente, já era hora de termos alguma emoção no estadual; estamos em abril!). Aproveito para dar um alô sobre o excelente especial Jogada Ensaiada que o portal Cultura Brasil fez sobre músicas que falam dos quatro maiores times paulistas – e os ídolos do Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Golaço! Os links para ouvir: Continuar lendo “Jogada Ensaiada do portal Cultura Brasil”

Palmeiras, 96 anos

Na semana em que lamentou a morte do ex-zagueiro Waldemar Carabina, 584 jogos pelo alviverde, o Palmeiras comemora 96 anos de muita história. O Verdão foi fundado em 26 de agosto de 1914, como o Palestra Itália, chegou a ser Palestra de São Paulo antes de se chamar Sociedade Esportiva Palmeiras.

Primeiro símbolo do Palestra Itália, em 1914, segundo o palmeiras.com.br
Distintivo na camisa do Palestra Itália, em 1915, no palmeiras.com.br

No site oficial do Verdão, é possível acompanhar a evolução dos símbolos e distintivos dos uniformes nesses 96 anos de história. A primeira peleja foi disputada em 24 de janeiro de 1915: de camisa verde com gola e punhos brancos, com esse distintivo aí da direita, com as iniciais P.I. no lado esquerdo do peito, o Palestra fez 2×0 em outro time da comunidade italiana, o Savóia, de Votorantim (leia mais). Continuar lendo “Palmeiras, 96 anos”

Palmeirense, vista a camisa do Verdão e vá ao cinema.

Um Craque Chamado Divino – Vida e Obra de Ademir da Guia é uma das atrações deste domingo no CineFoot, Festival de Cinema de Futebol, no Rio (cinema Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo) – o curta “O Primeiro João” também está na sessão das sete. Dirigido por Penna Filho, o doc existe em DVD da Europa Filmes. Quando eu comecei a acompanhar futebol, Ademir da Guia era um dos grandes craques com o 10 às costas, ao lado de Pelé (já no Cosmos), Rivellino (já no Flu), Pedro Rocha (Sâo Paulo) etc etc etc. No filme, é o grande verdugo tricolor, Celeste e do Peñarol, quem conta: no Uruguai, os boleiros não entendiam como Ademir da Guia não era convocado para a Seleção Brasileira. Na Copa de 1974, foi… mas começou jogando apenas na decisão do 3º lugar contra a Polônia (e ainda foi sacado por Zagallo). Perdemos.
Como acontece na maioria dos documentários sobre futebol, é um prazer ver ou rever gols que ficaram na memória dos estádios. Um Craque Chamado Divino tem um monte de lances, inclusive uma reportagem espanhola com áudio original do Troféu Ramón de Carranza, em Cádiz, 1972. Palmeiras tri, depois de vencer Zaragoza e Real Madrid. Aliás, o próprio Da Guia lembra: em 72, o Palmeiras ganhou torneio Laudo Natel, esse Ramón de Carranza e os campeonatos Paulista e Brasileiro! Quatro das 43 conquistas do Divino pelo alviverde. E por que ele tinha esse apelido? Continuar lendo “Palmeirense, vista a camisa do Verdão e vá ao cinema.”

CineFoot: Festival de Cinema de Futebol

O doc sobre Telê passa sábado, às 21h, no Rio!
O doc sobre Telê passa sábado, dia 29, às 21h, no Unibanco Arteplex do Rio!

Com um documentário sobre João Saldanha, nesta quinta-feira 27/05 abriram-se as cortinas do CineFoot, Festival de Cinema de Futebol, no Rio. “João”, cartaz da sessão de abertura, tem direção de André Iki Siqueira e Beto Macedo. O jornalista André Iki Siqueira é o autor do livro “João Saldanha – Uma Vida em Jogo”. Fiquei sabendo do CineFoot via equipe do “Documentário Telê Santana – Meio Século de Futebol-Arte “– que será exibido no sábado, 29/05, às 21h. Também há filmes como “Zico na Rede”, “Fiel Torcida”, “Loucos de Futebol” (sobre torcida do Fortaleza), “Unido Vencerás” (sobre o Ameriquinha),Um Craque Chamado Divino” sobre Ademir da Guia e “Um Artilheiro no Meu Coração” sobre Ademir Menezes, o “Queixada”, já mencionados aqui no blog, entre outros. A entrada é de graça e os ingressos devem ser retirados no dia da exibição com antecedência. No Rio até 1º de junho, o CineFoot é uma mostra competitiva de longas e curtas sobre futebol, sempre no Unibanco Arteplex, na praia de Botafogo. O melhor filme será eleito por voto popular, em cédula distribuída no dia das exibições. Em São Paulo, o CineFoot rola de 4 a 6 de junho, no Museu do Futebol, também com entrada de graça, sujeita à lotação da Sala. Mas com programação diferente e sem caráter competitivo.

Neste sábado, a partir de 18h30, tem sessão de autógrafos do livro “Goleiros – Heróis e Anti-Heróis da Camisa 1”, do jornalista Paulo Guilherme.

Na sessão das 19h, os curtas “Loucos de Futebol”, centrado na torcida do Fortaleza, e a animação “O Artilheiro”; mais o longa “23 Anos em 7 Segundos: o Fim do Jejum Corintiano”, sobre a conquista do Paulistão de 1977.

E às 21h, uma homenagem a Félix, goleiro do tri no México e os filmes “Um Artilheiro no Meu Coração” (sobre o goleador Ademir “Queixada” Marques de Menezes, ídolo de Sport, Vasco, Flu e Seleção) e “Telê Santana, Meio Século de Futebol-Arte”, sobre o maior técnico da história do futebol!

Confira a programação completa no site do CineFoot e veja a filipeta (flyer) do festival aqui dentro>>> Continuar lendo “CineFoot: Festival de Cinema de Futebol”

DVD: “Um Craque Chamado Divino”

DIVINO

Uma dica de filme em DVD para quem gosta da história dos grandes craques do nosso futebol (ainda que injustiçado na Seleção) e, especialmente, para a torcida do Palmeiras:  Um Craque Chamado Divino – Vida e Obra de Ademir da Guia, dirigido por Penna Filho (lançado pela Europa Filmes em 2007). Quando eu comecei a acompanhar futebol, Ademir da Guia era um dos grandes craques com o 10 às costas, ao lado de Pelé (já no Cosmos), Rivellino (já no Flu), Pedro Rocha (São Paulo) etc etc etc. No filme, é Pedro Rocha -o grande verdugo tricolor, da Celeste e do Peñarol- quem conta: no Uruguai, os boleiros não entendiam como Ademir da Guia não era convocado para a Seleção Brasileira. Na Copa de 1974, foi… mas começou jogando apenas na decisão do 3º lugar contra a Polônia (e ainda foi sacado por Zagallo). Perdemos. Continuar lendo “DVD: “Um Craque Chamado Divino””

Livro: “Os 11 Maiores Camisas 10 do Futebol Brasileiro”

Nesta terça-feira, 13 de abril, às 18h30 na livraria Cultura do Conjunto Nacional, o jornalista Marcelo Barreto lança o livro “Os 11 Maiores Camisas 10 do Futebol Brasileiro” (de uma série da editora Contexto, que começou com “Os 11 Maiores Técnicos…”, do Noriega). Marcelo Barreto está preparado para a polêmica, para motivar muita conversa de bar. Ele explicou à CBN que antes de mais nada a lista não trata de quem usou a camisa 10, mas jogou como “10”, na posição consagrada por Pelé, Zico, Riva, Ademir da Guia etc. O autor do livro já explica aos vascaínos que apesar de Roberto Dinamite ter jogado com a 10, era um típico “9”, preservando o grande ídolo de São Januário para um futuro livro sobre “os 11 maiores centroavantes”.

E quem foram os onze “camisas 10” eleitos pelo livro? Continuar lendo “Livro: “Os 11 Maiores Camisas 10 do Futebol Brasileiro””

Cinema e Futebol

O que Zidane, Zico, Ademir da Guia, Bob Moore e Pelé tem em comum com Sylvester Stalonne, Michael Caine e Mazzaropi, o comediante? Jogadores e atores estão na tela do Cinusp, o cineclube da Universidade de São Paulo. A Mostra Cinema e Futebol começou em 26 de janeiro, para só pro Carnaval e vai até 19 de fevereiro. Daqui a pouco, às 16h, o Cinusp passa “Zidane- Um Retrato do Século XXI”, que o blog viu em 2009. E mais tarde, às 19h, “Esperando Telê”, que se descreve como um “documentário de várzea, feito por dois pernas de pau”. Na semana que vem, mais documentários (“Um Craque Chamado Divino”) e ficções (“O Corintiano”, clássico com Mazzaropi, e “Fuga para a Vitória”, de John Hoston, com Pelé, Bob Moore, Stallone, Michael Caine…). A entrada é de graça, mas limitada. A sala de cinema da USP tem 100 lugares. Confira a programação completa no site do Cinusp.

Derby do bem

Domingo de derby no estádio Paulo Machado de Carvalho, o quase setentão Pacaembu.

Corinthians x Palmeiras. Mas antes quero falar de Corinthians E Palmeiras. Às vésperas do clássico pelo Paulistão 2010, as diretorias dos dois grandes se reuniram e lançaram um leilão,  para ajudar as vítimas da enchente que arrasou a cidade de São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo. E olha só que maneiro. Vão ser leiloadas: uma camisa do Corinthians autografada por Rivellino e Ademir da Guia; e outra por Ronaldo Fenômeno e São Marcos. Uma do Palmeiras assinada pelo Divino e por Riva; e outra por Marcos e pelo Fenômeno. E ainda uma bola autografada pelas quatro feras!

Quem dá mais? O leilão vai até segunda-feira, ao meio dia, em sites criados pelo alviverde ou pelo alvinegro.

É bem legal que os cartolas se entendam. Meio caminho para reduzir a violência ligada ao futebol. Parabéns. Que não fique por aí.

A imagem que ilustra o post é uma dica de livro para quem se interessa pelas estatísticas do derby. Corinthians x Palmeiras – Uma História de Rivalidade, mais um trabalho de Antonio Carlos Napoleão, pela editora Mauad.

Que a rivalidade fique apenas dentro do campo, nesse derby e outros grandes clássicos deste fim de semana e no restante dos estaduais. Amém.

Alviverde de camisa Azzurra

Maneiríssimo o terceiro uniforme do Palmeiras para a temporada 2009/2010, apresentado hoje, com presença de Ademir da Guia, ídolo histórico do Verdão. A cor azul é uma homenagem à Squadra Azzurra, a seleção da Itália. No lado esquerdo do peito, a Cruz de Savóia, brasão oficial da família real italiana. O livro A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil mostra que o Palmeiras jogou com um uniforme azul em julho de 1929 (quando ainda se chama Palestra Itália) e em fevereiro de 1955. E vai estrear a roupa nova no “jogo de 6 pontos” contra o Internacional, neste sábado, 18h30, no Palestra Itália.

Foto: Fabio Menotti DIVULGAÇÃO
Foto: Fabio Menotti DIVULGAÇÃO
Foto: Fabio Menotti
Foto: Fabio Menotti

Continuar lendo “Alviverde de camisa Azzurra”