Villa NYC

Villa na Big Apple.

O #delantero espanhol David Villa, campeão europeu e mundial pela Roja, é o primeiro astro do novo NYCFC, parceria do NY Yankees com o Man City, que vai disputar a Major League Soccer a partir de março de 2015.

O atacante que jogou no Sporting Gijón, Zaragoza e no Valencia, antes de ser campeão da liga das estrelas pelo Barça (duas vezes) e agora pelo Atlético de Madrid ganhou um infográfico do site do novo time da Nova York. Boa sorte pro Guaje, que parece ser muito gente boa.

http://nycfc.com/
http://nycfc.com/

Continuar lendo “Villa NYC”

Diego Costa está entre os 23 convocados por Del Bosque. La Roja rumo ao bi?

Curiosidade: seis jogadores do Barça, base da seleção espanhola campeã de quase tudo, foram chamados por Vicente Del Bosque para vir ao Brasil. Quatro são do Atleti, campeão espanhol, incluindo Diego Costa. Do Real Madrid, campeão europeu, Casillas, Sergio Ramos e Xabi Alonso. Napoli, Man United, Bayern e Chelsea têm dois jogadores cada. Man City e Arsenal também estão representados. Notamos a ausência na lista dos 23 de jogadores do Athletic, do Valencia, do Sevilla…

Dos “convocados” para o ãlbum de figurinhas da Copa, estão fora Arbeloa, Navas e Negredo.
Confira os relacionados por Del Bosque.
GOLEIROS:
Iker Casillas (Real Madrid),
Pepe Reina (Napoli),
David De Gea (Manchester United).

Mascote da Espanha bolado por Lais Sobral : http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/
Mascote da Espanha bolado por Lais Sobral : http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/

DEFESA:
César Azpilicueta (Chelsea),
Gerard Piqué (Barça)
Sergio Ramos (Real Madrid),
Jordi Alba (Barça),
Javi Martínez (Bayern),
Raúl Albiol (Napoli),
Juanfran (Atlético de Madrid).
MEIO-CAMPO:
Sergio Busquets (Barça)
Xabi Alonso (Real Madrid)
Xavi (Barça)
Koke (Atlético de Madrid)
David Silva (Manchester City)
Cesc Fábregas (Barça)
Juan Mata (Manchester United),
Santi Cazorla (Arsenal)
Andrés Iniesta (Barça)
ATAQUE:
Pedro Rodríguez (Barça),
Diego Costa (Atlético de Madrid)
David Villa (Atlético de Madrid),
Fernando Torres (Chelsea). Continuar lendo “Diego Costa está entre os 23 convocados por Del Bosque. La Roja rumo ao bi?”

Uma decisão de cinema.

Este slideshow necessita de JavaScript.


O Neymar deve ter, nas últimas duas quarta-feiras deste mês, sua primeira decisão no futebol espanhol (não considerando o troféu Joan Gamper). Barcelona – campeão da liga nacional – e Atlético de Madrid – campeão da Copa do Rei – abrem a temporada disputando a Supercopa de España. São duas partidas, a primeira em Madrid (21 de agosto, no Vicente Calderón) e a segunda em Barcelona.  E essa segunda partida, em 28 de agosto, será transmitida do Camp Nou ao vivo para uma rede de 33 cinemas no Brasil (18h de Brasília). O Barça de Messi, Neymar, Xavi, Iniesta e companhia enfrenta o Atlético de Madrid do ex-blaugrana David Villa e dos brasileiros Filipe Luís, Miranda e Baptistão (que se destacou no Rayo Vallecano). Mais detalhes dentro do post.
Continuar lendo “Uma decisão de cinema.”

Atlético de Madrid e Fiorentina fizeram a maior festa para seus novos atacantes.

"Maravilla" FOTO A.G.  http://www.clubatleticodemadrid.com/ | https://www.facebook.com/AtleticodeMadrid
“Maravilla” FOTO A.G. http://www.clubatleticodemadrid.com/ | https://www.facebook.com/AtleticodeMadrid

A apresentação de David Villa com a 9 do Atlético de Madrid levou 20 mil rojiblancos ao estádio Vicente Calderón.
O site da Fiorentina diz que o “Mario Gomez Day” reuniu 20 mil pessoas no Stadio Artemio Franchi (a página do clube fala em 30 mil). O “bomber” alemão vai vestir a 33 no clube viola.

Continuar lendo “Atlético de Madrid e Fiorentina fizeram a maior festa para seus novos atacantes.”

Barça, 22 vezes campeão da liga das estrelas

Primeiro escudo do Barcelona
Primeiro escudo do Barcelona

Alirón, alirón, el Barça és campeón!

DSC01953 (2)“Alirón” com 3 rodadas de antecipação na liga espanhola. O Espanyol deu uma ajudinha involuntária ao rival regional. Com o empate entre Espanyol e Real Madrid (1×1), o Barcelona agora de Tito Vilanova entra em campo neste domingo no Vicente Calderón já como campeão da temporada 2012/2013 da Liga BBVA. É o quarto título de liga do Barça em cinco anos; o sexto nos últimos 10. Devemos ter o “pasillo”, um corredor em que os jogadores campeões passam aplaudidos por um corredor dos atletas adversários, no caso, do Atlético de Madrid. E “alirón”, que diabos é isso? Um termo que veio de Bilbao, terra do Athletic, e sua origem não começa nos campos de futebol, mas nas minas. Quando os trabalhadores achavam mineral, gritavam “All iron, all iron”. Os trabalhadores locais adaptaram: “alirón, alirón”. E isso foi parar no futebol. Do País Basco (que recebeu muita influência da Inglaterra, a terra dos inventores do futebol) e de toda a Espanha (outra acepção diz que o “alirón” vem de um termo hispano-arábico, “al´ilan”, que quer dizer proclamação). Continuar lendo “Barça, 22 vezes campeão da liga das estrelas”

Capitão Messi

FOTO Miguel Ruiz - FCB
FOTO Miguel Ruiz – FCB

BARCELONA – Messi comandou mais uma vitória do Barcelona, uma assistência e dois tentos (o segundo, um golaço) contra um valente Rayo Vallecano. 3 a 1. Até aí, nenhuma graaande novidade. A nova é que pela primeira vez numa partida de campeonato, o craque argentino usou a braçadeira de capitão, após a substituição de Iniesta.
Depois de um começo morno, vi no Camp Nou um jogo franco e aberto. Apesar da ousada atuação do Rayo, a impressão que dá é que o Barça poderia ter feito mais gols.
Quantas nacionalidades estão representadas no Camp Nou? Talvez seja mais fácil ver quais não estão… No superlotado metrô após o jogo, se escuta  inglês dos 2 lados do Atlântico. Italiano. Japonês. Chinês. Russo, Alemão. Português de Portugal. Catalão, claro. No minuto 17:14 de cada tempo, os torcedores locais gritam pela independência da Catalunha.
Tinha até brasileiro dentro do estádio com um cartaz onde se lia” “Mamãe, estou no Camp Nou”.

Verso de flâmula comemorativa dos 50 anos do Camp Nou, em 2007
Flâmula do Rayo Vallecano

Continuar lendo “Capitão Messi”

Recital de Messi contra o Milan: 4×0.

Foi um “partidazo”, como dizem por aqui. Mas de um time só. O Milan ficou por demais atrás, sufocado. O Barcelona se lançou todo à frente, como um carrossel “blaugrana”.Poderia ter tomado o empate após o primeiro “golazo” de seu camisa 10. Correu certo perigo quando já tinha o placar que assegurava a “remontada” (virada). 3×0. Um gol do Milan aquela altura representaria um gol de ouro, o “golden goal”, praticamente. Mas esse camisa 10 comandou a vitória. Messi chamou a responsabilidade, fez 2 gols e assistências (como o passe para o quarto gol). Maestro Lionel.
Barça classificado. O sorteio das quartas será na sexta-feira. Já pensou? Um novo “el clásico” em mata-mata?

image

A foto de German Parga – (C) FCB – mostra o mosaico formado por 94 mil pessoas com as cores do Barça e da Catalunha, momentos antes da goleada.

Continuar lendo “Recital de Messi contra o Milan: 4×0.”