A Celeste, de vermelho, no Mundial de 1962.


Está no curioso livro “A História das Camisas de Todos os Jogos da Copa do Mundo” (Panda Books), de Paulo Gini e Rodolfo Rodrigues, atualizado até a Copa de 2006. O Uruguai usou uma camisa vermelha (às vezes, é a cor da número 2 da Celeste; atualmente, a camisa reserva é branca) pela primeira vez numa Copa do Mundo na sua estreia no Chile, em 1962. Explica o livro “A História das Camisas de Todos os Jogos da Copa do Mundo” que o uniforme vermelho da Celeste surgiu em 1932, num amistoso contra a rival alviceleste, a Argentina; e que no Sul-Americano de 1935, o Uruguai jogou sempre de vermelho – e levou o que hoje é a Copa América. Continuar lendo “A Celeste, de vermelho, no Mundial de 1962.”

O frevo do bi. Há 50 anos, o Brasil começava a campanha do bi mundial, no Chile.

Sob a inspiração do “Frevo do Bi“, de Braz Marques e Diógenes Bezerra, consagrado por Jackson do Pandeiro, começo hoje uma série que pretende fazer uma pequena homenagem aos bicampeões mundiais, na Copa de 62, no Chile – um Mundial estranha e infelizmente meio esquecido. “Vocês vão ver como é Didi/Garrincha/Pelé dando seu baile de bola”. Bem, Pelé se machucou logo. Garrincha é que deu o baile de bola e ainda ganhou de vez, no Chile, o coração da cantora Elza Soares.  


Em 30 de maio de 1962, o Brasil começou sua luta pelo bicampeonato, no estádio Sausalito, em Viña Del Mar, no Chile. No primeiro jogo, encarou o México, e venceu por 2 a 0. Os gols saíram apenas no segundo tempo. Zagallo (belo mergulho do velho Lobo) e Pelé (na raça!).

O Brasil jogou com Gylmar, Djalma Santos, Mauro Ramos (capitão; Bellini ficou no banco), Zózimo e Nílton Santos; Zito, Didi, Zagallo; Garrincha, Pelé e Vavá (Coutinho se machucou pouco antes). Técnico: Aymoré Moreira, substituindo Vicente Feola, campeão em 1984.

Uma dica para quem estiver no Centro do Rio nesta quinta-feira, 31 de maio: na Mostra Prorrogação, o festival CINEfoot exibirá o  documentário “Viva Brasil! Bicampeão Mundial 1962” (Viva Brazil), de Albert Saedler. Começa às 19h, no CCJF (Centro Cultural Justiça Federal), na avenida Rio Branco, 241. Entrada grátis, sujeita à lotação da sala. Confira a programação da Mostra Prorrogação do CINEfoot e a seleção paulista do festival. Continuar lendo “O frevo do bi. Há 50 anos, o Brasil começava a campanha do bi mundial, no Chile.”