La Liga Santander 17-18

La Liga Santander 17-18

Saiu hoje a tabela do campeonato espanhol 2017-18. Os clássicos Barça-Madrid vão ser em 20 de dezembro, no Bernabéu, e em 6 de maio de 2018, antepenúltima rodada, no Camp Nou. Na primeira rodada, em um mês, no fim de semana de 19 e 20 de agosto teremos:

  • O Dépor recebe o todo poderoso Real Madrid de Zidane, campeão de Liga e Champions.
  • Levante x Villarreal
  • Celta x Real Sociedad
  • O Barça de Ernesto Valverde estreia na Liga recebendo o Betis. Com ou sem Neymar, eis a questão.
  • Leganés x Alavés
  • Sevilla x Espanyol
  • Athletic x Getafe
  • Málaga x Eibar
  • O caçula Girona faz seu primeiro jogo “ever” na 1ª divisão em casa, contra o Atlético de Madrid de escudo novo aí. Histórico!
  • Valencia x Las Palmas

Aliás, o Atlético de Madrid faz as 3 primeiras partidas fora, para estrear no estádio novo, Wanda Metropolitano, em 16 ou 17 de setembro, contra o Málaga. Confira o calendário todo aqui.

Já se conhecem os principais uniformes dos 20 clubes que vão disputar a temporada 17-18 de La Liga. A alemã adidas veste cinco clubes: o Real Madrid, o Valencia, a Real Sociedad, o Real Betis e o Celta de Vigo.  E a americana Nike, três: o Barça, o Atlético de Madrid e o Málaga.

A Joma fornece os uniformes de quatro clubes: Espanyol, Villarreal, Leganés e Getafe, de volta à La Liga.

O Athletic começa nesta temporada o contrato com a americana New Balance, que continua com o Sevilla. A italiana Macron fornece as #equipaciones do Dépor de La Coruña e do Levante, que também está de volta à primeira.

A Umbro volta à La Liga Santander com a camisa do Girona, clube catalão que estreia na primeira divisão. A marca espanhola Kelme acaba de começar o acordo com o Deportivo Alavés. A Puma Football mantém negócio com o Eibar. E a Acerbis continua a fazer os uniformes de Las Palmas.

Clique em qualquer imagem da galeria abaixo para ver os detalhes dos “home kits” dos 20 clubes da primeira espanhola em 2017-18.

Dentro do post, as segundas camisas e, quando disponíveis, os terceiros uniformes. Continuar lendo “La Liga Santander 17-18”

A tolerância tem que virar este jogo

O planeta bola não ficou insensível à demonstração de intolerância do massacre de 49 pessoas na boate de Orlando. A seleção americana de #soccer, logicamente o Orlando City e o camisa 10 dos “lions”, o brasileiro Kaká, publicaram mensagens de solidariedade às vítimas. Teve minuto de silêncio antes da partida de Copa América nos EUA, entre Brasil e Peru (a morte da seleção brasileira também merece um minuto de silêncio, mas isso é assunto para outros 500 posts).

Hoje gostaria aqui de lembrar uma ação de marketing da Kelme e do Rayo Vallecano de Madrid. Na temporada europeia 2015-16 (que terminou no mês passado), o segundo uniforme do clube de Vallecas, bairro operário de Madri, tinha um arco-íris no lugar da faixa diagonal – que costuma ser toda vermelha no “away kit” do Rayo. Cada cor representando uma luta (fato explicado em post anterior aqui no blog).

Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme(
Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme)

Continuar lendo “A tolerância tem que virar este jogo”

A camisa arco-íris do Rayo Vallecano, um time de guerreiros.

A camisa arco-íris do Rayo Vallecano, um time de guerreiros.

Será que algum clube brasileiro teria coragem de fazer o que o Rayo Vallecano de Madrid faz?
O primeiro uniforme do bravo time do bairro de Vallecas para 2015-16 é o tradicional. Faixa vermelha (“franja roja“) diagonal. A marca do patrocinador Qbao estraga um tanto. Uniforme feito pela Kelme, que já vestiu o vizinho multimilionário Real Madrid no tempo que jogava lá o Zé Roberto (hoje no Palmeiras),

Primeira
Primeira “equipación” do Raio para 15-16

Agora, o segundo uniforme é uma revolução em termos de clubes de futebol.

A ousadíssima segunda camiseta do Rayo para a temporada 15-16.
A ousadíssima segunda camiseta do Rayo para a temporada 15-16.

O Rayo Vallecano, que já é conhecido como uma time bem mais à esquerda do que os outros, um dos mais antifacistas, como o hamburguês St. Pauli, adotou o arco-íris na faixa que costuma ser vermelha quando os uniformes alternativos são pretos, adotou um arco-íris. Cada cor tem um significado. O Rayo quer dizer que está ao lado dos heróis anônimos.

  • Ao lado dos que lutam contra o câncer.
  • Ao lado dos que lutam contra a Aids
  • Ao lado dos que lutam para integrar as pessoas com deficiências físicas.
  • Ao lado dos que nunca perdem a esperança.
  • Ao lado dos que lutam para proteger o meio-ambiente.
  • Ao lado dos que lutam contra os abusos sexuais de crianças.
  • Ao lado dos que lutam contra a violência doméstica

E as sete cores, juntas, contra o homofobia.
Já a terceira camisa do time guerreiro de Vallecas, bairro operário e de tradição esquerdista de Madri, é toda a favor dos que lutam contra o câncer. Por isso, a faixa diagonal é rosa.
CI0x6lRWIAAHuNq
Continuar lendo “A camisa arco-íris do Rayo Vallecano, um time de guerreiros.”