A tolerância tem que virar este jogo

O planeta bola não ficou insensível à demonstração de intolerância do massacre de 49 pessoas na boate de Orlando. A seleção americana de #soccer, logicamente o Orlando City e o camisa 10 dos “lions”, o brasileiro Kaká, publicaram mensagens de solidariedade às vítimas. Teve minuto de silêncio antes da partida de Copa América nos EUA, entre Brasil e Peru (a morte da seleção brasileira também merece um minuto de silêncio, mas isso é assunto para outros 500 posts).

Hoje gostaria aqui de lembrar uma ação de marketing da Kelme e do Rayo Vallecano de Madrid. Na temporada europeia 2015-16 (que terminou no mês passado), o segundo uniforme do clube de Vallecas, bairro operário de Madri, tinha um arco-íris no lugar da faixa diagonal – que costuma ser toda vermelha no “away kit” do Rayo. Cada cor representando uma luta (fato explicado em post anterior aqui no blog).

Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme(
Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme)


Foi uma ação de marketing, é verdade: o Rayo foi notícia em sites do mundo todo, alguns que talvez nunca publicassem nada sobre o clube. Dentro de campo, as coisas não deram muito certo pro Rayo. O time de Paco Jémez lutou, lutou, mas acabou caindo pra segundona espanhola, depois de cinco temporadas seguidas em La Liga, recorde na história dos franjirojos.

//platform.twitter.com/widgets.js
Considero a chamativa camiseta um gesto acertado de fabricante e clube, identificado com a população guerreira do bairro de Vallecas – anos atrás o Rayo, seu elenco e comissão técnica chegou a se mobilizar para salvar uma idosa do despejo.

Um pequeno gesto de mente aberta. Que o mundo futebol possa dar outros exemplos assim e combater a discriminação e a violência por causa de gênero, opção sexual, cor da pele, lugar de nascimento e até idade (pra começar, as torcidas poderiam parar com essa bobagem de gritar “puuuuuuuto” ou “biiiiiiiicha” quando o goleiro adversário vai bater o tiro de meta! Que ridículo!).
E que o Rayo Vallecano volte correndo pra primeira divisão, porque La Liga fica menos colorida sem o clube do bairro de Vallecas.

Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme)
Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s