Vilanova Artigas, o arquiteto do Morumbi

Vilanova Artigas, o arquiteto do Morumbi

Arquivo Histórico do São Paulo FC : sãopaulofc.net
Arquivo Histórico do São Paulo FC : sãopaulofc.net

Este 23 de junho de 2015 marcou o centenário de nascimento do arquiteto modernista João Batista Vilanova Artigas, que fez o primeiro projeto do estádio do Morumbi. Vilanova Artigas foi um dos fundadores da chamada Escola Paulista de Arquitetura e adepto do brutalismo – onde a estrutura, o concreto fica bem aparente. Antes da instalação de cadeiras, de inúmeros camarotes, esse estilo era mais visível no Morumbi, mas inda é possível percebê-lo quando você anda debaixo das arquibancadas do estádio do tricolor paulista.

Segundo o site do São Paulo, o escritório de Vilanova Artigas, Gastão Rachou Jr, José Carlos Pinto, Carlos Cascaldi e David Ottoni derrotou outras duas propostas porque previa uma capacidade maior, 120 mil pessoas, tinha menor custo e manutenção mais barata. O projeto original previa a divisão das arquibancadas em quatro níveis e não trẽs como hoje. Em 1954, Vilanova Artigas doou ao clube os direitos do projeto, que foi sendo modificado. Uma parte do estádio foi inaugurada em 1960, na vitória de 1×0 sobre o Sporting – gol histórico de Peixinho (também teve um amistoso contra o Nacional do Uruguai). Em 1970, a segunda inauguração, novamente contra um time português: São Paulo 1 x1 Porto. O estádio poderia receber então 150 mil pessoas – e o 2º jogo da final do campeonato paulista de 1977, entre Corinthians e Ponte Preta, chegou bem perto disso.

Depois, o estádio foi “encolhendo”, encolhendo, para maior conforto e segurança. Hoje a capacidade é de 67 mil pessoas. 

Continuar lendo “Vilanova Artigas, o arquiteto do Morumbi”