Banda Bate Bola

Coluna de Música Fut Pop Clube

Saiu em 2013 o CD da Banda Bate Bola, uma seleção de dez músicas da MPB boleira, a música popular que canta o futebol. Espero que seja só o primeiro da banda formada por Afonso Machado (bandolim, arranjos instrumentais), Ruy Faria (ex-MPB-4, voz e arranjos vocais), Tiago Machado (filho de Afonso; violão, cavaquinho, arranjos instrumentais) e Chico Faria (arranjos vocais; é filho de Ruy e da Cynara, do Quarteto em Cy, outro grupo vocal que gravou um belo disco com canções de Chico Buarque). A BBB (Banda Bate Bola, no caso) conta ainda com Diego Zangado na bateria e João Faria no baixo (no CD, Pretinho da Serrinha toca percussão).

http://www.ruyfaria.com/banda-bate-bola/
http://www.ruyfaria.com/banda-bate-bola/
  • E a Banda Bate Bola é uma das atrações da série de shows inspirada pelo livro do Beto Xavier, “Futebol no País da Música”, durante três fins de semana de fevereiro, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio. A Banda Bate Bola vai tocar no segundo fim de semana da série, 14 e 15 de fevereiro, 21h, numa noite que ainda terá Kleiton & Kledir, na tenda externa do CCBB carioca. Ingressos a 10 reais (5 a meia).

Já que canções que falam de futebol são uma das paixões da Coluna de Música e do Fut Pop Clube, vamos fazer um faixa a faixa do CD Banda Bate Bola. Continuar lendo “Banda Bate Bola”

Um samba para Zico no Carnaval 2014 da Imperatriz

logo2014A
O Galinho de Quintino vai ser o tema da Imperatriz Leopoldinense no Carnaval 2014: Arthur X – O Reino do Galinho de Ouro na Corte da Imperatriz. A escola escolheu o samba composto por Elymar Santos, Guga, Tião Pinheiro, Gil Branco e Me Leva. Veja e ouça abaixo um clip da gravação, em homenagem ao Zico. Intérprete: Ito Melodia.


Dá para imaginar o Sambódromo carioca quase todo cantando o refrão. “Dá-lhe dá-lhe dá-lhe ô, o show começou. Dá-lhe dá-lhe dá-lhe ô, um canto de amor”

Continuar lendo “Um samba para Zico no Carnaval 2014 da Imperatriz”

#Vasco115. Vamos Todos Cantar de Coração.

#115
Recado do Vasco para sua imensa torcida, Norte-Sul, Norte-Sul deste país
crvg  vasco
Flâmula do Vasco

Pela internet, o Vasco da Gama convida o torcedor do Gigante da Colina a pendurar a bandeira na janela e declarar o seu amor ao clube, que nesta quarta-feira, 21 de agosto, completa 115 anos de uma lindíssima história – nos seus primeiros anos, o Vasco travou uma batalha contra o preconceito racial, como mostra o clássico “O Negro no Futebol Brasileiro”, de Mario Filho.
O Fut Pop Clube saúda os amigos vascaínos e aproveita para dar a dica do show “Vamos Todos Cantar de Coração“, lançado em CD e DVD em junho de 2012. Muita gente boa participou:  vascaínos ilustres como Erasmo Carlos, Martinho da Vila, Luiz Melodia, Teresa Cristina, Nelson Sargento, Dicró, Fernanda Abreu (não poderia faltar, mesmo) e Paulinho da Viola (que anos atrás gravou uma lindíssima versão do hino escrito por Lamartine Babo, num CD lançado pela revista “Placar”). Por falar em hino, é capaz de arrepiar qualquer torcedor do blues e da música em geral a versão comandada pela saudosa guitarra de Celso Blues Boy, que  como Dicró nos deixou no ano passado. Emocionante! Confira aqui o vídeo com o vascaíno Blues Boy. Continuar lendo “#Vasco115. Vamos Todos Cantar de Coração.”

Os Helenos lançam “Hey Botafogo”.

https://www.facebook.com/oshelenos?fref=ts
https://www.facebook.com/oshelenos?fref=ts

O Engenhão está fechado, mas o astral do Botafogo anda lá em cima. Nada como ter um ídolo como Seedorf, ganhar título estadual, vencer clássicos, começar bem no Brasileirão. Nessa buena onda, aparece um coletivo formado por músicos com passagens por grupos como Autoramas, Brylho, Carbona, Do Amor, Hanói-Hanói, Nervoso, Seletores de Frequência etc – todos apaixonados pelo clube da estrela solitária. Os Helenos se consideram a primeira banda botafoguense de rock, ska, samba, salsa, punk e música latina  da história.
Um EP com 7 músicas desse supergrupo botafoguense será lançado via iTunes na terça-feira. Em breve, essas músicas devem subir no canal da banda no You Tube.
Por enquanto, primeiro clip d´Os Helenos, “Hey Botafogo”, é uma versão alvinegra de um hit #1 de 1969, “Na Na Hey Hey Kiss Him Goodbye”, da banda americana Steam. Essa cover não entrou no EP.
Veja o clip dos fãs do time de Heleno de Freitas e companhia aqui ou abaixo.


Continuar lendo “Os Helenos lançam “Hey Botafogo”.”

Leia o livro e curta o blog: “Futebol no País da Música”, de Beto Xavier.

http://www.pandabooks.com.br
http://www.pandabooks.com.br
Beto Xavier
Beto Xavier

Já está na lista dos meus links favoritos, na coluna à direita deste texto. O jornalista Beto Xavier, autor de “Futebol no País da Música” (Panda Books, 2009) – capa acima – lançou um blog, com o mesmo nome do livro. É uma ótima pedida, mesmo, poder ler com frequência os textos cheios de informação de Beto Xavier sobre essas duas grandes paixões do brasileiro. Ele sabe do que está falando, porque é daqueles colecionadores alucinados por futebol -fã da Holanda desde os anos 70- que sempre vai ao estádio (arena, agora) e compra revistas antigas, dos tempos em que  “Placar” era semanal. E com a música, a relação não é muito diferente, já que Beto trabalha como locutor de rádio e é capaz de investir parte considerável de seu orçamento em busca de algum disco raro. Futebol no País da Música, o blog, está no site da rádio Itapema FM de Porto Alegre, onde Beto Xavier apresenta os programas “Som do Brasil Bonito”, “Wake Up” e “Aboadica”, das 6 às 11h da manhã. Lá vamos encontrar boas histórias sobre clássicos da música popular que falam de futebol e sonoras novidades. Para ler o novo blog, clique aqui. Continuar lendo “Leia o livro e curta o blog: “Futebol no País da Música”, de Beto Xavier.”

O santo guerreiro do samba-rock

Coluna de Música + Fut Pop Clube
16

Este este este este este é/Zé Pretinho/ Zezé…

15219_366848486769850_857745890_nGostaria de aproveitar o dia de São Jorge, o santo guerreiro, padroeiro de tanta gente, de tantos times de futebol, para lembrar de um discão do Jorge Ben Jor, era Jorge Ben mesmo. “A Banda do Zé Pretinho” chegou para animar a festa em 1978 via Som Livre. Está fora de catálogo – meu exemplar é um LP de vinil, recentemente achado numa feirinha de discos em Sampa.
O álbum, que Ben dedica “ao mais Flamengo” e “ao mais anti-Flamengo”, está cheio de referências ao futebol, especialmente no lado A.
“Troca-Troca”, por exemplo, é uma canção sobre as trocas com que o ex-presidente do Fluminense, Francisco Horta, agitava o futebol carioca (“fez voltar ao Rio de Janeiro/a época de ouro da capital do futebol”). E de quebra, reforçava sem gastar nada a Máquina Tricolor na segunda metade dos anos 70.
O clássico “Cadê o Penalty” (aqui respeito a grafia inglesa do encarte) foi regravado pelo Skank, na sua estreia pelo selo Chaos/Sony Music, no começo dos anos 90.

Penalty, penalty, penalty, penalty, penalty/Cadê o penalty/que não deram pra gente/no primeiro tempo…

“Era uma Vez 13 Pontos” narra o destino que um trio de sortudos vai dar para o prêmio da loteria esportiva, fechando um irrepreensível lado a. Continuar lendo “O santo guerreiro do samba-rock”

Samba: “Exaltação ao Flamengo”

  • O samba “Exaltação ao Flamengo” venceu o 1º festival de música Mengo Popular Brasileiro, o MPB, projeto do Museu Flamengo, no fim de 2012.
  • A música é de Leley do Cavaco, Ronilson Rodrigues e Leco do Cavaco – do Espírito Santo. Saca só.

Os vencedores receberam o Troféu Wilson Batista – em homenagem ao compositor que escreveu várias canções sobre futebol e sobre seu time de coração, o Flamengo, claro. Wilson Batista foi o coautor com Jorge de Castro do “Samba Rubro Negro” (regravado por João Nogueira e depois, por seu filho Diogo), “Memórias de um Torcedor” (parceria com Geraldo Gomes, cantada por Cristina Buarque e seu irmão, Chico, que é tricolor), “E o Juiz Apitou” (parceria com Antônio Almeida, gravada por Marcos Sacramento, entre outros). Continuar lendo “Samba: “Exaltação ao Flamengo””

Botafogo Samba Clube

Arte: Paulo Padilha
Arte: Paulo Padilha
  • Vi no blog Futebol Marketing que os compositores Renan Brandão, Samir Trindade e Gabriel Teixeira venceram a 3ª edição do concurso Botafogo Samba Clube. Fizeram parte do júri Jairzinho, furacão da Copa de 70, Roberto Miranda, atacante dos 60 e começo dos 70, o técnico Oswaldo de Oliveira e o preparador de goleiros Flavio Tenius.
  • A TV Fogão, o canal oficial do Bota no You Tube, divulgou os melhores momentos da final do concurso, ao som do samba vencedor. Confira.

Continuar lendo “Botafogo Samba Clube”

Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)

Preparou… correu… e chutou…

“É gol, que felicidade! É gol, o meu time é alegria da cidade!”

Quem ouvia as transmissões esportivas da rádio Jovem Pan, de São Paulo, onde Osmar Santos trabalhou, nos anos 70, pode se lembrar dessa vinheta, que rolava depois dos gols (mesmo depois que o “pai da matéria” trocou os 620 kHz da Pan pelos 1100 da rádio Globo-Nacional). É o delicioso refrão do samba  “Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)”, que Jon Lemos e Roberto Correa escreveram pensando no Paulo César Caju, então no Flamengo – craque e time citados na letra original, presente na gravação do Trio Esperança. “Replay (O Meu Time é a Alegria da Cidade)” está em coletâneas do conjunto brasileiro, como o CD “Grandes Sucessos” (EMI).


O curioso é descobrir, pelos leitores portugueses do Fut Pop Clube, que “Replay …” também era usada em transmissões esportivas da “terrinha”, depois dos “golos” relatados por Gomes Amaro (locutor luso que viveu no Brasil), de boas lembranças em especial para os torcedores do Dragão, o Futebol Clube do Porto.
Em 2003, esse golaço da seleção brasileira de música sobre futebol foi regravado pelo Trio Mocotó, no CD “Beleza Beleza Beleza” (gravadora YB). Na versão do Trio Mocotó, o samba-rock ganha uma narração de um gol fictício por Beto Hora, que cita de Ademir da Guia e Jairzinho a Ronaldo “Medida Certa” a Luís Fabiano.
Esse CD do Trio Mocotó tem ainda “Chiclete com Banana” (Almira Castilho e Gordurinha) que a Pan também usava como vinheta, trocando “é o samba-rock, meu irmão” por “a Pan é só do futebol”. E entre outras, “Eu Também Quero Mocotó”, de Jorge Ben Jor, ponta-de-lança do samba-rock que o Trio acompanhou em discos como Jorge Ben e Força Bruta.

Mengo Popular Brasileiro

“Nenhum time brasileiro e do mundo foi tão cantado e idolatrado como o Flamengo em gêneros que passam pelo choro, foxtrote, marcha, baião, rock, samba e samba-enredo”. Beto Xavier, no livro “Futebol no País da Música” (Panda Books)

No seu livro Futebol no País da Música, de 2009, o jornalista e radialista Beto Xavier, um dos principais pesquisadores de música sobre futebol, já estimava em mais de 150 as gravações sobre “os feitos, os títulos, as torcidas e até as tristezas rubro-negras”. Pois fiquei sabendo via Futebol Marketing de um projeto do Museu Flamengo e do site oficial do rubro-negro que pode adicionar (eta palavra da moda!) mais algumas canções a esse repertório: o concurso cultural Mengo Popular Brasileiro, que será também o nome de uma  instalação do futuro museu do clube.

O objetivo do concurso MPB, inciais de Mengo Popular Brasileiro, é escolher um novo hit inspirado no Fla. Os interessados que tiverem uma composição inédita devem enviar  seus vídeos para o site do projeto até 30 de setembro. As músicas selecionadas pelos responsáveis pelo concurso vão para uma votação na internet, em outubro.

PARTICIPE: de que músicas sobre o Flamengo você gosta mais? Deixe sua mensagem no espaço de comentários. Votação aberta a quem não é flamenguista, mas sabe reconhecer uma boa música. Eu começo.