A maior arquibancada do Brasil

O pessoal da publicidade da Fiat certamente não imaginava que o anúncio com o som da banda O Rappa emprestaria seu refrão para um protesto do tamanho do Brasil. “Vem pra rua, vem pra rua”. Pegou. O Rappa é certamente um dos grupos mais “callejeros” do país, dono de discurso e atitude de rápida comunicação com o jovem público de diferentes classes sociais. Curiosamente, a manifestação – em grande parte motivada pelos gastos vergonhosos em estádios da Copa 2014 e pela atenção internacional despertada pela Confederações 2013 –  não deixa de mostrar uma influência de  ‘gritos de guerra’ de torcidas organizadas, em muitos refrões.

O Brasil acordou, ô” (leia como ‘o campeão voltou, ô’).

S e m  v i o l ê n c i a” (leia como o ´É  … q u a r t a – f e i r a!’ dos estádios)

Eu sou brasileiro/com muito orgulho/com muito amor… ” (cantado nos estádios há mais de 15 anos).

Pena que junto com tantas manifestações imensas, bonitas e justas, a gente tenha visto outra característica de torcidas organizadas. A intolerância a quem pensa diferente. Rasgar bandeiras de partidos, agredir quem não usa as mesmas cores, não tem as mesmas crenças… provocar policiais (que também ganham mal para caramba)… destruir ou saquear patrimônio público ou particular… não tem nada a ver e não é nem um pouco democrático. Tolerância zero e vandalismo… isso não me representa! Diálogo, sim!
O gigante, que parecia “deitado eternamente em berço esplêndido”, despertou pra valer. Especialmente seu lado jovem. Mostrou para governantes brasileiros de TODOS os níveis…  parlamentares de TODOS os plenários –  e também a todos os estrangeiros que planejam lucrar muito com o mínimo de investimentos – que a farra acabou.
Viu só? Foi só sair da internet para reclamar que as passagens de transporte público caíram (por outro lado, não acredito em tarifa zero). Outros aumentos foram revogados. Governo e oposição acordaram. Voltaram a discutir temas de interesse nacional, e não só aquele Fla-Flu, aquele Gre-Nal, aquele derby PT x PSDB que enche o saco nos anos de eleições, quanto mais nas outras temporadas. O Congresso -outro alvo da fúria popular – reagiu. Caiu a absurda PEC-37 que limitava as investigações do Ministério Público. Demorou.
No domingo, vamos ter uma grande final da Copa das Confederações, no caro Maracanã, entre a seleção brasileira e uma esquadra fortíssima europeia. Respeitemos o direito de manifestação pacífica. Respeitemos o direito de ir e vir. Respeitemos o resultado. Se a nova Família Scolari ganhar, ótimo. Se perder, tudo bem. Felipão terá um ano para corrigir os erros. E posso apostar que ele saberá trazer a ‘maior arquibancada do Brasil” para o lado da seleção.

A bola está com os políticos. Claro, vamos ter que continuar a marcar forte. Pressão. Mas sem violência.

Mineirão, 26 de junho. Brasil 2x1 Uruguai. Semifinal da Copa das Confederações 2013.
Placar final no Mineirão, 26 de junho. Brasil 2×1 Uruguai. Semifinal da Copa das Confederações 2013.

2 comentários sobre “A maior arquibancada do Brasil

  1. Boa. Achei que morreria antes de ver o que está acontecendo. E agora tenho esperança de curtir um país decente antes de morrer. Porque tende a esquentar no agitado 2014.

  2. Não tenho tanta esperança. Acho que quando as pessoas assumem altos cargos, mudam demais, acabam se aliando com quem combatiam. Pra mim, o PT é uma gigantesca decepção. Tá na hora de um revezamento.
    Mas acho que os tucanos não são muito diferentes e já estiveram lá. Têm menos preocupações sociais. Não fizeram oposição real ao PT.
    Uma terceira via, tipo Marina Silva? Não sei se sustentaria, como a Dilma não está se sustentando (antes de pensar em reeleição, tem que pensar em terminar bem o mandato).
    Quanto à Copa, sim, acho que teremos mais conflitos. Crise econômica, Mais estádios caros, mais dificuldades, mais olhares estrangeiros aqui. Sou pessimista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.