Messi 1×0

Brasil x ArgetninaQue golaço do Messi! Falta um cara assim na nossa seleção 2010 modelo 2011, não falta, não? Fazia 5 anos que a albiceleste não ganhava do escrete Canarinho! Este 1×0 definido nos últimos segundos do amistoso no Qatar é mais uma para uma eventual reedição das Histórias do Maior Clássico do Futebol Mundial, o livrão Brasil x Argentina, de Newton César de Oliveira Santos (editora Scortecci). O calhamaç0, de 616 páginas, já havia sido recomendado aqui no blog pelo colecionador Domingos D´Angelo, do Memofut.

RCDE Stadium – o moderno estádio do Espanyol

image

CORNELLÀ – Impressionante como a “barra” do Espanyol de Barcelona não para. Puxados por um cara que funciona como um animador, os torcedores cantam o tempo todo, inclusive uma adaptação de Balancê, sucesso com Gal Costa. Em determinados momentos, uma animação de um periquito no telão estimula a galera a imitar o som de “We Will Rock You”. E no minuto 21 do primeiro tempo, sessenta segundos de palmas para Dani Jarque, jogador espanyolista que morreu muito jovem.

image

Arena moderna. E custou muito menos que os novos estádios brasileiros.

image
Confira comigo no replay, digo, no RT, o rolê do Fut Pop Clube pela tour que o RCD Espanyol promove no estádio novo, fora dias de jogos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “RCDE Stadium – o moderno estádio do Espanyol”

Copa América 2011

Atualizado em 21 de julho de 2011
GRUPO A:
1º de julho – Argentina 1×1 Bolívia- em La Plata
2 de julho – Colômbia 1×0 Costa Rica – em Jujuy
6 de julho – Argentina 0x0 Colômbia – em Santa Fé
7 de julho – Bolívia 0x2 Costa Rica -em Jujuy
10 de julho – Colômbia 2×0 Bolívia – em Santa Fé
11 de julho – Argentina 3×0 Costa Rica- em Córdoba
GRUPO B:
3 de julho – Brasil 0x0  Venezuela – em La Plata
3 de julho – Paraguai 0x0 Equador – em Santa Fé
9 de julho – Brasil 2×2 Paraguai – em Córdoba
9 de julho – Venezuela 1×0 Equador – em Salta
13 de julho – Paraguai 3×3 Venezuela – em Salta
13 de julho – Brasil 4×2 Equador – em Córdoba
GRUPO C:
4 de julho – Uruguai 1×1 Peru – em San Juan
4 de julho – Chile 2×1 México- em San Juan
8 de julho – Peru 1×0 México – em Mendoza
8 de julho – Uruguai 1×1 Chile – em Mendoza
12 de julho – Chile 1×0 Peru – em Mendoza
12 de julho – Uruguai 1×0 México – em La Plata.

Quartas de final:

  • Sábado, 16h15 – Colômbia 0x2 Peru, em Córdoba – os 2 gols na prorrogação
  • Sábado, 19h15 – Argentina 1×1 Uruguai, em Santa Fé – Urugyuai venceu por 5×4 nos pênaltis
  • Domingo, 16h – Brasil 0x0 Paraguai, em La Plata – Na decisão por pênaltis, o Brasil desperdiçou 4 cobranças. A Albirroja converteu 2.
  • Domingo, 19h15, Chile 1×2 Venezuela, em San Juan
Semifinais :
Terça-feira- Peru 0x2 Uruguai, em La Plata
Quarta-feira- Paraguai 0x0 Venezuela, em Mendoza. Paraguai classificado nos pênaltis
Decisão do 3º lugar – sábado
  • Peru x Venezuela

Finalíssima – domingo

  • Uruguai x Paraguai

Continuar lendo “Copa América 2011”

Taça Brasil

Embrião do Campeonato Brasileiro ou precursora da Copa do Brasil? O certo é que a Taça Brasil dava vaga para a Libertadores (aliás, foi criada para isso: definir o time brasileiro classificado para a versão sul-americana da Copa dos Campeões da Europa, hoje Champions League). E a Taça Brasil premiou timaços, como Santos de Pelé, o  Bahia (primeiro campeão), a Academia do Palmeiras, o Botafogo e o Cruzeiro de Raul, Piazza, Dirceu Lopes e Tostão. Em formato mata-mata, reunia de forma regionalizada os campeões estaduais (de modo geral). Os vencedores da Taça do Brasil (PS: oficializados como campeões brasileiros pela CBF em novembro de 2010):

  • 1959 – Bahia campeão. Vice: Santos. Artilheiro: Léo (Bahia), 8 gols. O site do Bahia publicou um especial sobre os 50 anos da grande conquista.
  • 1960 – Palmeiras campeão. Vice: Fortaleza. Artilheiro: Bececê (Fortaleza), 7 gols. O alviverde – treinado por Oswaldo Brandão – tinha no gol Valdir Joaquim de Moraes e nomes como Djalma Santos, Valdemar Carabina, Zequinha, Humberto Tozzi, Chinesinho e o capitão Julinho Botelho.
  • O Memorial das Conquistas do Santos tem réplica do manto clássico do Peixe na Década de Ouro: os anos 60
  • 1961 – Santos campeão. Vice: Bahia. Artilheiro: Pelé, 7 gols.
  • 1962 – Santos bicampeão. Vice: Botafogo. Artilheiro: Coutinho (Santos), 7 gols. O site do Santos dá as escalações da 2ª partida decisiva, em que o Peixe fez 5×0 no Fogão. Santos: Gilmar, Lima, Mauro e Dalmo, Zito e Calvet, Dorval, Mengálvio, Coutinho (Tite), Pelé e Pepe.  Botafogo: Manga, Rildo (Joel), Zé Maria e Ivan (Jadir), Airton e Nilton Santos, Garrincha, Edson Quarentinha, Amarildo e Zagalo.

Robertão/Taça de Prata

Roberto Gomes Pedrosa. Nome de goleiro da Seleção, do Botafogo e do São Paulo. Nome de presidente da Federação Paulista. Nome da praça em frente ao estádio do Morumbi. Nome do torneio Rio-São Paulo a partir de 1955. Em 1967, o Torneio Roberto Gomes Pedrosa cresceu, ganhou participação de clubes gaúchos, paranaenses e mineiros. Virou Robertão. Baianos e pernambucanos estrearam em  1968 (algumas fontes dizem que a partir desse ano o Robertão passou a ser chamado de Taça de Prata; outras dizem que esse nome surgiu em 1970). Confira os campeões das 4 edições do Robertão (P.S.: considerados campeões brasileiros pela CBF em 22/11/2010).

  • Robertão 1967 Palmeiras campeão. Vice: Internacional. Artilheiros:  Ademar Pantera (Flamengo) e César Maluco (Palmeiras), 15 gols. Participantes: 15 times: os 12 grandalhões do eixo Rio-SP-MG-RS, mais Portuguesa, Bangu e Ferroviário-PR (que depois de algumas fusões daria origem ao Paraná Clube). O site Bola na Área tem a tabela completa.
  • Robertão 1968Santos campeão. Vice: Internacional. Artilheiro: Toninho Guerreiro, 18 gols. Participantes: 17. Atlético Paranaense substitui o Ferroviário. Estreiam Bahia e Náutico. Tabela no site Bola na Área. A taça está lá no Memorial das Conquistas do Santos (confira post anterior).
  • Robertão 1969Palmeiras campeão. Vice: Cruzeiro. Artilheiro: Edu Antunes Coimbra, do América-RJ, irmão de Zico, 14 gols.  Participantes: 17. Ameriquinha entra no lugar do Bangu. Campeões estaduais,  Coritiba e Santa Cruz substituem Atlético-PR e Náutico. Tabela aqui.
  • Robertão/Taça de Prata 1970Fluminense campeão. Vice: Palmeiras. Artilheiro: Tostão, do Cruzeiro, 12 gols. Participantes: 17. Ponte Preta na 5ª vaga paulista. Atlético Paranaense volta a representar seu estado. Santa Cruz permanece. Tabela aqui. A campanha vitoriosa do Flu é tema do novo livro de Roberto Sander, Taça de Prata de 1970.

Fontes: Continuar lendo “Robertão/Taça de Prata”

Distintivo: A.A. das Palmeiras

distintivos.com.br

Informa o Calendário Tricolor de hoje: 9 de novembro de 1902 é a data de fundação da Associação Athlética das Palmeiras, que o Calendário apresenta como “‘mãe” do São Paulo Futebol Clube. O SPFCpédia aprodunda: a A.A. das Palmeiras, que teve sede na avenida Angélica, foi campeã paulista de 1909, 1910 e 1915. Na virada de 1929 para 1930, torcedores, jogadores e cartolas da A.A. das Palmeiras e do Paulistano, Continuar lendo “Distintivo: A.A. das Palmeiras”

Novo Rock Flu no ar

Está na rede o programa Rock Flu, edição 71. O convidado é o jornalista Décio Lopes, do programa Expresso da Bola.  Com o Décio, os apresentadores do Rock Flu, Gustavo Valladares e Sérgio Duarte,  falam de futebol: reta final do Brasileirão, Seleção, Espanha, museus que preservam a memória do esporte no mundo… E de rock: Continuar lendo “Novo Rock Flu no ar”