9 de novembro de 1989

12140 - StasilandiaNestes dias de intolerância à la século XXI, em que aluna vítima de tropa fiscalizadora de vestidos ainda é expulsa por uma instituição de ensino (que agora voltou atrás), é bom olhar para a História e refletir. Hoje a capital da Alemanha, os alemães e o mundo comemoram os 20 anos da derrubada do vergonhoso Muro de Berlim, o fim da Guerra-Fria. Queria aproveitar para recomendar um filme e um livro sobre a Alemanha Oriental (cuja seleção jogava com uma camisa azul com as iniciais DDR, pasmem, República Democrática Alemã, RDA). Primeiro, a bela reportagem da jornalista australiana Anna Funder, o livro Stasilândia – Como Funcionava a Polícia Secreta Alemã, editado aqui pela Companhia das Letras. Conta a relação de alemães com a temida Stasi, essa polícia secreta, a queda do muro  e como seus personagens vivem, depois do comunismo. A outra recomendação é o filme A Vida dos Outros, Oscar de filme estrangeiro em 2006. Ficção que aborda a cruel rotina da Stasi e, com esse tema barra-pesada não poderia ser tão divertido como o também ótimo Adeus, Lênin.

Capa A Vida dos OutrosImagine se o Brasil fosse separado em dois. E ainda: que nossa maior cidade também fosse dividida ao meio, por um muro. E que uma polícia secreta vigiasse a vida de personas non gratas ao regime, num Big Brother em que até vizinhos e colegas de trabalho ficassem de olho no que você faz ou deixa de fazer.

Isso tudo aconteceu na Alemanha e não faz tanto tempo assim.
“A Vida dos Outros”, um dos melhores filmes que vi no cinema nos últimos tempos, já em DVD, se passa na Alemanha Oriental, cinco anos antes da queda do muro de Berlim.
Interessado numa bela atriz, mulher de um dramaturgo, um ministro da Cultura ordena que a Stasi, a polícia secreta alemã-oriental, espione a vida do casal. Escutas espalhadas por todos os cômodos, os espias se instalam em cima do apartamento. Com excelente roteiro e grandes atuações, é o tipo de filme que te dá vontade de pesquisar mais sobre um assunto. Ganhou o Oscar de melhor produção estrangeira em 2006.
  • Leia também aqui no blog: Alemanha Versus Alemanha, sobre o único jogo da história da Copa do Mundo que confrontou alemães orientais e ocidentais, no Mundial de 74:

logo_39Em 22 de junho de 1974, no Volksparkstadion de Hamburgo, jogaram Alemanha contra Alemanha, digo a Ocidental, dona da casa (e da Copa) e a Oriental. Na Alemanha Ocidental, Maier, Vogts, Beckenbauer, Breitner, Overath, Gerd Muller e outros jogadores que seriam campeões do mundo em 7 de julho. E não é que a irmã do lado de lá do muro, a Alemanha Oriental, com aquela linda camisa azul escura da DDR, venceu a partida? E com um golaço! Sparwasser, o nome da fera. A partida, da última rodada do grupo 1 da primeira fase do Mundial disputado na Alemanha, aparece em 39º lugar na lista de Os 50 Maiores Jogos das Copas do Mundo, livro do jornalista Paulo Vinicius Coelho, o PVC. Que lembra: “Se vencesse, a Alemanha Ocidental terminaria em primeiro lugar e cairia no grupo de Brasil, Holanda e Argentina”. Tudo que eles queriam evitar, escreve PVC no livro da Panda Books. O time de Helmut Schöen perdeu e ficou num grupo com a Iugoslávia, a Polônia do artilheiro Lato e a Suécia. A estranha partida e o uso do futebol pelas mãos de ferro do governo da DDR é um dos temas abordados no documentário Comunismo e Futebol, da BBC, que o Sportv passou no final de 2008.

4 comentários sobre “9 de novembro de 1989

  1. Estive em Berlim até ontem… assino embaixo as suas dicas. Vale a pena correr atrás de toda informação possível sobre esse momento da história…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.