15 anos sem Kurt Cobain

No Brasil, em 1993. Foto: fanzine HEADLINE
No Brasil, em 1993. Foto: fanzine HEADLINE

TEXTO: JONATHAS FORMAGIO, colaborador do site Nirvana Live Guide.
Já se passaram 15 anos desde que Kurt Cobain cometeu suicídio, deixando uma legião de fãs e o seu legado Grunge para trás. Desde sua morte, o rock nunca mais foi o mesmo. Nenhuma banda conseguiu nem sequer chegar perto do sucesso que o Nirvana construiu ao longo de sua carreira.
Após o incomparável estouro de Nevermind, Kurt Cobain começou a rejeitar sua fama. Cada vez diminuía mais seu entusiasmo em ser o homem de frente. Em 1991, Kurt Cobain e o Nirvana estavam na melhor fase. Milhares de pessoas disputavam ingressos para ver pelo menos uma única apresentação do power trio, coisa que não se via na turnê do primeiro disco. Na fase do Bleach, o Nirvana ainda era conhecido como a banda dos dois rapazes estranhos, e um terceiro mais alto que um poste. Kurt Cobain não soube lidar com o peso da fama e as agendas de shows lotadas. Mas em 1991, quando todos pensavam que ele já passava dos limites, em relação a sua performance no palco e ao uso de drogas, Kurt reencontra uma antiga amiga integrante da banda Hole, a famosa Courtney Love. O romance de Kurt e Courtney foi marcado por altos e baixos, até que em 1992 nasce a herdeira do Grunge, Frances Bean Cobain. Auto estima elevada, Kurt estava feliz por ser pai.
Em 1993, o Nirvana fez um dos seus melhores shows…E adivinhem onde foi? Sim!!! Aqui mesmo no Brasil, no Hollywood Rock de 1993. O Nirvana estava animadíssimo com o show em São Paulo, mas para a surpresa de todos, o show parecia mais um ensaio de banda de garagem. Kurt ficou com a pulga atrás da orelha depois que João Gordo (vocalista da banda Ratos de Porão) disse que o patrocinador do festival era uma marca de cigarros. Kurt então resolveu extrapolar, e mostrou a marca registrada do Nirvana DUAS VEZES!!! Não sobrou guitarra para contar história (veja um trecho da destruição no Brasil) .
Mas infelizmente a alegria do Nirvana durou pouco. Kurt Cobain passou a usar drogas mais fortes. Muitos dizem que foi culpa da Courtney Love, mas o baixista Cris Novoselic a defendeu, dizendo que Kurt já queria experimentar coisas novas há muito tempo. Até que em 1994, depois de muito cansaço e problemas respiratórios que provocaram alguns cancelamentos de shows, Kurt é encontrado quase morto por Courtney Love num quarto em Roma. Rapidamente, ela presta os primeiros socorros e evita o pior. Kurt resolve se internar em uma clínica de reabilitação, mas foge alguns dias depois. Depois de muitas buscas e informações falsas, o corpo de Kurt Cobain é encontrado em sua residência por um eletricista contratado por Courtney Love em 8 de abril de 1994, com um tiro na cabeça – os legistas estimam que ele tenha morrido dia 5 de abril.
Do jeito que as coisas andavam, as pessoas já esperavam o pior. Em uma entrevista, Chad Channing (baterista do primeiro álbum, “Bleach”), diz que ouvia uma estação de rádio no seu carro em 8 de abril de 1994 e ouviu o final de uma mensagem: “…o corpo foi encontrado hoje de manhã”. Chad disse que se arrepiou na mesma hora – e teve certeza que era o corpo de seu amigo. Já Dave Grohl (Foo Fighters) tem sonhos com seu amigo, em que diz que às vezes Kurt pede ajuda e em outras parece estar feliz. Cris Novoselic ao ser questionado sobre a morte de Kurt em uma entrevista feita por John Rughes no ano passado, responde com as seguintes palavras:

Hughes: Então, como é acordar um dia e você descobrir… que o seu amigo está morto?
Novoselic: Bem, é chocante quando você pensa sobre o que ele fez, e como ele fez isso. É absolutamente chocante…

Bem amigos, acho que até os meus 100 anos não vou ver uma banda tão boa quanto o Nirvana, mas tenho certeza que a sua música nunca vai ser esquecida, pois 15 anos depois de sua morte, ainda vemos jovens e coroas usando uma camisa de flanela ou simplesmente um nome estampado: Nirvana.

Texto de JONATHAS FORMAGIO, colaborador do detalhado site Nirvana Live Guide, especial para o blog Fut Pop Clube

2 comentários sobre “15 anos sem Kurt Cobain

  1. E isso ai cara, não se vê mais Bandas como Antigamente – Hoje é só emice e falta de criatividade altissima nas letras e acordes. Valeu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.