Copa de “cachorro grande”

River Plate do Uruguai DSC07528 (1)
Banderín: River Plate do Uruguai

Flâmula do River Plate de Montevidéu, que vai fazer sua estreia na Libertadores em 2016. O River uruguaio é o caçula da Copa, mas a Libertadores 2016 vai ser uma briga de cachorro grande. Todos os representantes brasileiros já ganharam pelo menos uma vez a Copa: Corinthians, Palmeiras, Atlético, Grêmio e, completando o trio de ferro paulistano, o São Paulo, que entra na primeira fase. Aí o tricolor pode pegar de cara um time argentino (Racing ou o Huracán), La U de Chile, o próprio River Plate uruguaio, Olimpia ou Guaraní do Paraguai ou ainda fazer uma viagem mais longa até Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela ou México.

Na segunda fase, teremos times com experiência em Libertadores como o atual campeão, o River Plate (o millonario de Buenos Aires, mesmo), o Boca, o San Lorenzo, o Rosario Central, o Colo-Colo, o Cerro Porteño, o Deportivo Cali, o Nacional e o Penãrol. Continuar lendo “Copa de “cachorro grande””

Corinthians 2014-15

Corinthians_2014118071c_detail_large
NikeInc.com

A volta de um ídolo (Elias) e de um técnico vencedor no clube (Mano). A temporada de estreia no alçapão que é a Arena Corinthians. A força da fiel torcida. Fatores que fazem do Corinthians um dos favoritos na briga com o Cruzeiro pelo título do Brasileirão 2014 e na luta pelas vagas da Libertadores.

  • >IN>: Elias, Marcelo Lodeiro, Anderson Martins, Ángel Romero.
  • <OUT<:  Romarinho (El Jaish, do Catar), Cléber (Hamburgo), Julio Cesar (goleiro, foi pro Náutico), Guilherme (Udinese), Jocinei (Lusa).
  • Estrelas da companhia: Cássio, Gil, Ralf, Jadson, Danilo, Guerrero, Renato Augusto, Petros.
  • Técnico: Mano Menezes.
  • Estádio: Arena Corinthians (48 mil lugares). Metrô: Corinthians-Itaquera ou Artur Alvim.

Confira o rolê do blog pela Arena Corinthians na tarde do jogaço Uruguai 2×1 Inglaterra, com show de Suárez (e sem mordidas).

  • Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Uniformes: as camisas do Corinthians para o segundo semestre de 2014 foram apresentadas nesta sexta-feira. A camisa 1, branca, volta a ter listras como um uniforme usado de 1971 a 73 (tempos de Rivellino, o Garoto do Parque). O livro “A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil” mostra que em 1929 , 1944,  e entre 2007 e 2009 (era Ronaldo) o Corinthians usou modelos semelhantes: basicamente branco, com listras negras mais – ou menos – grossas. O uniforme #1 alvinegro estreia no dérbi deste domingo contra o centenário rival Palmeiras – o primeiro #derby paulista da novaarena.
Corinthians_2014118087_detail_large
Elias com a nova camisa 1 alvinegra | NikeInc.com

Continuar lendo “Corinthians 2014-15”

Lançamento: “Oswaldo Brandão – Libertador Corintiano, Herói Palmeirense”.

CAPA OSWALDO BRANDAO_IMPRENSA (2)
Oswaldo Brandão foi técnico da Segunda Academia alviverde, bicampeã brasileira de forma consecutiva em 1972 e 73 – já tinha sido campeão da Taça Brasil de 1960, que hoje é equiparada ao Brasileirão, paulista de 1947, 59 e 72 pelo alviverde. Era o técnico do Palmeiras quando um gol de Ronaldo (Ronaldo Gonçalves Drummond, ex-Galo, futuro cruzeirense) impediu que o Corinthians de Rivellino acabasse com o jejum, num Morumbi lotado, na final do Paulistão de 74. Três anos depois, já sofrendo com a doença do filho, Márcio (câncer no cérebro), Oswaldo Brandão levou o Corinthians ao título paulista de 1977, acabando com os 23 anos de jejum de grandes títulos, com o chorado gol de Basílio contra a Ponte Preta. Aliás, Brandão era o treinador do Corinthians no último título antes da fila, o de 1954. Também foi campeão paulista em 71 pelo São Paulo de Gerson, Pedro Rocha, Toninho Guerreiro, Forlán, Terto, Paraná, Sérgio Valentim. O primeiro e até agora único treinador a boatar no peito faixa de campeão estadual por todas as cores do “trio de ferro” (Palmeiras, Corinthians e São Paulo). Na Seleção, lançou Falcão e Cerezo. Também levantou taça na Argentina, com o Independiente (Nacional de 1967).

Libertador Corintiano, herói palmeirense, como diz o título do livro que o jornalista Maurício Noriega está lançando pela editora Contexto. Esse livro era sonhado e preparado por Noriega há anos, como contou nessa #e-entrevista aqui pro Fut Pop Clube, em 2009.

Uma figura humana admirável. Sei até porque ele era muito amigo do meu pai, Luiz Noriega, e ouvi histórias muito, mas muito tocantes dele.

Brandão é o tema do capítulo 1 do primeiro livro de Nori, “Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro” (também da Contexto, 2009). Leivinha, craque dessa segunda academia alviverde, depois ídolo do Atlético de Madrid, diz que o técnico Brandão foi o “nº 1” de sua carreira, um treinador quase sempre paternalista, rude quando necessário.

Continuar lendo “Lançamento: “Oswaldo Brandão – Libertador Corintiano, Herói Palmeirense”.”

Enquetes: Brasileirão

15 vezes Adriano. FOTO Márcia Feitosa VIPCOMM
15 vezes Adriano. FOTO Márcia Feitosa VIPCOMM

Quem será o artilheiro do Brasileirão? O imperador Adriano, do Flamengo, o Tardelli, do Galo, ou o Jonas, do Grêmio? Será que ainda dá para Marcelinho Paraíba ou Roger?
E que clubes você acha que se juntam ao Corinthians, campeão da Copa do Brasil, na Libertadores 2010?
Teremos todo o trio de ferro paulistano na Libertadores?
E o Galo?
Será que Goiás e Internacional, agora com Mário Sérgio no lugar do Tite, resistirão ao embalo do Flamengo do imperador Adriano? Mário Sérgio chegou falando em título. Grêmio, Cruzeiro… quem mais você acha que pode chegar ao G4? Ou G5, no caso de o Corinthians terminar entre os 4 primeiros? Eu começo.