Maradona em Cannes

Maradona em Cannes

“Diego Maradona”, o filme, vai estrear no festival de Cannes 2019, no mês de maio. Na metade de junho, o documentário de Asif Kapadia tem lançamento mundial.

Os produtores são os mesmos dos docs ‘Senna‘ e ‘Amy’. O diretor Kapadia nem queria mais saber de documentários esportivos, mas mudou de ideia depois de se deparar com 500 horas de material inédito sobre Maradona.
Já saiu o primeiro clip: o dia da apresentação de Diego ao Napoli, em 1984, quando a Serie A italiana dava as cartas no mundo. Confira:

Continuar lendo “Maradona em Cannes”

“Um Homem a Mais”, na Mostra de Cinema de São Paulo.


Doze anos antes de “A Grande Beleza”, o diretor napolitano Paolo Sorrentino e o ator Toni Servillo trabalharam juntos em “Um Homem a Mais” (L’uomo in Piú, 2001), em cartaz na 40ª Mostra de Cinema de São Paulo. poster40Servillo faz o papel de um cantor popular, Antonio Pisapia, xará de um jogador de futebol. O zagueirão atua no time (não identificado) de camisa grená da sequência acima, com cenas de jogo filmadas no estádio San Paolo, onde na vida real quem joga é o Napoli. O primeiro longa de Sorrentino acompanha em paralelo a decadência dos dois Antonios, o cantor e o jogador, que tenta começar como treinador – planejando táticas num campinho de subbuteo– depois de ver sua carreira nos gramados abreviada por uma ‘entrada criminosa’, num treino!

Um Homem a Mais” – e este título tem a ver com tática de futebol, como quem assistir vai perceber – passa de novo nesta terça-feira, 2 de novembro, às 16h, na sala 2 do Espaço Itaú de Cinema do shopping Frei Caneca (confirme por telefone antes de sair porque há alterações de última hora). Dentro do post, a sinopse fornecida pelo site oficial da Mostra, mostra.org. Continuar lendo ““Um Homem a Mais”, na Mostra de Cinema de São Paulo.”

Rolê do blog pelo Stadio San Paolo, em noite de goleada do Napoli.

image

San Paolo. O estádio onde brilharam Maradona e Careca no fim dos anos 80, era de ouro do calcio. É um estádio tradicional, sem as “mudernices” das novas arenas.

image

Tem pista de atletismo entre o campo e as arquibancadas. Parece um pouco o Morumbi, mas com cobertura. Nada de muitas lojas. Vendedores ambulantes. Tem história. Tem alma. E que acústica.

image

Do lado de fora, muita polícia, por causa da violência antes da final da Coppa Itália, em Roma. Dentro, festa pela conquista e gols. 3×0 fora o pênalti perdido po Hamsick. É rápido o ataque da squadra de Rafa Benítez, que aqui é garoto-propaganda de celular.

image

Pra sair do estádio é que também lembrou o Morumbi. Onze da noite. Estaçâo da linha 2 do Metronapoli

fechada. Õnibus? Não aparecia. O jeito foi entrar num táxi que fez algo tipo lotação, 10 euros por pessoa.
Questa è Napoli, disse o tifoso ao lado.
Bella cittá!

image