Futebol é mais que um jogo: slogan do CINEfoot 2013, em cartaz até terça-feira em São Paulo.


Destaco aqui os filmes desta terça-feira no Espaço Itaú de Cinema | Augusta (Rua Augusta, 1.475 e 1.470 – Metrô: Consolação) – última rodada do CINEfoot em Sã Paulo este ano. Entrada grátis, sujeita à lotação da sala. Chegue bem antes.

  • 19h30
  1. Sessão extra do documentário “Os Rebeldes do Futebol”, produção francesa de 2012, dirigida por Gilles Perez e Gilles Rof. Eric Cantona é uma espécie de âncora desse filme engajado, que tem Sócrates, Drogba, Caszely, Pasic e Mekloufi entre os personagens. Não saia da sala antes de terminarem os créditos!8951279967_dbf603fce0
  • 21h30
  1. HOMENAGEM: ANA AZEVEDO E JORGE FURTADO
  2. HOMENAGEM: TOSTÃO
  3. HOMENAGEM: CORINTHIANS X SANTOS – 100 ANOS
  4. BARBOSA, sensacional curta de Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo sobre o lance decisivo do Mundial de 1950, no Maracanã (produção gaúcha de 1998) 

    Antonio Fagundes em cena do genial curta "Barbosa" : http://www.flickr.com/photos/cinefoot
    Antonio Fagundes em cena do genial curta “Barbosa” http://www.flickr.com/photos/cinefoot
  5. TOSTÃO, A FERA DE OURO, doc de Paulo Laender e Ricardo Gomes Leite (MG/RJ, 1970). A trilha sonora é do cruzeirense Milton Nascimento!

    http://www.flickr.com/photos/cinefoot
    http://www.flickr.com/photos/cinefoot

O festival CINEfoot começa um giro pelas seis cidades da Copa das Confederações. Acompanhe aqui neste link. É o CINEfoot Tour.
Texto completo dentro do post.

Continuar lendo “Futebol é mais que um jogo: slogan do CINEfoot 2013, em cartaz até terça-feira em São Paulo.”

“Os rebeldes do futebol”.

 

http://lesrebellesdufoot.com/

O ex-bad boy da seleção francesa e do Manchester United faz uma nova investida que vira notícia aqui na seção BOLA NA TELA. Eric Cantona, que brilhou como ele mesmo na comédia “À Procura de Eric”, produziu o documentário “Les Rebelles du Foot” sobre cinco jogadores que se destacaram por alguma atuação política. E os torcedores do Corinthians e demais fãs do futebol fino já devem ter percebido pelo poster do ‘doc’ que o doutor é um dos cinco personagens escolhidos.  “Les Rebelles du Foot” também são Didier Drogba, o argelino Rachid Mekhloufi (nos anos 50 trocou o futebol francês para fundar o time da Frente de Libertação Nacional na Argélia dominada pela França), Predarg Pasic (que foi da seleção iugoslava e comandou uma escola para todas as etnias, na Sararejo devastada) e o chileno Carlos Caszely (que se recusou a apertar a mão do ditador Pinochet, cujo governo torturou a mãe de Caszely e muita gente mais). Sócrates, Drogba, Mekloufi, Pasic e Caszely… Cada um à sua maneira contribuiu para a democracia, a solidariedade e a liberdade. Coisa rara no futebol. Continuar lendo ““Os rebeldes do futebol”.”