Neroazzurri

HO14_FB_Flash_Flood_InterMilan_Crest_originalDica do ótimo site espanhol Kaiser Football: a Internazionale de Milão publicou um vídeo de 95 segundos para comemorar os seus 107 anos, completados em 9 de março de 2015. Estão aí a primeira Copa (hoje Liga) dos Campeões, conquistada em 63-64 pela Inter de Giacinto Facchetti, de Mazzola, do brasileiro Jair e do técnico Helenio Herrera contra o poderoso Real Madrid, que já tinha cinco títulos europeus (3-1, em Viena) e o bi, na temporada seguinte (1-0 sobre o Benfica, gol de Jair, em San Siro!) e o Mourinho festejando os 2-0 contra o Bayern, no Bernabéu, na final da Champions 2009-10 – temporada em que a Inter do “Special Mou” fez barba, cabelo e bigode. Ganhou a tríplice coroa: Série A, Coppa Itália e LIga dos Campeões com o ótimo holandês Sneijder, muitos brasileiros (Julio Cesar, Maicon, Lucio) e argentinos (o capitão Zanetti, Samuel, Cambiasso, o decisivo Milito, também ídolo do Racing) – já com Rafa Benítez, faturou o Mundial de Clubes contra o Mazembe. E mais: alguns dos 18 scudettos, o atual técnico Roberto Mancini (de volta ao clube) e o novo manda-chuva, o empresário indonésio Erick Thohir, que pode tirar a Inter do Stadio Giuseppe Meazza e levar os nerazzurri para uma casa própria.


Por sinal, o capitão que levantou a Champions de 2009-10 ganhou um filme, exibido em cinemas italianos em fevereiro: Zanetti Story – Capitano da Buenos Aires. Dica do Futebol Marketing. Abaixo, poster e trailer desse doc sobre o capitano Javier Zanetti.10955757_933900503287349_1226832304549372501_n
Continuar lendo “Neroazzurri”

Pentacampeão!


Réplica do segundo uniforme da Seleção Brasileira pentacampeã do mundo em 2002, no Mundial disputado na Coreia e Japão. Foi “a” Copa de Ronaldo Fenômeno, Rivaldo Maravilha, ‘São’ Marcos, Luiz Felipe Scolari. A Copa de muitos erros de arbitragem e de acordar de madrugada para ver as transmissões ao vivo, do outro lado do mundo. Na final, há exatos 10 anos, o Brasil venceu a Alemanha por 2 a 0, dois gols do Fenômeno. Veja a seguir a ficha técnica da final e os 23 jogadores da “Família Scolari”. Continuar lendo “Pentacampeão!”

10 anos da “Novena” do Real Madrid

Painel sobre a 9ª copa da Europa dos “blancos”, no museu do estádio Santiago Bernabéu

Esta semana o torcedor do Real Madrid certamente lembrou do décimo aniversário da vitória sobre o Bayer Leverkusen de Ballack por 2 a 1, em Hampden Park, em Glasgow. “Raúl Madrid” abriu o placar para os galáticos. O brasileiro Lúcio empatou para o Leverkusen. Zidane marcou, num belo voleio, o golaço do título “blanco”. E o capitão Fernando Hierro levantou a Liga dos Campeões 2001-2002. É  o que se chama de “la novena”, em Madri: a nona copa europeia do Real Madrid. Por enquanto, a última, do maior campeão europeu. Continuar lendo “10 anos da “Novena” do Real Madrid”

2002: Família Scolari apresenta…

Publicado em abril de 2010

São Marcos, Cafu (“100% Jardim Irene”), Lúcio, Edmílson, Roque Júnior, Roberto Carlos; Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Rivaldo Maravilha e grande elenco em… Seven Games from Glory. Astros especialmente convidados: Oliver Kahn; seleção da Turquia. Coreia do Sul e a “massa de tomate”. Senegal. Juízes trapalhões contra Itália e Espanha. Participações especiais (pontas) de Zidane e da Argentina. Seven Games from Glory é o nome do filme oficial da Copa do Mundo de 2002, o segundo DVD da coleção da Abril nas bancas. Neste link, você pode conferir o trailer e “folhear” virtualmente o Dossiê preparado pela revista Placar. Eu me apressei em conferir se não se tratava do mesmo DVD lançado pela Placar após a conquista do penta, em 2002. Pode ficar tranquilo. Não, não é.  É o filme mesmo. Vem com 2 extras: perfis de Rivaldo e do alemão Matthaeus. E um top 10 gols de finais das Copas. Leia também: DVD México 1970.

Tem figurinha?

10 em 2006, Ronaldinho foi "convocado" pelo álbum oficial...

Júlio César, Maicon, Daniel Alves, Lúcio, Juan, Luisão, André Santos, Josué, Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano, Kaká, Robinho, Nilmar, Luís Fabiano, Adriano e … Ronaldinho Gaúcho! Se depender das figurinhas, esses 17 estão na Co.., digo, no álbum oficial da Copa do Mundo… São os “convocados” pela editora, que não tem como esperar a lista final dos 23 que efetivamente vão à África do Sul, por questões industriais. Uma pena. Sempre tem uma ou mais figurinhas carimbadas que não vão para o Mundial, seja por opção do técnico, seja por alguma contusão. É o álbum com asteriscos!
Segundo o álbum, entre os 17 “figuras” da nossa primeira adversária, a Coreia do Sul, 7 são jogadores do April 25 (time das forças armadas coreanas), 3 do Amrokgang, 2 do Pyongyang City, mais 1 de Sobaeksu, Rimyongsu e três atuam fora (um no Rostov, da Rússia, um no Omiya Ardija, do Japão, e outro no Kawasaki Frontale, do Japão).
O caldo começa a engrossar quando analisamos o segundo adversário, a Costa do Marfim. Continuar lendo “Tem figurinha?”

Uma Seleção 2000-2009

Marcos, Cafu, Lúcio, Juan e Roberto Carlos; Gilberto Silva, Zé Roberto, Kaká e Ronaldinho Gaúcho; Ronaldo e Rivaldo. Técnico: Felipão.Com a base da seleção que ganhou a Copa de 2002, o maior título do futebol brasileiro nos últimos 10 anos, esse é o escrete a que Fut Pop Clube chegou, depois de uma pesquisa com gente que -acho que posso usar a expressão – cobe, bebe e dorme futebol. 12 jornalistas de rádio, TV, jornal, revista, blog, livros – ou de várias dessas mídias- além de  Domingos D´Angelo, criador do MemoFut, grupo que discute memória e literatura da bola, colecionador de livros sobre futebol.

Convidei os 13 para eleger uma seleção dos melhores jogadores brasileiros entre os anos 2000 e 2009. 11 titulares, mais seis reservas e o melhor técnico.  Pedi que levassem em consideração desempenho com a amarelinha ou com a camisa de clubes, daqui ou de fora, em qualquer tipo de competição. E o título da Copa de 2002, obviamente, acabou sendo decisivo.

Os zagueiros Lúcio e Juan e o lateral Roberto Carlos receberam 13 votos, como Kaká, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho. Marcos, Cafu e Ronaldo, 12. Zé Roberto, 8. Gilberto Silva, 6. O banco poderia ter gente como Júlio César, Roque Júnior,  Juninho Pernambucano(ou Kléberson), Alex, Adriano e Robinho (ou Nilmar e  Luís Fabiano). Também foram citados Rogério Ceni, Vítor, Dida, Cicinho, Maicon, Daniel Alves, Belleti Thiago Silva, Henrique, Luisão (zagueiro), Júnior, Gilberto, Vampeta, Edmílson, Emerson, Mineiro, Josué, Lucas, Hernanes, Diego (da Juve, ex-Santos e Werder Bremen), Fred, Edílson, Luizão (atacante) Romário, Denílson e até o Deco, que defende Portugal.

Melhor técnico? Felipão, com 10 votos. Contra 3 de Wanderley Luxemburgo.

De São Paulo, vieram os votos dos coleguinhas Abel Neto, André Rizek, Bruno de Almeida, Emerson Ortunho, Fernando Galvão, Mauro Beting, Maurício Noriega e Luís Augusto Simon (o Menon) – além de seu Domingos, do MemoFut. Do Rio de Janeiro, votaram Marcelo Monteiro e Roberto Santer. De Belo Horizonte, Mário Marra. E de Porto Alegre, Beto Xavier.

Cada um tem o seus favoritos. Convido você a mandar sua seleção para cá, na página de comentários. Só não vale ofender jogadores, técnicos ou as pessoas que votaram. Claro que dá para formar diversos escretes com esse elenco maravilhoso. Veja as seleções 2000-2009 de cada um dos convidados a participar na votação.

Continuar lendo “Uma Seleção 2000-2009”