“Barba, Cabelo & Bigode”: 24 de janeiro, 13h30, Canal Brasil.

“Barba, Cabelo & Bigode”: 24 de janeiro, 13h30, Canal Brasil.

Afonsinho, Paulo César Caju e Nei Conceição começaram as suas carreiras em meados dos anos 1960, num momento histórico de forte repressão política no país. Originalmente na condição de companheiros de uma consagrada geração de craques do Botafogo, não abriram mão da liberdade, justo quando a ditadura militar decidiu convocar a si própria para também entrar em campo. “Barba, Cabelo & Bigode”, vencedor da Taça CineFoot no Rio, abriu a edição paulista do festival Cinefoot 2016 e passa no Canal Brasil nesta terça, 24 de janeiro, 13h30, no Canal Brasil.

14991391_1460011347377255_7275535782103572982_o
BARBA, CABELO & BIGODE. O filme de Lucio Branco abre o Cinefoot 2016 em Sampa, nesta terça, 20h, auditório do Museu do Futebol.

Deixa falar! Como pede o clássico samba de Nelson Petersen eternizado por Carmen Miranda, o documentário “Barba, Cabelo & Bigode”, de Lucio Branco, deixa Afonsinho, Paulo César Caju e Nei Conceição falarem à vontade. Deixa o trio falar e também deixa jogar… em preciosas imagens de arquivo, muitas fotos e até batendo uma bola.  Eram anos gloriosos para o Botafogo, embora Afonsinho e Caju nem sempre tenham sido tratados como deveriam pelo clube. Acabaram saindo.

O filme de Lucio Branco é mais uma produção a demonstrar a amorosa relação entre música e futebol. Por exemplo, ficamos sabendo da paixão de Paulo César Caju pela música negra e pelo discos – chegou a ter mais de 2 mil LPs de vinil. Tem Gilberto Gil e sua “Meio de Campo”, em forma de carta a Afonsinho… Bob Marley louco para jogar bola com os craques brasileiros… e os Novos Baianos que jogaram muitas peladas ao lado de Afonsinho e Nei Conceição. Inclusive o Moraes Moreira se define como uma mistura de Dario (Dadá Maravilha, Dadá Peito de Aço) e Roberto Dinamite !!! Veja o trailer:  Continuar lendo ““Barba, Cabelo & Bigode”: 24 de janeiro, 13h30, Canal Brasil.”

“Os Rebeldes do Futebol 2” no CINEfoot (2015)

B7U-p-vCMAE_j4Z
O doc de Gilles Perez e Gilles Rof passa dia 25/5, 21h, no Espaço Itaú, Praia de Botafogo – grátis.

O prezado amigo Afonsinho (que atuou por XV de Jaú,  Botafogo, Olaria, Vasco, Santos, Flamengo, América Mineiro, Fluminense – e lutou pelo passe livre e direitos dos jogadores), mencionado em gol da MPB boleira marcado por Gilberto Gil – e “narrado” por Elis Regina – está na parte 2 do filme / série Os Rebeldes do Futebol. produzida e ancorada pelo ex-jogador francês Eric Cantona. O primeiro Les Rebelles du Foot passou aqui no festival CINEfoot e no canal Sportv. Contava histórias de cinco boleiros politizados: Rachid Mekloufi, Predrag Pasic, Carlos Caszely, Didier Drogba e Sócrates.

Na segunda parte, Cantona conta as histórias de Afonsinho e mais quatro rebeldes: Honey Thaljieh (jogadora que fundou a seleção feminina da Palestina), Claudio Tamburrini (goleiro do Club Almagro preso e torturado pela ditadura argentina de Videla; fugiu do centro de torturas conhecido como Mansión Sere), Cristiano Lucarelli (considerado uma referência dos boleiros de esquerda na Itália) e Saturnino Navazo (republicano espanhol deportado para o campo de concentração nazista de Mauthausen, lá criou um torneio de futebol para sobreviver e ajudar os presos). As informações da sinopes são do Thinking Football, um festival de cinema de Bilbao que faz pensar. Os Rebeldes do Futebol 2 vão abrir cabeças no Thinking Football, em fevereiro, e no Offside Festival, de Barcelona, em março. Mas certamente em breve devem pintar no Brasil também. [Confirmado: o filme de Gilles Perez e Gilles Rof passa no CINEfoot, 25/5, segunda-feira, 21h, Espaço Itaú, Praia de Botafogo, entrada franca]

Confira um teaser d’Os Rebeldes do Futebol 2. Continuar lendo ““Os Rebeldes do Futebol 2” no CINEfoot (2015)”

Banda Folha Seca Futebol e Música

Folha Seca no Centro Cultural Rio Verde

Estive na inauguração do projeto Mais que Bola do Centro Cultural Rio Verde (na Vila Madalena) e conferi o show da banda Folha Seca Futebol e Música. No repertório, vários gols da MPB boleira:

  • Na Cadência do Samba (Que Bonito É) – Luis Bandeira
  • A Taça do Mundo É Nossa – Maugeri, Müller, Sobrinho e Dagô
  • Pra Frente Brasil – Miguel Gustavo
  • 70 Neles- Antonio Edgard Gianullo e Vicente de Paula Sálvia
  • Um pout-pourri de Jorge Ben (Jor):  Ponta de Lança Africano (Umbabarauma)/Filho Maravilha/ Camisa 10 da Gávea / Roberto, Corta Essa/ Goleiro (Eu vou lhe avisar)/ Cadê o Pênalti? (ouça aqui)
  • Meio de Campo – Gilberto Gil
  • Camisa 10 – Luiz Vagner e Hélio Matheus
  • Aqui é País do Futebol – Milton Nascimento
  • 1×1 – Edgar Ferreira (ouça aqui a versão do Folha Seca)
  • Ziriguidum – Jair de Castro e Luiz Bittencourt

O grupo Folha Seca volta a se apresentar nesta quarta-feira, 25 de maio, no projeto Mais que Bola, que deve ser quinzenal. Confira o restante do repertório da banda. Continuar lendo “Banda Folha Seca Futebol e Música”

Projeto Mais que Bola na Vila Madalena

Publicado em 23 de março de 2011

1ª formação da Folha Seca Futebol e Música FOTO: Sofia Mattos/divulgação

Um show do grupo Folha Seca Futebol e Música abre esta noite o projeto Mais que Bola, do Centro Cultural Rio Verde (Vila Madalena, SP). Música, debates, projeções, performances e até futebol no telão! Quarta-feira sim, quarta não. Hoje é de graça, a partir de 18h. Na próxima, a entrada custa 15 reais.

O show começa um pouco depois. No repertório da banda Folha Seca, fundada em 2009,  clássicos da MPB boleira, de Um a Zero (Pixinguinha/Benedito Lacerda) a Skank, passando por Jorge Ben Jor, Novos Baianos, Milton Nascimento, Chico Buarque… Continuar lendo “Projeto Mais que Bola na Vila Madalena”

O Futebol Musical Brasileiro de Pedro Lima

capaCDEstamos a 155 dias da Copa do Mundo. Será que este ano vamos ter uma ola de músicas sobre futebol? Tomara! Aproveito a participação do cantor Pedro Lima no capítulo 2 da minissérie Dalva e Herivelto – fez o papel do Ataulfo Alves cantando “Ai, que Saudades da Amélia”(repare no começo do vídeo) para republicar um post anterior, sobre “Futebol Musical Brasileiro Social Clube“. É o terceiro disco-solo de Pedro Lima. O vocalista escala 11 golaços da MPB que celebra o futebol-arte. Continuar lendo “O Futebol Musical Brasileiro de Pedro Lima”

Meio de Campo

ElisEscolhi “Meio de Campo“, na voz de Elis, para ouvir hoje (disco “Elis“, 1973). Música de Gilberto Gil, que a gravou no disco “Cidade do Salvador”, também de 1973 (leia letra e ouça aqui a versão de Gil). Escrita como uma carta ao “prezado amigo Afonsinho”, meio-campo que começou no XV de Jaú, se celebrizou no Botafogo e atuou ainda por Olaria, Santos, Flamengo, América-MG, Madureira e Fluminense. O jogador que lutou pelo passe livre e outros direitos dos atletas. Também ficou ótima na voz de Pedro Lima, disco “Futebol Musical Brasileiro Social Clube”, assunto do blog anteriormente.

TramaNo excelente DVD “MPB Especial – 1973-Programa Ensaio“, lançado pela Trama em parceria com a TV Cultura, Elis canta “Meio de Campo”. Bem à vontade, no fim da canção, ela comenta, meio brincando e com toda razão, que Tostão não deve ter gostado muito da letra…

Ouça trechos de “Meio de Campo aqui, link para o site Discos do Brasil.

Toca, Brasil

alb_play_brazil_30040Hoje tem Seleção. Brasil x Estados Unidos decidem a Copa das Confederações. Numa recente visita a uma loja de discos, achei um CD lançado na época da última Copa do Mundo. Play Brazil, da WEA Latina, acredito que para o mercado internacional. Apesar da capa bem clichê, vale conferir, especialmente pelo repertório, 10! Começa bem com Gilberto Gil e o Balé de Berlim. LEIA TUDO CLICANDO AQUI. Continuar lendo “Toca, Brasil”