Neroazzurri

HO14_FB_Flash_Flood_InterMilan_Crest_originalDica do ótimo site espanhol Kaiser Football: a Internazionale de Milão publicou um vídeo de 95 segundos para comemorar os seus 107 anos, completados em 9 de março de 2015. Estão aí a primeira Copa (hoje Liga) dos Campeões, conquistada em 63-64 pela Inter de Giacinto Facchetti, de Mazzola, do brasileiro Jair e do técnico Helenio Herrera contra o poderoso Real Madrid, que já tinha cinco títulos europeus (3-1, em Viena) e o bi, na temporada seguinte (1-0 sobre o Benfica, gol de Jair, em San Siro!) e o Mourinho festejando os 2-0 contra o Bayern, no Bernabéu, na final da Champions 2009-10 – temporada em que a Inter do “Special Mou” fez barba, cabelo e bigode. Ganhou a tríplice coroa: Série A, Coppa Itália e LIga dos Campeões com o ótimo holandês Sneijder, muitos brasileiros (Julio Cesar, Maicon, Lucio) e argentinos (o capitão Zanetti, Samuel, Cambiasso, o decisivo Milito, também ídolo do Racing) – já com Rafa Benítez, faturou o Mundial de Clubes contra o Mazembe. E mais: alguns dos 18 scudettos, o atual técnico Roberto Mancini (de volta ao clube) e o novo manda-chuva, o empresário indonésio Erick Thohir, que pode tirar a Inter do Stadio Giuseppe Meazza e levar os nerazzurri para uma casa própria.


Por sinal, o capitão que levantou a Champions de 2009-10 ganhou um filme, exibido em cinemas italianos em fevereiro: Zanetti Story – Capitano da Buenos Aires. Dica do Futebol Marketing. Abaixo, poster e trailer desse doc sobre o capitano Javier Zanetti.10955757_933900503287349_1226832304549372501_n
Continuar lendo “Neroazzurri”

“Bichos Criollos”: Argentinos Juniors e La Paternal no CINEfoot

Imagem
Camiseta retrô do AAAJ

A fase não é boa. O clube que revelou Diego Armando Maradona para o planeta bola luta contra o rebaixamento, no complicado promédio do futebol argentino. Nesse contexto, um documentário de 75 minutos sobre a história do Argentinos Juniors está na mostra competitiva do festival CINEfoot, no Rio de Janeiro e em São Paulo.  Bichos Criollos”, dirigido por Diego Lombardi e produzido por Victor Tujschneider, vai passar na mostra competitiva do festival CINEfoot 2013 tanto no Rio (segunda-feira, 27 de maio, às 19h, no Espaço Itaú de Cinema -Praia de Botafogo) como em São Paulo (domingo, 9 de junho, sessão das 21h30, Espaço Itaú de Cinema, na rua Augusta). Entrada: grátis.

Um bairro. Um clube de futebol. Uma identidade.

O bairro é La Paternal, na região central de Buenos Aires. O clube, a Asociación Atlética Argentinos Juniors, que revelou o genial Diego Maradona (“Los Cebollitas” era o apelido do time formado pelo treinador Francisco Cornejo) e outros craques como Juan Román Riquelme, Fernando Redondo, Esteban Cambiasso e Juan Pablo Sorín. Curioso é que as maiores glórias do Argentinos surgiram depois da venda de Maradona para o Boca: o torneio Metropolitano portenho de 1984, o Nacional argentino de 1985, a Libertadores de 1985, a Interamericana de 1986… a quinta estrela veio no Clausura 2010, na linda cancha do Huracán. “Bichos Criollos” fala tanto dessas grandes conquistas como da derrota no Japão para a forte Juve de Platini e cia (Mundial de Clubes 1985), das lutas para voltar à elite do futebol argentino (os jogos da primeira divisão eram aos domingos), das dificuldades, dos jogos mandados longe de Buenos Aires. Longe de La Paternal. A identidade do Argentino Juniors.

Cartaz do filme “Bichos Criollos”, sobre o Argentinos Juniors

Diego Armando Maradona hoje dá nome ao estádio do clube. E “el diez” é um dos entrevistados, ao lado de Sorín, Cambiasso, Redondo etc.
O título da “peli” reúne dois dos apelidos do Argentinos: Bichos (mais recente) e Criollos (do começo do século XX). Sorte ao filme na Taça CINEfoot e sorte ao Bicho. Continuar lendo ““Bichos Criollos”: Argentinos Juniors e La Paternal no CINEfoot”