Seleção de camisas

Seleção de camisas

A adidas já apresentou as camisetas titulares das seleções classificadas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, que têm contrato com a marca. E como os sites especializados já vinham avisando, a linha é retrô, com um olho voltado para os anos 80 e 90, em especial, e muitos desenhos geométricos. Clique em qualquer foto abaixo para abrir a galeria.

Começando pela dona da casa.

Home kit. Rússia 2018, adidas.

A Rússia vai tentar sua primeira conquista Mundial com uma “home jersey” que lembra a camiseta usada na final do futebol olímpico, nos jogos de Seul, 1988. Os soviéticos levaram a medalha de ouro depois de derrotar por 2×1 a seleção olímpica brasileira, treinada por Carlos Alberto que tinha Taffarel, Jorginho, Geovani, Bebeto e o genial Romário. A URSS também foi campeã da primeira Euro, em 1960.
Mais seleções dentro do post! Continuar lendo “Seleção de camisas”

Mata-mata precoce

Itália ou Uruguai.

Um campeão do mundo vai se despedir precocemente dessa Copa maluca, cheia de gols e surpresas. A Azzurra pode empatar, mas “cabreiro”, o técnico Cesare Prandelli ensaia escalar Balotelli e Immobile juntos, dois atacantes na frente de um monte de (bons) zagueiros e (ótimos) meio-campistas como Pirlo, o maestro, que joga sua última Copa. Infelizmente.

Pra ganhar ou ganhar,a Celeste conta com Suárez, o astro da segunda rodada, que joga com a força de três milhões de uruguaios na ponta da chuteira.

Jogaço, que abre o São João da Copa, às 13h, na Arena das Dunas, em Natal.

No mesmo bat-horário, no Mineirão, a surpreendente “sele” da Costa Rica pega a eliminada Inglaterra. Pode ser a despedida de Gerrard dos mundiais.

Mais tarde, os samurais azuis do Japão encaram a Colômbia, já classificada. Mesmo assim, a “febre amarela” da torcida “cafetera” certamente vai contagiar a Arena Pantanal, em Cuiabá.

Também às 17h, Grécia x Costa do Marfim, no Castelão. As duas seleções têm chances.

Continuar lendo “Mata-mata precoce”

#FebreAmarela: a seleção da Colômbia contagia, mesmo sem “El Tigre”.

Ilustração da artista plástica brasileira Lais Sobral, especialmente para o blog Fut Pop Clube, em homenagem à seleção da Colômbia.

Arte: LAIS SOBRAL : https://www.flickr.com/photos/lais-sobral/
Arte: LAIS SOBRAL : https://www.flickr.com/photos/lais-sobral/

“El Tigre” é o apelido do atacante Falcao García, que lutou muito para se recuperar a tempo de disputar o Mundial no Brasil 2014. Infelizmente, não deu.

Imagine se tivesse dado tempo! A seleção “cafetera” (não se esqueça que a Colômbia é grande produtora  e exportadora de café) já está classificada para as oitavas de final.

A torcida de “Los Cafeteros” veio em peso ao Brasil. Umas 55 mil pessoas, amarelando estádios inteiros como o Mineirão e o Mané Garrincha, Tem até torcedor que usa um chapéu com um tigrinho, em reverência ao ídolo, que ficou fora da lista dos 23 na última hora, mas veio dar seu apoio aos colegas no Brasil.

A série de ilustrações da artista Lais Sobral sobre os 32 participantes da Copa já tinha terminado. Mas blogueiro tinha combinado com a artista que se Falcao García conseguisse se recuperar, ia encomendar uma segunda ilustração para a Colômbia, em homenagem a Falcao García. A torcida não funcionou, mas resolvi manter a encomenda assim mesmo.

Lembrando que o atacante colombiano tem Falcao no nome em homenagem ao brasileiro Paulo Roberto Falcão, que jogava muito no meio-campo.

E “El Tigre” também era o apelido de outro goleador, o brasileiro Arthur Friedenreich.

Então, seu Armando, podemos dizer que o colombiano tem nome e apelido de craque.
Continuar lendo “#FebreAmarela: a seleção da Colômbia contagia, mesmo sem “El Tigre”.”