Rodada Tripla encerra Mostra Paixão e Agonia, do CINEfoot, no Centro Cultural São Paulo

A seleção de filmes de futebol do CINEfoot se despede do Centro Cultural São Paulo (Metrô: Vergueiro) neste sábado, com uma rodada tripla da Mostra Paixão e Agonia, com filmes sobre o futebol europeu e sul-americano. Já vi o engraçado “documentário” italiano A Copa Perdida (Il Mundial Dimenticato) sobre a Copa de 1942 (ou seja, um mundial que nunca existiu) e vou tentar ver de novo. Confira a rodada.

  • Sábado 07/06


15hO GOLEIRO DO LIVERPOOL, de Arild Andresen (2011)

O “Mundial” de 1942 tem até cartaz oficial, no filme italiano

17h15A COPA PERDIDA/ Il Mundial Dimenticato / The Lost World Cup, engraçado “documentário” sobre um mundial que nunca existiu, de Lorenzo Garzella, Filippo Macelloni (Itália, 2012). Imperdível! Confira o trailer.


19h45 – 66/67 – ACABOU O FAIRPLAY, de Carsten Ludwig, Jan-Cristoph Glaser (Alemanha, 2009)

Continuar lendo “Rodada Tripla encerra Mostra Paixão e Agonia, do CINEfoot, no Centro Cultural São Paulo”

“The Other Chelsea”

O filme “The Other Chelsea – A Story from Donetsk” do alemão Jakob Preuss ganhou o prêmio do público na mais recente edição do 11 mm, um festival só de filmes de futebol na Alemanha. O nome do documentário faz uma tabelinha entre o fato do Shakhtar Donetsk ter um manda-chuva milionário (Rinat Akhmetov), como o Chelsea de Roman Abramovich. Mas o tema de “The Other Chelsea” – do qual fiquei sabendo pelo jornalista Gustavo Hofman (blog Cortina de Ferro e programa Futebol no Mundo – é mesmo a Ucrânia, a cidade de Donetsk, e as relações entre política e o time comandado pelo magnata Akhmetov, o Shakhtar. Bem que o doc poderia passar aqui em algum festival (atualizando: sim, vai passar na mostra competitiva do CINEfoot, no Rio de Janeiro, em maio). Saber mais sobre o uso do futebol pela política ucraniana seria muito interessante nesse ano de Eurocopa, dividida entre Polônia e Ucrânia.
Confira links e o trailer dentro do post. Continuar lendo ““The Other Chelsea””

“United”, Busby Babes e a tragédia do ManUtd em 1958.

A tragédia aérea de Munique provocou a morte de 23 pessoas, entre elas, oito jogadores do Manchester United, então bicampeão inglês, com uma geração tão jovem – média de 22 anos – que recebeu o apelido de “Busby Babes”. Eram os meninos do técnico Matt Busby, que sobreviveu ao acidente, com muitos ferimentos. Outro sobrevivente, o atacante Bobby Charlton, seria um dos destaques da Inglaterra campeã do mundo em 1966, com a camisa 9 (Sir Bobby Charlton atuou ainda nos mundiais de 62 e 70).  A formação dos Busby Babes e a tragédia até hoje lembrada em Old Trafford são o tema de “United”, um drama feito para a BBC, que passou na “telly” em 2011. Continuar lendo ““United”, Busby Babes e a tragédia do ManUtd em 1958.”