Quarta: Bon Jovi. Sexta: Rush. Em novembro, um beatle!

2010
O professor Carpegiani reestreia como técnico do São Paulo Futebol Clube logo mais, contra o Vitória, na Arena Barueri. Porque hoje tem Bon Jovi no Morumbi (leve um casaco, tá com uma neblina danada e pinta de garoa). Gosto muito de Livin´on a Prayer, onde Richie Sambora brilha no talk-box (usado também por Frampton, Beck e Matthias Jabbs, entre outros – veja post anterior).

Na sexta-feira, dia 8/10/2010, o cinquentenário Morumbi recebe de volta o Rush (leia sobre show e filme). Desta vez, a turnê inclui o álbum Moving Pictures na íntegra – e muito mais.

Em 21 de novembro, a atração não é de N. Jersey nem do Canadá, mas de Liverpool. Ninguém menos do que Paul McCartney.  Antes, em 7 de novembro, a Up and Coming Tour para no Beira-Rio, em Porto Alegre. Ingressos à venda em breve aqui neste link (tanto pro show de POA como pro de Sampa).

Isso me lembra a notícia do Blog do repórter Ricardo Perrone, sobre um projeto de venda de naming rights para uma parte do Morumbi, que seria usada para shows não tão mega assim, com palco atrás de um dos gols e sem galera no gramado. Segundo o Blog do Perrone, a negociação do nome desse mini Morumbi pode ajudar a pagar a cobertura do estádio. E a “briga” será boa quando a Arena Palestra Itália estiver pronta e o Corinthians começar usar o Parque São Jorge para shows. Quem sairá ganhando com a oferta cultural em várias regiões da cidade será o público (bom, e o preço poderia não ser tão alto assim…). A cidade de São Paulo não tem áreas para shows não tão mega, entre casas como Via Funchal e Credicard Hall e os estádios de futebol. E o Pacaembu? Deixa de gerar dinheiro com o veto a shows por lá.

Se o Morumbi se tornou uma autêntica arena de shows, a praça da Apoteose virou roqueira de vez, fora dos dias de reinado de Momo. É lá que Jon, Richie, o batera Tico Torres e o tecladista David Bryan baixam por lá na sexta. E o supertrio Rush, no domingo. Bons shows para todos. Em breve, começo minha concentração para o festival SWU, em Itu.

2 comentários sobre “Quarta: Bon Jovi. Sexta: Rush. Em novembro, um beatle!

  1. No show do Rush na sexta, a apresentação foi impecável, segundo a critica de um jornal tudo ensaiado… claro… o que mais eles esperavam? Mas otimamente executado e com muita competência. A banda toda muito bem humorada, Lee até dançou e fez otimos solos em seu baixo. Peart com 70 anos impressionou e o próprio Lifeson que parecia um cantor de country americano mostrou por que a banda continua na estrada. A minha impressão como espectador é que as musicas do Rush não envelhecem, não ficam ultrapassadas nunca!! Pra uma banda com 30 anos de estrada, é um feito!! Parabens, Rush.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s