Trem expresso do rock

A indústria da música de vez em quando tira cada achado do fundo do baú do rock… Se o filme O Poder do Soul, que documenta o festival Zaire 74 só saiu este ano, Festival Express, lançado lá fora em 2003, acompanha a viagem megalomaníaca inventada por jovens promotores em 1970. Um festival de rock, blues, folk e country em cidades do Canadá, no verão de 1970. Atrações principais: Janis Joplin, o Greatful Dead, do Jerry Garcia, a ótima The Band e o bluesman Buddy Guy, jovenzinho de tudo na época. E que “viagem” em itálico e entre aspas: para levar artistas, roadies, técnicos de uma cidade a outra, os organizadores fretaram um trem! Botaram até um órgão Hammond no vagão-bar para estimular as jams da moçada!

Imagine o que rolou… Só entre Toronto e Winnipeg, foram dois dias e meio de trem. No documentário Festival Express (que passa este mês no canal Cinemax, da HBO, e existe em DVD no Brasil), depoimentos descrevem a trip como um paraíso para os roqueiros. Pô, eu queria voltar no tempo e ter uma credencial para fazer a cobertura jornalística no trem do Festival Express… ah, queria!

Não foram só flores… O festival canadense rolou sete meses depois de Altamont e do fim do sonho. Em Toronto, o bicho pegou do lado de fora, porque uma galera queria entrar na marra, em protesto contra os 14 dólares do ingresso. Tá no filme.

Destaques:

  • o jovem Buddy Guy mandando uma versão bluesy de “Money”, dos Beatles, e fazendo jams no trem
  • Janis arregaçando “Cry Baby” e “Tell Mamma”
  • The Band brilhando em “I Shall Be Released”
  • tudo do Greatful Dead.

Tomara que o rock continue tirando da cartola muitos coelhos como esse. Aliás, um dos diretores de Beatles Anthology, Bob Smeaton, foi chamado para comandar a parada, que recauchuta as filmagens em 16 mm. Até o superprodutor Eddie Kramer foi convocado para trabalhar no som. A parte técnica do filme está 10!

Site da Focus Filmes, que lançou Festival Express em DVD no Brasil.

Site oficial do filme em inglês, com direito a trailers, entrevistas, áudios, clips e muita informação.

5 comentários sobre “Trem expresso do rock

  1. O Buddy tinha 33 anos (parecia menos), e já tinha a mania de descer do palco pra tocar perto da galera!

  2. Tenho o DVD e não canso de assistir, é um dos momentos mais incríveis registrados na época, dá pra ver visivelmente como astros como Janis Joplin, Jerry Garcia, Buddy Guy, etc. curtiam suas vidas no auge do movimento hippie.
    Os shows são incríveis, mas mais incríveis ainda são as jams dentro do trem, dá até pra ver a energia do momento de tão intenso…
    Eu queria estar naquele trem, o paraíso pra quem respira música e curte uma boa farra! Triste apenas pelo fato de Janis ter falecido pouquíssimo tempo depois…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.