Quanto vale o $eu time? (2009)

Publicado em 28/12/2009

Deu no esporte do Estadão deste domingo. A reportagem Marcas que valem uma fortuna (link aqui) mostra um estudo da Crowe Horwath RCS sobre o valor da marca de cada um dos 12 maiores clubes do país. Segundo a reportagem, a Crowe Horwath RCS leva em consideração torcida, receitas, marketing, estádio, bilheteria e mídia. Flamengo, Corinthians e São Paulo lideram o ranking, com valores acima de 500 milhões de reais. O Palmeiras vem em quarto, com 420 milhões. Inter e Grêmio disputam mais um Gre-Nal- no entanto, com cifras bem abaixo dos 4 líderes desse ranking. Colorado, 231 milhões; tricolor, 214. Num patamar abaixo, Cruzeiro (139) , Santos (135), Vasco (122). Depois, Fluminense, 109. Botafogo, 97. E supresa, o Atlético Mineiro (clube de massa, sempre liderando rankings de público nos campeonatos) aparece apenas em 12º, com 92 milhões de reais, segundo o estudo.

Esse ranking e os valores dos novos patrocínios de camisas que circulam por aí (Flamengo, R$28 milhões; Corinthians, até R$60 milhões, somando todos os patrocínios) me fez lembrar uma conversa de jornalistas-torcedores semana passada. Será que com essa concentração de renda, o Brasileirão (que já teve 14 campeões diferentes desde 1971) tende a ser dominado por três, quatro, cinco grandes clubes? Será que a lista dos campeões ficará mais restrita ao fechado clube dos que hoje são hexa (São Paulo, Flamengo), tetra (Corinthians, Palmeiras, Vasco) ou tri (Inter)? Com um Cruzeiro, Grêmio ou Santos beliscando de quando em vez? De maneira geral -e vamos ver como o Vasco vai se comportar em 2010-, são esses 8 ou 9 times que estão sempre brigando pelas vagas para a Libertadores. O que você acha?
Continuar lendo “Quanto vale o $eu time? (2009)”