Novo uniforme 2 do Nacional lembra a primeira camiseta do #Decano do futebol uruguaio.

Novo uniforme 2 do Nacional lembra a primeira camiseta do #Decano do futebol uruguaio.

No finzinho de outubro de 2014, o Nacional de Montevidéu e a Umbro apresentaram o novo uniforme 2 do Decano do futebol uruguaio, o “away kit”, usado fora de casa . E como explica o texto no site do tricolor uruguaio, era vermelha a primeira camisa do Club Nacional de Football, entre 1899, ano da fundação, e 1902.

Veja neste link aqui a evolução da camisa do Nacional.

Só em 1902, apareceu a camisa branca, com um bolso, que rendeu um dos apelidos do clube: bolso, bolsillo, bolsilludo. E passou a ser a camisa titular. Esse uniforme com o #bolsillo já tinha sido resgatado na temporada 2014 pela empresa fabricante, que veste o Nacional pela terceira vez desde meados dos anos 1990 (veja no post anterior).

Mas talvez a camiseta mais bonita e curiosa, especialmente para os fãs da Celeste Olímpica como eu, foi a primeira da trilogia, lançada pela Umbro em setembro de 2013, que fez uma homenagem aos 110 anos da primeira vitória da seleção uruguaia. Em 1903, uma Celeste formada por jogadores do Nacional. Esse uniforme retrô em homenagem à primeira vitória do Uruguai tem uma faixa branca diagonal sobre o azul celeste. E entrou num top 10 das mais oriiginais do continente numa lista dos site argentino Marca de Gol.

http://www.nacional.com.uy/
http://www.nacional.com.uy/

Continuar lendo “Novo uniforme 2 do Nacional lembra a primeira camiseta do #Decano do futebol uruguaio.”

Nacional do Uruguai promete um Gran Parque Central “padrão Fifa”.

Um dos primeiros estádios usados na história dos Mundiais vai ser ampliado. O Nacional, um dos grandes do Uruguai, da América do Sul e do mundo, anunciou a nova etapa do Gran Parque Central, que existe desde 1900, foi usado na Copa de 1930 e – passando por algumas reformas, é claro – é até hoje o alçapão, “el templo tricolor”, usado inclusive na Libertadores. Os clássicos com o Peñarol são no não menos histórico Centenário

O estádio dos #bolsos vai ser ampliado de 26.500 para 40 mil espectadores. E poderia ser usado na Copa de 2030, se a candidatura conjunta Uruguai + Argentina emplacar. Vamos torcer para que a Copa volte logo à América do Sul.

https://www.facebook.com/nacional/
https://www.facebook.com/nacional/

Continuar lendo “Nacional do Uruguai promete um Gran Parque Central “padrão Fifa”.”

Não tá fácil pra ninguém.

Raïs M’Bolhi, Mandi, Mostefa, Belkalem, Halliche (depois Bougherra),Ghoulam, Lacen, Feghouli, Taïder (depois Brahimi), Soudani (depois Djabou), Slimani. Esses argelinos seguraram a a toda poderosa Alemanha de Lahm, Schweinsteiger, Özil, Götze, Thomas Müller etc por pouco mais de 90 minutos. Se o goleiro Raïs M’Bolhi (que joga no CSKA Moscou) foi uma das ‘figuras’ da partidaça desta segunda-feira, o último da Copa no Beira-Rio, o “keeper” alemão, Manuel Neuer, só não fez defesa-escorpião. Porque jogar com os pés e com a cabeça o goleiro do Bayern jogou. Como um líbero de luvas. Goleiro-líbero! O 2×1 não diz o que foi esse jogo histórico, em que a Algéria poderia ter perfeitamente despachado a Alemanha.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na galeria dos mascotinhos (copyright Lais Sobral) garantidos nas quartas de final, está o galo da França. Les Bleus tiveram dificuldades para romper a barreira Enyeama. A Nigéria só cedeu o segundo gol no finalzinho.

Vai ser um jogaço o de sexta-feira no Maracanã! Alemanha x França!

Quem sobreviver ao duelo europeu, enfrenta numa das semifinais o vencedor do confronto sul-americano, entre o Brasil, dono da casa que ainda precisa convencer, e a melhor Colômbia das Copas. Complicadíssimo.

Na outra chave, a Holanda que suou horrores para virar contra o México, pegará nas quartas de final a heroica Costa Rica. Sábado, em Salvador. Pelo menos é às 17h.

Argentina, Suíça, Bélgica e Estados Unidos disputam nesta terça-feira as últimas vagas nas quartas.

O blog aqui já achava que as oitavas seriam de enfartar, só não imaginava quanto… Continuar lendo “Não tá fácil pra ninguém.”

Oitavas de enfartar!

A Celeste arranca a segunda vaga do “grupo da morte” nas oitavas da Copa Amé… err, do Mundo.

Natal
Poster de Natal, cidade-sede da Copa

Foi uma espécie de “Choque-Rei” (Palmeiras x São Paulo) mundial na Arena das Dunas, em Natal, com todos os ingredientes de um clássico cheio de polêmicas. Nervos à flor da pele, defesaça de Buffon, expulsão, gol de costas do excelente zagueiro Godín … e aí o melhor 9 da Copa morde o zagueiro da Azzurra… Suárez é um grande atacante, mas de vez em sempre tem seus 5 minutos de Pepe… Arrisca por tudo a perder. O Uruguai avança, a duras penas, com um a mais que a Itália, mas deve perder um dos seus maiores trunfos (os maiores “jogadores” da Celeste são sua camisa e sua torcida).

Vai ser complicado encarar a “febre amarela”, a seleção da Colômbia, 100% de aproveitamento, e a grande torcida “cafetera”.

  • #COL vs #URU. Sábado, 28 de julho, 17h, no Maracanã. #Maracanazo à vista, nas manchetes, ganhem quem ganhar. Quem passar pega no Castelão, Fortaleza, em 4 de julho, o vencedor de outro clássico sul-americano nervoso, #BRA x #CHI.

Mata-mata precoce

Itália ou Uruguai.

Um campeão do mundo vai se despedir precocemente dessa Copa maluca, cheia de gols e surpresas. A Azzurra pode empatar, mas “cabreiro”, o técnico Cesare Prandelli ensaia escalar Balotelli e Immobile juntos, dois atacantes na frente de um monte de (bons) zagueiros e (ótimos) meio-campistas como Pirlo, o maestro, que joga sua última Copa. Infelizmente.

Pra ganhar ou ganhar,a Celeste conta com Suárez, o astro da segunda rodada, que joga com a força de três milhões de uruguaios na ponta da chuteira.

Jogaço, que abre o São João da Copa, às 13h, na Arena das Dunas, em Natal.

No mesmo bat-horário, no Mineirão, a surpreendente “sele” da Costa Rica pega a eliminada Inglaterra. Pode ser a despedida de Gerrard dos mundiais.

Mais tarde, os samurais azuis do Japão encaram a Colômbia, já classificada. Mesmo assim, a “febre amarela” da torcida “cafetera” certamente vai contagiar a Arena Pantanal, em Cuiabá.

Também às 17h, Grécia x Costa do Marfim, no Castelão. As duas seleções têm chances.

Continuar lendo “Mata-mata precoce”

Uruguai 2×1 Inglaterra. Partidaça. E show de Luisito Suárez.


IMG_20140620_081509_785-1Segundo jogo do Mundial 2014 em Sampa. A Arena Corinthians viveu uma tarde de uma espetacular atmosfera de futebol, antes, durante e depois do jogão que foi Uruguai x Inglaterra. Mais de 62 mil presentes.
Milhares de torcedores da Celeste, que ocuparam basicamente a arquibancada norte e também se misturaram com os brasileiros em outros setores, menos no gol sul, onde predominaram os fãs do English Team, presentes em menor número, muitos com figurinos caprichados. Também vi torcedores da Venezuela. Tinha gente de todo o Brasil e de muitos outros países, certamente, Na paz.
Os moradores de Sampa City se dividiram.
Obviamente, os são-paulinos apoiaram o Uruguai, país de origem de ídolos tricolores / celestes como o saudoso Pedro Rocha, o bravo lateral Pablo Forlán, dos zagueiros Darío Pereyra e Diego Lugano e do raçudo ateral Álvaro ‘Palito’ Oliveira – que hoje se recusou a ser substituído, depois de levar uma joelhada na cabeça. Garra charrúa.
Parte dos corintianos, donos da casa nova em folha, apoiou a Inglaterra (pelo menos onde estava). Talvez uma homenagem ao Corinthian Casuals, da Inglaterra, que inspirou o nome do clube.

Tinha gente fantasiada de Fantasma de 50, na boa, com humor, ciente de que se perdesse, o fantasminha pegaria seu lençol azul e se mandaria de volta para o Centenário.

Os torcedores uruguaios, muitos com chapéus celestes e/ou enrolados na bandeira do país, chegaram cantando:

Poster oficial da cidade de São Paulo como sede da Copa 2014
Poster oficial da cidade de São Paulo como sede da Copa 2014

Volveremos, volveremos,, volveremos otra vez, volveremos a salir campeones, como la primera vez“.…

Confiança na estreia do endiabrado Luisito Suárez. Por ironia, artilheiro do Liverpool, tradicional clube inglês que chegou perto do título na última temporada.

E Suárez arrebentou. Posicionamento perfeito, técnica, velocidade, taça, malandragem. Sabe tudo.

Impressionante como o Uruguai foi outro time hoje, em relação à decepcionante estreia, em Fortaleza, contra a Costa Rica (derrota por 3×1). Não mexeria no time que jogou hoje, professor Tabárez.

O show de Suárez também teve ótimas participações de Cavani (cruzamento perfeito para o primeiro gol de Luisito), do goleiro Muslera, que teve muita sorte em alguns lances, fez uma defesaça vital e começou o lance do gol da vitória celeste…

…e pelo lado inglês, Wayne Rooney, que enfim marcou seu primeiro gol em Copas, e Sturridge, colega de Suárez no Liverpool.
Jogo para não esquecer. Nunca mais.

Sou Celeste / Celeste soy yo…” – saíram festejando os #uruguayos.

Continuar lendo “Uruguai 2×1 Inglaterra. Partidaça. E show de Luisito Suárez.”

Os 23 da Celeste… rumo ao Maracanã?

news_auf Óscar Tabárez definiu os 23 que vêm ao Brasil tentar o terceiro título do Mundial da Fifa. Apenas o zagueiro Coates, apelidado de #Luganito, joga no futebol uruguaio no momento (emprestado pelo Liverpool ao Nacional).

GOLEIROS

Fernando Muslera (Galatasaray)

Martín Silva (Vasco)

Rodrigo Muñoz (Libertad do Paraguai)

Arte de LAIS SOBRAL especial para o@FutPopClube | http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/
Arte de LAIS SOBRAL especial para o@FutPopClube | http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/

DEFESA

Diego Lugano (o capitão estava no West Bromwich e agora procura time)

Diego Godín (campeão espanhol e vice europeu pelo Atlético de Madrid)

José María Giménez (também do Atleti)

Martín Cáceres (campeão italiano pela Juve)

Maximiliano Pereira (campeão português pelo Benfica)

Jorge Fucile (Porto)

Sebastián Coates (Nacional)

MEIO-CAMPO

Egidio Arévalo Ríos (Morelia, do México)

Walter Gargano (Lazio)

Diego Pérez (Bologna)

Álvaro González (Lazio)

Álvaro Pereira (que no São Paulo joga de lateral-esquerdo)

Cristian Rodríguez (outro do Atleti)

Gastón Ramírez (Southampton)

Nicolás Lodeiro (estava no Botafogo, a caminho do Corinthians)

ATAQUE

Edinson Cavani (PSG)

Luis Suárez (Liverpool, em fase de recuperação)

Diego Forlán (está no Cerezo Osaka)

Abel Hernández (Palermo)

Christian Stuani (Espanyol) Continuar lendo “Os 23 da Celeste… rumo ao Maracanã?”

O mascotinho virtual bolado por Lais Sobral para a seleção mexicana.

Agora, esquenta. Começou a mania do álbum de figurinhas da Copa! Todo mundo quer colecionar, trocar, completar o álbum logo. Algumas lojas estão cheias de  roupas, quinquilharias e traquitanas verde-amarelas, inclusive caxirolas.

O Fut Pop Clube está quase completando a coleção. Calma, não o álbum da Panini. Mas a série de mascotinhos virtuais inventados pela artista plástica Lais Sobral em primeira mão aqui pro blog. A ilustração da semana é uma homenagem da artista ao México. Será que a seleção mexicana morde alguns pontos no grupo A, onde está o Brasil?

https://www.flickr.com/photos/lais-sobral/
https://www.flickr.com/photos/lais-sobral/

Abaixo, uma galeria com as ilustrações que a Lais fez para o Brasil e os outros 7 campeões do mundo, reunidos pela primeira vez. Copa das Copas ou Copa do Caos?

  • A série completa pode ser vista aqui. Ou acolá.

#MaracanáLaPelícula. O filme sobre o Maracanazo, no Canal Brasil.

Sexra, 25 de novembro, 22h, Canal Brasil. Replay terça, 13h30.
1970439_471082516351403_1003118500_n
1623558_464799520313036_739368862_n
Um filme sobre a Copa de 1950 estreou no escurinho do estádio – o mítico estádio da copa de 1930, vencida pela mesma seleção. A primeira sessão de Maracaná – La Película” (de Sebastián Bednarik e Andrés Varela) levou 10 mil torcedores, digo, espectadores ao Centenário, em Montevidéu. É uma coprodução celeste-canarinho (envolveu produtoras uruguaias e brasileiras) que procura mostrar o lado tanto do campeão, como do vice, no que para nós brasileiros foi uma tragédia, a derrota de virada no jogo decisivo do quadrangular final da Copa de 50, no Maracanã lotado.  O #Maracanazo teve todo um clima de “já ganhou” e a pressão política para que o Brasil conquistasse a Copa, num ano de eleição, incluiu o discurso do prefeito do Rio, Mendes de Morais.

Brasileiros, cumpri minha palavra construindo este estádio. Cumpram agora seu dever, ganhando a Copa do Mundo.

Maracanazo… Por si, um assunto caro aos brasileiros… Não somos um povo melancólico… mas como adoramos debater nossas grandes derrotas nos gramados! 1950… 1982… 1998…
Ainda mais num ano de outra Copa do Mundo no Brasil – e de eleições também – conhecer melhor a exploração política do esporte nunca é demais.
Antonio Leal, do CINEfoot, esteve na sessão realizada no estádio Centenário. O documentário “Maracaná – La Película” (título original) é uma das atrações do festival de cinema de futebol. Em São Paulo, quinta-feira, 29 de maio, às 20h, no Museu do Futebol (estádio do Pacaembu). Grátis. Mas é bom chegar pelo menos 1 hora antes pra pegar o convite.
Mas as imagens raras, históricas, e a montagem do trailer, que você pode ver abaixo, já deixam ansioso qualquer espectador interessado em bons filmes de futebol e documentários, de modo geral, como eu e você que me lê.
Continuar lendo “#MaracanáLaPelícula. O filme sobre o Maracanazo, no Canal Brasil.”