Seleção de camisas

Seleção de camisas

A adidas já apresentou as camisetas titulares das seleções classificadas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, que têm contrato com a marca. E como os sites especializados já vinham avisando, a linha é retrô, com um olho voltado para os anos 80 e 90, em especial, e muitos desenhos geométricos. Clique em qualquer foto abaixo para abrir a galeria.

Começando pela dona da casa.

Home kit. Rússia 2018, adidas.

A Rússia vai tentar sua primeira conquista Mundial com uma “home jersey” que lembra a camiseta usada na final do futebol olímpico, nos jogos de Seul, 1988. Os soviéticos levaram a medalha de ouro depois de derrotar por 2×1 a seleção olímpica brasileira, treinada por Carlos Alberto que tinha Taffarel, Jorginho, Geovani, Bebeto e o genial Romário. A URSS também foi campeã da primeira Euro, em 1960.
Mais seleções dentro do post! Continuar lendo “Seleção de camisas”

Mata-mata precoce

Itália ou Uruguai.

Um campeão do mundo vai se despedir precocemente dessa Copa maluca, cheia de gols e surpresas. A Azzurra pode empatar, mas “cabreiro”, o técnico Cesare Prandelli ensaia escalar Balotelli e Immobile juntos, dois atacantes na frente de um monte de (bons) zagueiros e (ótimos) meio-campistas como Pirlo, o maestro, que joga sua última Copa. Infelizmente.

Pra ganhar ou ganhar,a Celeste conta com Suárez, o astro da segunda rodada, que joga com a força de três milhões de uruguaios na ponta da chuteira.

Jogaço, que abre o São João da Copa, às 13h, na Arena das Dunas, em Natal.

No mesmo bat-horário, no Mineirão, a surpreendente “sele” da Costa Rica pega a eliminada Inglaterra. Pode ser a despedida de Gerrard dos mundiais.

Mais tarde, os samurais azuis do Japão encaram a Colômbia, já classificada. Mesmo assim, a “febre amarela” da torcida “cafetera” certamente vai contagiar a Arena Pantanal, em Cuiabá.

Também às 17h, Grécia x Costa do Marfim, no Castelão. As duas seleções têm chances.

Continuar lendo “Mata-mata precoce”