Ídolos do Racing atuam em campanha de novos sócios

Ídolos do Racing atuam em campanha de novos sócios

Dica do gremista Beto Xavier.

“Não tem desculpas. Vire sócio”. É assim o lema da campanha de novos sócios do Racing Club, lançada esta semana. Um ídolo eterno de La Academia, Diego Milito, e dois atacantes do atual plantel, Lisandro “Licha” López e Lautaro Martínez, deram uma de atores nos três ‘spots’ que estão em tudo quanto é rede social do primer grande. No anúncio acima, o ex-atacante Milito entra num call center, e se oferece para atender ligação enquanto o funcionário se associa ao Racing.

No anúncio abaixo, Diego Milito interpreta um caixa de supermercado. O delantero Lautaro Martínez, um frentista. E Lisandro López, um bilheteiro de cinema.


No filme publicitário, os três académicos pegam no pé de um torcedor / consumidor que tem cartão de supermercado, de posto de gasolina e de cinema, mas fica a ver navios na porta do estádio Juan Domingos Perón (El Cilindro)… porque não tem carnê de sócio do Racing. E junto com o filho.

Segundo o site do Racing, a nova campanha mira os torcedores que ainda não tem carnê de sócio, “fundamental para assegurar um lugar no Cilindro, que está cada vez mais perto de completar sua capacidade só com os sócios do clube”. O estádio comporta cerca de 50 mil pessoas.

Deixo para o fim o que me parece ser o comercial mais divertido da série. Lisandro López, o “Licha”, chega num campinho de futebol society ao lado do Cilindro e …

Continuar lendo “Ídolos do Racing atuam em campanha de novos sócios”

Roberto Perfumo, ‘El Mariscal’ (1942-2016)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cruzeiro, Racing Club, seleção argentina e River Plate manifestaram luto pela morte do seu ex-zagueiro Roberto Perfumo – os millonarios jogaram com tarja preta na manga da camisa no empate (1-1) contra o São Paulo, no Monumental de Nuñez. O Mariscal morreu hoje, aos 73, depois de cair de uma escada, num restaurante de Puerto Madero!

Quando chegou ao Cruzeiro, em 1971, Perfumo já tinha sido campeão de tudo pelo Racing, como lembrou o jornalista Mauro Cezar. Campeão argentino (1966), da Libertadores 67 e do primeiro mundial do futebol argentino. É o terceiro da esquerda pra direita entre os da Academia campeã do mundo na foto abaixo.

Os campeões mundiais de 1967 IMAGEM Página do Racing Club no Facebook

Na Raposa, jogou ao lado de gente como Raul, Nelinho, Procópio, Wilson Piazza, Darci Menezes, Zé Carlos, Eduardo, Roberto Batata, Dirceu Lopes, Palhinha, Joãozinho. Foi tricampeão mineiro (72, 73 e 74). Antes de pendurar as chuteiras, em 1978, Perfumo também foi tri pelo River (Metropolitano 1975, Nacional 75 e Metropolitano 77). Vestiu a camisa albiceleste da Argentina 37 vezes, atuando em duas Copas del Mundo (1966 e 1974). Nas finais da Libertadores de 1976, contra seu ex-time (Cruzeiro 4×1, 1×2 e 3×2 River), o zagueiro argentino usou de toda a sua malícia pra tirar o furacão Jairzinho do 3º e decisivo jogo. Perfumo já não ia jogar mesmo em Santiago, por causa de uma lesão. Na malandragem, provocou o furacão da Copa de 70 e conseguiu a expulsão do cruzeirense. Mas no fim das 3 partidas aquele Cruzeiro espetacular levou a melhor…
O marechal também foi técnico e comentarista. O arquirrival do Racing, o Independiente, também rendeu homenagem ao Mariscal Perfumo. Continuar lendo “Roberto Perfumo, ‘El Mariscal’ (1942-2016)”

#ElCilindro. 65 anos do estádio Presidente Perón, a cancha do Racing.

IMG_20150904_224525
Nova segunda camisa alternativa da Acadé…

O Racing Club estreia neste domingo sua nova “segunda camisa alternativa”. Na partida contra o Gimnasia y Esgrima de La Plata, os jogadores de La Academia vão usar um selo comemorativo do aniversário de El Cilindro de Avellaneda – o estádio Presidente Perón fez 65 anos no dia 3 de setembro (foi inaugurado com um Racing 1×0 Vélez). A cancha, um pouco mais nova que o Maraca, tem hoje capacidade para 50 mil pessoas. Dentro do post, mais detalhes da camisa comemorativa. Continuar lendo “#ElCilindro. 65 anos do estádio Presidente Perón, a cancha do Racing.”

Racing Club grita #campeón depois de 13 … treze… anos!

14/12/2014
DSC02287 (2)

#Banderín (flâmula) do campeão argentino. O Racing Club, de Avellaneda! Campeão do Torneio Transição. O último torneio ‘curto’ do futebol argentino. O último título nacional da Acadé foi no Apertura de 2001, disputado no segundo semestre de 2001. O ídolo e capitão Diego Milito também estava naquela campanha. Voltou pra ser bicampeão. Somando as conquistas da era amadora com a do profissionalismo, a Academia tem agora 17 títulos argentinos.

Confira a campanha vitoriosa:

  • Defensa y Justicia 1×3 Racing
  • Racing 2×0 San Lorenzo
  • Tigre 4×0 Racing
  • Racing 1×0 Arsenal de Sarandí
  • Independiente 2×1 Racing
  • Racing 1×3 Lanús
  • Boca 1×2 Racing
  • Racing 1×1 Newell’s
  • Belgrano 1×4 Racing
  • Racing 0x2 Atlético Rafaela
  • Estudiantes 0x4 Racing
  • Racing 2×0 Vélez
  • Olimpo 1×1 Racing
  • Gimnasia La Plata 0x1 Racing
  • Racing 1×0 Banfield
  • Quilmes 0x1 Racing
  • Racing 1×0 River
  • Rosario Central 0x3 Racing
  • Racing 1×0 Godoy Cruz
    Os campeões:
    Continuar lendo “Racing Club grita #campeón depois de 13 … treze… anos!”

Racing Club 2014-15. La Acadé….

Atual escudo do Racing
Atual escudo do Racing

La Academia, o Racing Club de Avellaneda, começou com três pontos e 3 gols contra o Defensa y Justicia o torneio transição do campeonato argentino, neste segundo semestre de 2014. Conta com a volta de um ídolo, Diego Milito, 35 anos, que reestreou com gol.

  • >IN>: Diego Milito, revelado em La Acadé, campeão do Apertura 2001; volta ao futebol argentino depois de 10 anos na Europa. goleando pelo Genoa, Zaragoza e Inter de Milão; Ricardo Gastón Diáz (Gimnasia y Esgrima); Facundo Castillon (Godoy Cruz), Nelson Acevedo (ex-Defensa y Justicia), Adrián Ricardo Centurión (volta do Genoa), entre outros.
  • <OUT<: Rodrigo de Paul (Valencia), Bruno Zuculini (Manchester City), Luciano Vietto (Villareal), Valentín  Viola (volta pro Sporting), entre outros. Camoranesi se aposentou.
  • Estrelas da Academia: Diego Sebastián Saja (goleiro que deve ser lembrado pela torcida do Grêmio), Gabriel Hauche, o colombiano Rentería, o jovem Centurión e o veterano Milito.
  • Técnico: Diego Cocca
  • Cancha: estádio Presidente Perón, por causa da forma conhecido como El Cilindro. Comporta 50.000 hinchas! A média de público no último torneio argentino de 2013 foi de 26.737 acadêmicos, segundo a Pluri Consultoria – 87º lugar no ranking mundial. A taxa de ocupação foi de 50% do estádio Presidente Perón.

Continuar lendo “Racing Club 2014-15. La Acadé….”