O rock que rola nos estádios

Nada de “Touradas em Madri”  no olé 2013 que a Seleção Brasileira deu na Espanha, desta vez na final da Copa das Confederações. Diz a lenda que os espanhóis ficaram tão chateados, depois que o clássico do repertório de Alberto Ribeiro e Braguinha foi cantado pela massa que lotou o Maracanã na penúltima rodada da Copa de 50 (Brasil 6×1 Espanha). que a então Fúria ficou anos e anos sem jogar amistosos com nossa seleção (o fato é que só se reencontraram na Copa de 1962). A trilha sonora da noite em que o Brasil do Felipão fez 3×0 nos atuais campeões do mundo teve hino nacional à capella, funk dos morros cariocas e sambas campeões: “O Campeão (Meu Time)”, sucesso do Neguinho da Beija-Flor, hino dos estádios brasileiros; e a volta do samba-enredo do Salgueiro (“Peguei um Ita no Norte”), que foi muito cantado nos estádios brasileiros nos anos 90: “explode coração, na maior felicidade…”.

back-in-black1Mas as seleções entraram em campo no Maracanã – que está no coração da capital do samba, tão perto do morro da Mangueira e sua Estação Primeira – ao som de um rock do AC/DC, “Thunderstruck” (como nas outras partidas da Copa das Confederações). Sobe o som.


Ao som de outro rock do AC/DC, entram em campo o São Paulo, do goleiro-roqueiro Rogério Ceni, e o St.Pauli, da Alemanha (clube que foi o tema do post anterior).

Demais, não?
Os gols do time mais à esquerda deste planeta bola são comemorados com um dos sons mais vitaminados do Blur, “Song 2”. Tooor! Goool! Woo-hoo!

Se o gol não sai e o seu time precisa de um empurrãozinho… pode recorrer a um rock muito usado pelas torcidas. “Seven Nation Army”, cartão de visitas do White Stripes de Jack White, já foi adaptado por várias torcidas lá fora e no Brasil, como a do Brasil de Pelotas, do Inter, do São Paulo. Ôôôô!

Ou então adapte outra canção “levanta-estádio”: Coldplay, “Viva La Vida”. Só das torcidas cariocas ganhou 2 versões distintntas. Uma de alvinegros. Outra de rubro-negros. (veja post anterior).
A última dica pode até ser manjada, mas que torcedor  não quer poder cantar, depois da última rodada, este hit do Queen?

Viva La Vida! A melô do Coldplay, segundo torcedores do Flamengo e do Botafogo.

COL52381
A torcida do Flamengo estreou no clássico deste domingo contra o Botafogo uma versão do lindo hit single do Coldplay, “Viva La Vida”, que deu o nome ao último álbum de estúdio do grupo – “Viva La Vida or Death An All His Friends“.

A versão rubro-negra cantada a plenos pulmões no Engenhão  foi bolada por Leon Gabriel.
Segundo o blog Meio de Campo, panfletos com a letra da “paródia” foram distribuídos antes do clássico no Engenhão. Maior esquema, hein?

O resultado você confere neste vídeo aqui, gravado nas arquibancadas do Engenhão durante o clássico da Taça GB, e legendado – dica do comentarista Mauro Cezar Pereira, da ESPN.

O curioso é que uma torcedora do Fogão também fez sua “cover” para a linda melô do Coldplay.

Desconheço se torcidas estrangeiras cantam “Viva La Vida” nos estádios, digo, arenas da gringa. Mas com um “ôôô” poderoso desses no refrão, não é difícil imaginar que role, sim! Continuar lendo “Viva La Vida! A melô do Coldplay, segundo torcedores do Flamengo e do Botafogo.”

Sampa Rock City

P.S: Pessoal, atualizei a lista de shows do 1º semestre de 2010 na nova Coluna de Música do meu blog.

Sobre os shows de 2009, você já votou na enquete abaixo?

O Kiss começou por Detroit a turnê americana Alive 35. Galeria de fotos no site da revista Spin. Mas este post é para falar de outra cidade do rock, que aliás recebeu o Kiss no começo de abril/2009.

São Paulo. 7h da manhã e já tinha fã do AC/DC nas redondezas do Credicard Hall. É que ao meio-dia começou a venda de ingressos para o show de Angus Young e cia no estádio do Morumbi, 27 de novembro. Veja clips e todas informações sobre os ingressos no site ShowAC/DC.

Coldplay. Foto: Stephan Craneanscki
Coldplay. Foto: Stephan Craneanscki

A mesma empresa que traz o AC/DC de volta ao Brasil também anunciou uma nova passagem do Coldplay por aqui, em 2010. A banda de Chris Martin (voz e piano), Jonny Buckland (guitarra), Guy Berryman (baixo) e Will Champion (batera), que começou tocando no “toilet circuit” em pubs e bares em torno de Camden Town, Londres, se apresentará em 28 de fevereiro na Praça da Apoteose, no Rio, e em 2 de março, no estádio do Morumbi, Sampa Rock City. Em cartaz, a turnê do disco Viva la Vida. Ingressos à venda a partir de 7 de novembro.

E em novembro ainda tem 2 festivais  no mesmo finde ! Continuar lendo “Sampa Rock City”