Partida 927 (e última) por La Liga no Vicente Calderón.

Partida 927 (e última) por La Liga no Vicente Calderón.

Atualizado

Calderón, 2014.

O Atlético de Madrid se despediu hoje do seu estádio Vicente Calderón, justamente numa partida contra o Athletic – lá atrás, em 1903, foram torcedores do clube de Bilbao que fundaram o Atlético de Madrid, inclusive com as mesmas cores; o primeiro uniforme dos dois clubes era azul e braco, só depois viraram #rojiblancos. 3×1 para o time da capital.

Só por La Liga, foram 927 partidas no estádio de Manzanares. No sábado, 27 de maio, o Calderón rojiblanco ainda recebe a final da Copa do Rei, entre Barça e Deportivo Alavés. No domingo, 28, uma partida entre mitos #atléticos.

Dois brasileiros estão no Top 10 dos artilheiros do Atleti no estádio, inaugurado em 1966. Veja a lista dos dez maiores goleadores (Fonte: Mundo Deportivo):

Continuar lendo “Partida 927 (e última) por La Liga no Vicente Calderón.”

Eterno Calderón, bela campanha da revista #Líbero.

Eterno Calderón, bela campanha da revista #Líbero.

16 de maio de 2017

Uma campanha de doação de órgãos como você nunca viu.

Eterno Calderón (1966- ).

Depois do gol de placa que foi a série “Fútbol vs Alzheimer”, a ótima revista espanhola “Líbero” encabeça uma campanha para que o cinquentão “Don Vicente”, o estádio Vicente Calderón, doe seus “órgãos” – como refletores, cadeiras, traves, placar eletrônico, gramado – para mais de trinta clubes de bairro da capital espanhola. Como sabemos, o Calderón só tem mais um jogo de La Liga (Atlético x Athletic, no domingo), a final da Copa do Rei (Barça x Deportivo Alavés, dia 27) e uma partida de históricos jogadores #rojiblancos, antes de ir pro chão. O Atleti está de mudança para o Wanda Metropolitano. Continuar lendo “Eterno Calderón, bela campanha da revista #Líbero.”

22 Libertadores

Cruzeiro 1x2 Estudiantes. Final da Libertadores, 15/07/2009. FOTO: Divulgação VIPCOMM
Cruzeiro 1x2 Estudiantes. Final da Libertadores, 15/07/2009. FOTO: Divulgação VIPCOMM

Deu tetra no Mineirão. De virada, o Club Estudiantes de La Plata venceu o Cruzeiro. No chutaço de Henrique, a bola desviou em Desábato. Cruzeiro 1×0. Logo depois, o time de La Plata empatou em jogada que começou com o capitão Verón. Bola cruzada para Fernandéz. Verón, de novo. O 11 cobrou escanteio na cabeça de Boselli, artilheiro da copa, 8 gols. Inclusive o do título. Festa em vermelho e branco (cores da bandeira de Minas, também) no Mineirão. Na linha o mundo dá voltas: o zagueiro Desábato que chegou a ser detido em São Paulo em 2005, no caso com Grafite, se sagra campeão da Libertadores, dentro do Brasil. Parabéns ao Cruzeiro pela belíssima campanha. Certamente, se não for desmontado, é um dos favoritos para se juntar ao Corinthians na Libertadores 2010.

Parafraseando (e atualizando) o comercial de TV, agora os clubes argentinos somam 22 Libertadores. Quatro do Estudiantes. Seis do Boca. Sete do Independiente. Duas do River. Uma do Argentinos Juniors. 1 do Racing. 1 do Vélez. O Brasil soma  13 Libertadores. O São Paulo continua sendo o brasileiro mais copeiro (3). Santos, Cruzeiro e Grêmio têm duas copas. Flamengo, Vasco, Palmeiras e Inter, uma. Chamam atenção as derrotas caseiras dos brasileiros. Continuar lendo “22 Libertadores”