Muito mais do que uma caneca

Este slideshow necessita de JavaScript.

O microempreendedor Carlos Eduardo Oliveira é, antes de mais nada, um alucinado por futebol que desenha camisas de times desde criancinha. Esse torcedor do São Caetano, campeão paulista 2004, vice da Libertadores 2002, resolveu transformar o hobby em negócio. Começou a fazer canecas com o visual de camisas clássicas de times brasileiros, como o seu Azulão, os quatro maiores clubes do futebol paulista, dois gigantes cariocas, dois mineiros e dois do Nordeste, no site Emporium das Canecas. A loja não trabalha só com canequinhas relacionadas com futebol, mas as reproduções de uniformes históricos são a menina dos olhos do empreendedor. Já recebeu encomenda até do querido XV de Jaú!

Por enquanto, ele tem canecas com visuais históricos de São Paulo, Santos, Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Atlético, Bahia e Sport. O próximo foco das “CaneCamisas” de Carlos Eduardo é a dupla Gre-Nal.

Aos poucos, vou lançando canecas com camisas de clubes do Brasil todo. É uma ideia nova, reproduzindo camisas clássicas. Eu atendo praticamente três gerações e estou lançando modelos voltando cada vez mais pra trás”, diz Carlos Eduardo.

Por exemplo, no catálogo de canecas corintianas, na home do Emporium, estão produtos que fazem referência a títulos importantes do clube, como o Brasileiro de 1990, época de Neto, os Paulistas de 1977 (o gol do Basílio) e o bi de 1983 (com a Democracia Corintiana, de Sócrates e cia). E uma lembrança do lateral Zé Maria (o Superzé, ídolo alvinegro) jogando com camisa ensanguentada, na final do Paulistão de 1979, também conquistado pelo Corinthians. Clique em qualquer imagem para abrir a galeria.

Imagina o sucesso que a caneca abaixo deve fazer entre os palmeirenses, especialmente aqueles que sofreram com o jejum e vibraram com o timaço de 1993 e 94.

Este slideshow necessita de JavaScript.


O torcedor do São Paulo pode lembrar dos tempos em que não parava de ver o capitão Raí levantando taças, fazendo um brinde à Libertadores 1992…


Continuar lendo “Muito mais do que uma caneca”

Camisas de times do interior

Camisas de times do interior

É neste sábado, das 10h às 17h, no vão central do Pacaembu! O vigésimo-primeiro Encontro de Colecionadores de Camisas  tem como tema os mantos sagrados de clubes do interior.
Vai ter varal e estandes exibindo umas 3.000 camisas,  segundo o Museu do Futebol, que promove o encontro em parceria com os sites Minhas Camisas e Colecionadores FC. Trocas são liberadas.

unnamed
As camisas do flyer: São Caetano, São Bento, União São João, São José, Grêmio Novorizontino, Ituano e Internacional de Limeira – todos clubes paulistas.

Continuar lendo “Camisas de times do interior”

Torino, 110 anos de muita história.

Gagliardetto do Torino
Gagliardetto do Torino

Gagliardetto do Torino FC, sete vezes campeão italiano:

    • 1927-28
    • 1942-43
    • 1945-46
    • 1946-47
    • 1947-48
    • 1948-49
    • 1975-76

A squadra granata também ganhou 5 vezes a Coppa Itália (a última, de 92-93, com Casagrande no ataque). A história do Torino vai ficar pra sempre marcada por um acidente aéreo, quando o time voltava de Lisboa para a Turim, em maio de 1949: o desastre da basílica de Superga, que matou uma geração campeã. Cinco scudettos nos anos 40. O Grande Torino, base da seleção italiana.

Por uma terrível coincidência, o Toro completou 110 anos bem neste sábado, 3 de dezembro de 2016, dia em que a Chapecoense, irmanada na mesma dor, se despediu de um time inteiro.
Continuar lendo “Torino, 110 anos de muita história.”

… e o Man City foi o que mais gastou.

O bilionário Manchester City consumiu o equivalente a 213 milhões de euros (por exemplo, o Barça gastou 122) para aumentar ainda mais o brilho de sua ‘máquina’, sem falar na contratação do ‘piloto’ mais falado do mundo, o técnico catalão Pep Guardiola. Vai pegar fogo o Grupo C da Champions, onde o City vai pegar exatamente o Barça onde Pep surgiu pro mundo, o Celtic e o Borussia Monchengladbach.

Bravo! https://www.facebook.com/mancity
Bravo! https://www.facebook.com/mancity

IN> Claudio Bravo (goleiro bicampeão da Copa América pelo Chile, bicampeão espanhol e da Copa do Rei, em 2015 vencedor da Champions e Mundial pelo Barça). Quer saber exatamente por que Guardiola fez questão de contratar o goleiro chileno? Leia a detalhada reportagem de Adam Bate, Sky Sports. E mais, muito mais: John Stones (zagueiro, ex-Everton), Leroy Sané (ponta, ex-Schalke), Ilkay Gündogan (meio-campo, Alemanha, ex-Borussia Dortmund), Nolito (centroavante, seleção da Espanha, ex-Celta)
Na virada do ano novo, chega o ótimo atacante Gabriel Jesus, campeão olímpico, já comprado do Palmeiras. O City também contratou Marlos Moreno, campeão da Libertadores pelo Atlético Nacional, já emprestado ao Deportivo La Coruña e Oleksandr Zinchenko (Ufa), emprestado ao PSV.
< OUT : Joe Hart (emprestado ao Torino), Mangala (emprestado ao Valencia), Nasri (emprestado ao Sevilla), Wilfried Bony (emprestado ao Stoke).
Técnico: Pep Guardiola, o novo amigo do jovem torcedor citizen Braydon Bent. Vale ver a corrida no táxi do Pep…

Outras *** estrelas ***: Kompany, Zabaleta, Sterling, Agüero, Navas, DeBruyne, David Silva, Touré.

Brasileiros: Fernandinho e Fernando vão ter a companhia de Gabriel Jesus em 2017.

Elenco completo: Continuar lendo “… e o Man City foi o que mais gastou.”

Barça 2016-2017: os culés foram às compras!

Barça 2016-2017: os culés foram às compras!

Agora, ninguém pode dizer que o bicampeão espanhol não tem banco, não tem elenco. O Barça foi às compras, gastou mais de 120 milhões de euros e se reforçou em quase todos os setores. Fundamental ter banco para manter o nível alto na temporada toda, em tantas competições… La Liga, Champions e Copa do Rei. Paco Alcácer, delantero da seleção da Espanha que era titular do Valencia, sabe que é quarto atacante. Entrará quando um dos integrantes do trio Messi-Suárez-Neymar não tiver condições de entrar ou ficar em campo. Por outro lado, o Barça viu a partida de dois campeões natos: o goleiro Bravo e o lateral Dani Alves. O holandês Cillessen (certamente contratado pelo jogo com os pés) deve ser reserva de Ter Stegen, já um recordista de passes certos. Veja as caras novas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

IN>: Paco Alcácer (centroavante espanhol, ex-Valencia); Jasper Cillessen (goleiro holandês, ex-Ajax, herda a camisa 13 de Bravo); André Gomes (meio-campo campeão da Euro 2016 com Portugal, outro ex-Valencia); Samuel Umtiti (zagueiro da seleção da França, ex-Lyon); Lucas Digné (lateral, França, ex-PSG), Denis Suárez (meio-campo criado na base do Barça, esteva no  Sevilla e Villarreal).

OUT< : Claudio Bravo (Manchester City), Daniel Alves (Juve), Munir (emprestado ao Valencia), Adriano (Besiktas), Tello (emprestado à Fiorentina), Douglas (emprestado ao Sporting de Gijón), Bartra (Borussia Dortmund), Hallilovic (Hamburgo), Sergi Samper (emprestado ao Granada), Vermaelen (emprestado à Roma), Montoya (Valencia), Alex Song (Rubin Kazan), Sandro (Malaga).

*** Estrelas ***: o trio MSN, o maestro Iniesta, Piqué, Rakitic, Busquets, Mascherano… o turco Arda Turan começou bem a temporada.

Brasileiros: Neymar e Rafinha, já que Dani Alves e Adriano saíram e Douglas foi emprestado. O zagueiro Marlon, emprestado pelo Flu ao Barça B, foi inscrito na Champions e pode ter chances.

O elenco todo:

//platform.twitter.com/widgets.js
Continuar lendo “Barça 2016-2017: os culés foram às compras!”

As novas camisas do Valencia (2016-17)

As novas camisas do Valencia (2016-17)

A Adidas lançou esta semana os uniformes do Valencia para a temporada 2016-17 de La Liga. Vamos começar conferindo os detalhes da tradicional camiseta branca, que é a principal dos ches.

IMG_20160710_123348

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na minha opinião, as segundas e terceiras camisetas do Valencia têm chamado mais a atenção nos últimos anos.

E mais uma vez a Adidas caprichou no uniforme 2, o away kit.IMG_20160710_123352

Abra a galeria dentro do post para ver os detalhes desta espetacular camiseta negra do VCF. O detalhe do morcego laranja logo abaixo da nuca ficou show.   Continuar lendo “As novas camisas do Valencia (2016-17)”

A tolerância tem que virar este jogo

O planeta bola não ficou insensível à demonstração de intolerância do massacre de 49 pessoas na boate de Orlando. A seleção americana de #soccer, logicamente o Orlando City e o camisa 10 dos “lions”, o brasileiro Kaká, publicaram mensagens de solidariedade às vítimas. Teve minuto de silêncio antes da partida de Copa América nos EUA, entre Brasil e Peru (a morte da seleção brasileira também merece um minuto de silêncio, mas isso é assunto para outros 500 posts).

Hoje gostaria aqui de lembrar uma ação de marketing da Kelme e do Rayo Vallecano de Madrid. Na temporada europeia 2015-16 (que terminou no mês passado), o segundo uniforme do clube de Vallecas, bairro operário de Madri, tinha um arco-íris no lugar da faixa diagonal – que costuma ser toda vermelha no “away kit” do Rayo. Cada cor representando uma luta (fato explicado em post anterior aqui no blog).

Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme(
Segunda #equipación do Rayo Vallecano 2015-16 (Kelme)

Continuar lendo “A tolerância tem que virar este jogo”

Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.

facebook.com/nacional
facebook.com/nacional

Confesso que não tinha reparado ainda nesta bela camisa azul do Bolso. O Nacional estreou este “kit away 3” no começo da temporada uruguaia. Com esse uniforme, o tricolor de Montevidéu empatou contra o River Plate uruguaio por 2 a 2 e garantiu classificação para as oitavas da Libertadores 2016 (Rosario Central e Palmeiras brigam pela outra vaga do grupo 2).

IMG_20160408_221135 (1) Continuar lendo “Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.”

735239_961958323841317_6107978223815503607_n
Imagens – https://www.facebook.com/nycosmos/

O Cosmos, atual campeão da NASL, divisão do “soccer” logo abaixo da MLS, está com nova fornecedora de material esportivo. A Under Armour apresentou os novos uniformes do time de Nova York esta semana.

A camisa 1 do ex-time de Pelé na terra do Tio Sam é a branca.9874_961985167171966_3760757458813747534_n
Continuar lendo “Novas camisas do New York Cosmos, agora feitas pela Under Armour.”

Agora quem dá a bola

Agora é a Kappa que veste o Santos, se bem que num modelo de parceria diferente.

12622254_975037999231426_4861078964323396268_o
FOTOS: Ivan Storti | Santos FC

Nas lojas, a camisa 1 que encontrei não tem a marca vermelha da nova patrocinadora, Royal Air Maroc. Deve fazer sucesso com o torcedor. Na camisa 2, menos listras, beeeem mais largas. Muitos santistas devem torcer o nariz pra essa mudança. Pelo menos o número parece bem legível. Tudo muito justo, como é moda. Segundo o site do clube, a empresa italiana desenvolveu os uniformes e a empresa paulista SPR Sports vai distribuir os produtos. “Neste novo modelo de gestão, o Santos trocará os tradicionais royalties pelo lucro da comercialização, ou seja, o clube será sócio principal do que for arrecadado.”, disse o presidente Modesto Roma Jr ao Santosfc.com.br/.

Continuar lendo “Agora quem dá a bola”