“O Milagre de Berna”: filme reconta a história da primeira das quatro estrelas da Alemanha.

O MILAGRE DE BERNA (Das Wunder von Bern), de Sönke Wortmann
O MILAGRE DE BERNA (Das Wunder von Bern), de Sönke Wortmann

Interessante rever “O Milagre de Berna” um dia depois do tetra da Alemanha. Essa ficção que passou rapidinho pelos cinemas brasileiros no final de 2004, começo de 2005 (foi lançada em DVD) faz um paralelo entre a situação difícil de uma família alemã depois da Segunda Guerra e a campanha campeã da seleção da Alemanha (Ocidental), na Copa da Suíça, em 1954.

E pensar que na primeira fase a seleção alemã tomou de 8×3 da invencível Hungria, de Puskas e companhia! Verdade que o técnico Sepp Herberger poupou titulares.

Na final, a favorita Hungria e a Alemanha voltaram a se enfrentar. O time vermelho chegou a abrir 2×0 no placar, mas tomou a virada (tá certo que o juiz anulou um gol húngaro). Final, 3×2, Alemanha campeã do mundo pela primeira vez. E esta simpática produção alemã ajuda  a entender porque jogadores como Fritz Walter e Rahn são lembrados até hoje nesta grande potência do futebol.

Chamam muita atenção as elogiadas cenas que recriam -em cores- lances decisivos da Copa do Mundo de 54, com ótima caracterização da época. Até o ator Henrik Benboom, que faz o papel de Puskas, usa aquele topete repartido ao meio do maior craque húngaro de todos os tempos… Bela a cena com o áudio de transmissão de rádio em cima das imagens da molecada jogando bola.

O diretor Sönke Wortmann também fez um documentário sobre a participação alemã na Copa de 2006, em casa: Deutschland. Ein Sommermärchen”.
Confira o trailer de “O Milagre da Berna”. Vale a pena procurar o DVD por aí. Continuar lendo ““O Milagre de Berna”: filme reconta a história da primeira das quatro estrelas da Alemanha.”

Eurocopa

Capa da edição especial sobre a Euro 2012, da ‘Four Four Two’ brasileira

Começa nesta sexta-feira com Polônia x Grécia e Rússia x República Tcheca a décima-quarta edição da Eurocopa. Pra quem curte guias impressos de competições, está nas bancas uma revista especial sobre a Euro 2012, com o selo da “Four Four Two” (editora Alto Astral). Bem interessante. Alguns jogões para ver, nesta primeira rodada:

  • Holanda x Dinamarca, sábado, 13h de Brasília
  • Alemanha x Portugal, sábado, 15h45. Enfim, todos do grupo B!
  • Espanha x Itália, domingo, 13h
  • França x Inglaterra, segunda-feira, 13h

Confira a lista das seleções campeãs da Eurocopa, o campeonato europeu de futebol, que começou em 1960 como Copa das Nações Europeias.

  • 1960 – União Soviética
  • 1964 – Espanha
  • 1968 – Itália
  • 1972 – Alemanha Ocidental
  • 1976 – Tchecoslováquia
  • 1980 – Alemanha Ocidental
  • 1984 – França
  • 1988 – Holanda
  • 1992 – Dinamarca
  • 1996 – Alemanha
  • 2000 – França
  • 2004 – Grécia
  • 2008 – Espanha

Abaixo, uma fichinha da Eurocopa de 1980 (vencida pela Alemanha Ocidental), feita na época por um garoto maluco por futebol, que hoje vos bloga. A Euro 1980 foi a primeira a ter 8 seleções na fase final, disputada na Itália (em Roma, Milão, Turim e Nápoles). Na frente da ficha, o time-base das 8 seleções. Repare na escalação da Squadra Azzurra, treinada por Enzo Bearzot: Zoff, Scirea, Gentile, Baresi, Cabrini; Tardelli, Antognoni e Orialli; Causio, Bettega e Graziani. Base do time que em 1978 perdeu a decisão do 3º lugar no Mundial argentino para o Brasil – e arrepios nos fãs de Telê Santana como eu- da Squadra que enfrentou a seleção Canarinho, no velho estádio Sarrià do RCD Espanyol de Barcelona. Oito “calciatori” da Euro 1980 participaram daquela (para nós brasileiros) fatídica tarde de julho de 1982.


No verso, digo, dentro do post, os resultados das oito partidas da Eurocopa 80 (as seleções foram dividadas em dois grupos de quatro; as vencedoras de cada grupo jogariam a final, no Olímpico de Roma; as segundas de cada grupo disputariam o 3º lugar, no San Paolo, em Nápoles). Continuar lendo “Eurocopa”