Taça Eusébio | Eusébio Cup

FOTO Isabel Cutileiro / SL Benfica
FOTO Isabel Cutileiro / SL Benfica

Aleluia! Depois de 14 jogos de “vencibilidade” (6 sem marcar um golzinho), o São Paulo ganhou uma, nesta tarde, no imenso Estádio da Luz, Catedral para os adeptos benfiquistas. E a vitória por 2×0 (placar construído no segundo tempo) sobre o dono da casa valeu ao tricolor paulista a Eusébio Cup – a Taça Eusébio, como eles preferem lá em Portugal. E o “fera” que dá o nome à taça estava lá, na Catedral da Luz!

Este slideshow necessita de JavaScript.


Para quem chegou agora, Eusébio foi o maior jogador da história do Benfica. O “avançado” nascido em Moçambique foi campeão português 11 vezes, Ganhou 5 Taças de Portugal e uma Taça dos Campeões da Europa, em 1961/62 – a Champions League de hoje. Com Eusébio, a seleção de Portugal não perdeu o 3º lugar na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra.

Este slideshow necessita de JavaScript.


A Taça Eusébio começou a ser disputada em 2008. Confira a lista dos vencedores:

  • 2008: Internazionale
  • 2009: Benfica
  • 2010: Tottenham
  • 2011: Benfica
  • 2012: Benfica
  • 2013: São Paulo

Jogo na Luz é aquela festa de cachecóis!

Este slideshow necessita de JavaScript.

E mais um show da águia Vitória!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se a Taça Eusébio a caminho do Memorial do São Paulo pode representar um sopro de esperança para a torcida tricolor que tenta fugir da zona de rebaixamento no Brasileirão, percebo nas redes sociais que a cobra está fumando para o treinador do Benfica. Lá, como cá, existe um refrão Fora JJ – na versão encarnada, Jorge Jesus, o nome do técnico do glorioso SLB.

A fama de JJ - Jorge Jesus - não anda lá muito boa nas redes sociais benfiquistas. FOTO Isabel Cutileiro / SL Benfica
A fama de JJ – Jorge Jesus – não anda lá muito boa nas redes sociais benfiquistas. FOTO Isabel Cutileiro / SL Benfica

Diga-se de passagem que a vitória do São Paulo sobre o Benfica em começo de temporada não pode servir para apagar o vexaminoso quarto lugar do tricolor na Audi Cup e do nocaute do Santos no Troféu Joan Gamper, do cada vez mais multinacional e globalizado Barça.
O abismo entre futebol europeu e sul-americano é muito maior que o Oceano Atlântico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.