O barato dos estaduais

Acho que o grande barato dos campeonatos estaduais é a canja de times tradicionais. Como o Cruzeiro de Porto Alegre, de volta à elite do campeonato gaúcho depois de 32 anos! Ou o Linense, o elefante, campeão da segundona paulista em 2010, que não disputava a primeira divisão desde 1957. Hesito em chamar de pequenos times tão orgulhosos de sua história. Simpatizo muito mais com eles do que com os times de empresa que ficam pulando de cidade em cidade.  Agora, que o formato longo dos estaduais não ajuda em nada os times de grana curta, ah, não ajuda mesmo. Até para eles terem alguma chance de surpreender os primos ricos, o ideal é que os estaduais fossem torneios do tipo copa. Uma fase de grupos e mata-mata.