Vuvuzela, Jabulani, Larissa, polvo…

No último suspiro das vuvuzelas (pelo menos no Mundial 2010), um rápido balanço da Copa.

Troféu E que golaços para golões, surpresas e jogaços da Copa:

  • o futebol coletivo e a linha de passe da Espanha campeã (veja a campanha no post anterior), de Casillas (Luva de Ouro) a Villa, um dos artilheiros, sem esquecer dos monstros sagrados do meio-campo em nosso tempo, Xavi e Iniesta (que calcanhar no começo da jogada do gol!)
  • o jovem time da Alemanha e sua linda camisa preta, uniforme 2 que fez sucesso de público e bilheteria. Thomas Müller, melhor jogador jovem e Chuteira de Ouro. Sem esquecer de Khedira, Scheinsteiger, Özil etc.
  • a campanha do Uruguai, 4º colocado, melhor seleção sul-americana da Copa, jogando bola, sem apelar tanto para a violência, mas com raça de sobra – e sorte, como no último lance da prorrogação contra Gana. Diego Forlán, o 10, Bola de Ouro. Fez golaços e deu assistências.  O bom atacante Suárez virou goleiro na seleção semanal feita pelo caderno Outlook do jornal Brasil Econômico
  • Sneijder, o que joga boa bola na Holanda tri vice-campeã.
  • o espírito de festa e a alegria dos sul-africanos, donos da casa.
  • o show de Maradona à beira do campo, porque como técnico, desperdiçou uma excelente geração.
  • Candidatos a jogos para sempre, ou que sejam lembrados pela emoção ao menos: Estados Unidos 2×2 Eslovênia; Eslováquia 3×2 Itália, na 1ª fase. Alemanha 4×1 Inglaterra, apesar do maior erro de arbitragem desde 1966… A decisão por pênaltis entre Paraguai e Japão. Gana 1x 1 Uruguai. Alemanha 4×0 Argentina. Paraguai 0x1 Espanha, outro jogo de arbitragem confusa. Holanda 3×2 Uruguai. Espanha 1×0 Alemanha. Alemanha 3×2 Uruguai. Espanha 1×0 Holanda, apesar da violência dos laranjas.
  • and last but not the least, as musas (holandesas, dinamarquesas – pena que voltaram para casa tão cedo! – Larissa Riquelme, Sara Carbonero – Casillas, você está de parabéns!)

Lances duvidosos: vuvuzela e Jabulani.

Gols contras:

  • os inúmeros erros de arbitragem.
  • a economia de cartões vermelhos.
  • a violência dos holandeses, especialmente na final.
  • a classificação da França para a Copa com gol de mão, a participação ridícula na África do Sul,  o barraco na delegação e a grosseria de Domenech com Parreira, que é um gentleman.
  • Wayne Rooney, Cristiano Ronaldo, Squadra Azzurra.

2 comentários sobre “Vuvuzela, Jabulani, Larissa, polvo…

  1. Olá João Ricardo!

    A Ana Quezado me “encheu” para eu ver esse blog! Sério mesmo! Mas olha… ela tem razão. O seu blog é muito bacana. Serei visitante certo. E “analista”, também. Faço parte da equipe do GE de Fortaleza. Sou o narrador esportivo da TV.

    Abraços.

    Antero Neto

  2. Pois um abraço para você, Antero!
    Obrigado!
    Volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.