E a Bola de Ouro vai para CR7

Foi justo. O prêmio de 2013 também ficaria bem com Ribéry – campeão de tudo com o Bayern em 2013.  Cristiano Ronaldo levou sua segunda Bola de Ouro. O português que hoje brilha no Real Madrid  já tinha vencido em 2008, quando jogava no Manchester United – e o prêmio da revista France Football não estava unificado com a Fifa ainda. Continuar lendo “E a Bola de Ouro vai para CR7”

Só dá Espanha!


Pé-quente a canção do Estopa, “Showtime 2.0”, música oficial da seleção da Espanha, neste bicampeonato consecutivo da Europa – terceiro título de La Roja na Eurocopa (1964 + 2008 + 2012). O Estopa, grupo de Cornellà (Catalunha) formado pelos irmãos David e José Muñoz, lançou pouco antes da Euro 2012 a versão “futbolera” de “Showtime”, que foi hino da seleção espanhola de basquete, também composto e gravado pela dupla. O dinheiro será revertido para projetos de apoio a jogadores desempregados e em situação de risco social, da associação espanhola dos futebolistas. A letra do Estopa fala do futebol ´tiki-taka’ – aquele toque de bola envolvente e eficiente, que torra a paciência de certos torcedores – do Barça e da seleção La Roja, que depois de ganhar a Euro 2008, levantou a Copa do Mundo 2010 e agora a Euro 2012. Um feito inédito.

Se bem que nos acachapantes 4×0 da final sobre a Itália, o torcedor cantou mesmo o “ôôôôô” de “Seven Nation Army”, do White Stripes, o ‘rock das torcidas’.

Iniesta, Villa e Busquets no estúdio com os irmãos Muñoz, do Estopa | http://www.estopa.com

Continuar lendo “Só dá Espanha!”

Estopa e La Roja: uma música pra seleção da Espanha, rumo ao bi da Eurocopa

Iniesta, Villa e Busquets no estúdio com os irmãos Muñoz, do Estopa | http://www.estopa.com

A Espanha, seleção campeã do mundo e da Europa, já tem música oficial na sua luta pelo bicampeonato continental, que seria o terceiro título de La Roja na Eurocopa. O Estopa, grupo de Cornellà (Catalunha) formado pelos irmãos David e José Muñoz, lançou no domingo pela rádio do diário esportivo “Marca” a canção “Showtime 2.0” – versão “futbolera” de “Showtime”, que foi hino da seleção espanhola de basquete, também composto e gravado pela dupla.  E hoje saiu a versão digital do single de “Showtime 2.0”, disponível para compra digital no iTunes. O dinheiro será revertido para projetos de apoio a jogadores desempregados e em situação de risco social, da associação espanhola dos futebolistas (caramba, isso vale uma reportagem!). Continuar lendo “Estopa e La Roja: uma música pra seleção da Espanha, rumo ao bi da Eurocopa”

Real Madrid grita “Campeones”pela 32ª vez na liga espanhola (2011-2012)

Bom, depois da vitória no grande “Clásico” em pleno Camp Nou, ficou fácil advinhar…
image
Banderín (flâmula) do  Real Madrid Club de Fútbol, campeão espanhol pela 32ª vez. Já venceu 30 partidas. Marcou 115 gols… (46 de CR7, 22 de Higuaín e 20 de Benzema). Ainda faltam 2 rodadas para Cristiano Ronaldo tentar passar na frente de Messi (que tem assombrosos 46 gols no campeonato). A tradicional comemoração dos “blancos” na fonte de Cibeles, em Madri, será amanhã (quinta-feira), às 19h.

Continuar lendo “Real Madrid grita “Campeones”pela 32ª vez na liga espanhola (2011-2012)”

Ballon d´Or | Bola de Ouro 2011

Casillas, Daniel Alves, Piqué, Vidić e Sergio Ramos; Xabi Alonso, Xavi e Andrés Iniesta; Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney e Lionel Messi. Melhor técnico: Pep Guardiola. Timaço essa seleção mundial, o melhor 11 de 2011 para o colégio eleitoral da Bola de Ouro / Ballon d´Or da Fifa / France Football. Só um brasileiro… Dani Alves, um dos 5 barcelonistas do escrete, fora o “mister” – Guardiola, colecionador de copas. O Real Madrid “emprestou” quatro de seus galáticos. E o Manchester United, dois: o zagueiro sérvio Vidić e Wayne Rooney.

  1. Ballon d´Or de melhor jogador, que surpresa, Messi! Mas foi a terceira Bola dourada seguida, digamos, um hat-trick. Valeu flâmula do craque argentino do Barça aqui no Fut Pop Clube!
  2. Bola de Prata: Cristiano Ronaldo
  3. Bola de Bronze: Xavi

Mas o futebol brasileiro – e o torcedor do Santos, em particular – tem do que se orgulhar.
Joia da Vila Belmiro, Neymar, muito jovem ainda, ganhou o prêmio de gol mais bonito do ano (confira a crônica do jornalista Walace Lara, testemunha ocular da história – do gol que fez história – especial para o blog. Belo depoimento, vale ler).
É o Prêmio Puskas. Leva o nome do húngaro que foi um dos maiores craques da história, um senhor goleador! Olha a responsa, hein, “moleque“? Prêmio Puskas!!!
Os outros prêmios: Continuar lendo “Ballon d´Or | Bola de Ouro 2011”