Bola parada. Contra-ataque. Linha de passe.

Gol de bola parada: Maicon lança na cabeça de Felipe Melo. 1×0. Gol em contragolpe mortal. De André Santos para Kaká, para Ramires, Robinho. 2×0. Parecia corrida de 100 metros rasos. De Maicon para  Kaká. Kaká para Ramires. Ramires para Maicon. Goool! Parecia a letra de Frevo do Bi, lembrado em texto de ontem sobre o aniversário a Copa de 62. Brasil 3×0 EUA. Será que se a Seleção de Dunga chegar à final desta Copa das Confederações a galera sai de verde e amarelo na rua?