Eu quero ver gol

Que quartas de finais esta Copa do Mundo promete, hein? Brasil x Holanda; Uruguai x Gana; Argentina x Alemanha; mais o confronto entre os vencedores de Paraguai x Japão e Espanha x Portugal. Jogos de resultado imprevisível. Mas a gente pode torcer para rolar do nosso lado da chave um clássico sul-americano na semifinal. Brasil x Uruguai, como em 1970. Como diz a música de “Rappa Mundi”, primeiro disco do Rappa, “Eu Quero Ver Gol”, regravada no “Acústico”, pouco antes do Mundial 2006.
Eu quero mais é ver grandes e disputados jogos, como foram as da brava seleção dos Estados Unidos, Eslováquia 3×2 Itália, Uruguai x Coreia do Sul, Alemanha 4 x 1 Inglaterra, especialmente o primeiro tempo, antes da lambança do trio de arbitragem, que não viu o golaço do Lampard.
Eu quero mais é ver o Kaká saindo do jogo todo feliz com sua atuação e a do Brasil, como hoje, no Ellis Park.
Eu quero mais é ver o Luís Fabuloso Fabigol dar motivos pra toda torcida gritar “L U Í S   F A B I A N O”.
Eu quero mais é ver as partidaças habituais da dupla de zaga Lúcio e Juan, que fizeram Júlio Cesar trabalhar tão pouco contra o Chile.
Eu não queria ver o segundo cartão amarelo que suspende Ramires do jogo contra a Holanda. Porque ele entrou muito bem hoje.
Eu não quero mais ver lambanças como a do apito de domingo, que facilitou demais as já prováveis vitórias da Alemanha e da Argentina.
Mas a Fifa não quer que os árbitros vejam as imagens que o mundo todo pode ver, em HD e até 3D, vejam só.
Eu quero mais é ver esse clássico da Penísula Ibérica entre Portugal de Cristiano Ronaldo e cia e a Espanha de Xavi, Iniesta, Villa etc.
Eu quero mais é que chegue sexta-feira logo pra ver a “amarelinha” (ou vamos com o manto azul?) de Kaká, Robinho, Lúcio e cia contra a laranja da dupla dinâmica Bat, digo, Sneijder e Robben.
Eu quero muito que chegue sábado para ver este clássico de quartas de final, que bem poderia ser no mínimo uma semifinal antecipada, entre a Argentina de Messi, Tévez, Higuain etc contra a Alemanha de Özil, Thomas Müller, Podolski e Klose.
Link: site de O Rappa.

Tem figurinha?

10 em 2006, Ronaldinho foi "convocado" pelo álbum oficial...

Júlio César, Maicon, Daniel Alves, Lúcio, Juan, Luisão, André Santos, Josué, Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano, Kaká, Robinho, Nilmar, Luís Fabiano, Adriano e … Ronaldinho Gaúcho! Se depender das figurinhas, esses 17 estão na Co.., digo, no álbum oficial da Copa do Mundo… São os “convocados” pela editora, que não tem como esperar a lista final dos 23 que efetivamente vão à África do Sul, por questões industriais. Uma pena. Sempre tem uma ou mais figurinhas carimbadas que não vão para o Mundial, seja por opção do técnico, seja por alguma contusão. É o álbum com asteriscos!
Segundo o álbum, entre os 17 “figuras” da nossa primeira adversária, a Coreia do Sul, 7 são jogadores do April 25 (time das forças armadas coreanas), 3 do Amrokgang, 2 do Pyongyang City, mais 1 de Sobaeksu, Rimyongsu e três atuam fora (um no Rostov, da Rússia, um no Omiya Ardija, do Japão, e outro no Kawasaki Frontale, do Japão).
O caldo começa a engrossar quando analisamos o segundo adversário, a Costa do Marfim. Continuar lendo “Tem figurinha?”

Uma Seleção 2000-2009

Marcos, Cafu, Lúcio, Juan e Roberto Carlos; Gilberto Silva, Zé Roberto, Kaká e Ronaldinho Gaúcho; Ronaldo e Rivaldo. Técnico: Felipão.Com a base da seleção que ganhou a Copa de 2002, o maior título do futebol brasileiro nos últimos 10 anos, esse é o escrete a que Fut Pop Clube chegou, depois de uma pesquisa com gente que -acho que posso usar a expressão – cobe, bebe e dorme futebol. 12 jornalistas de rádio, TV, jornal, revista, blog, livros – ou de várias dessas mídias- além de  Domingos D´Angelo, criador do MemoFut, grupo que discute memória e literatura da bola, colecionador de livros sobre futebol.

Convidei os 13 para eleger uma seleção dos melhores jogadores brasileiros entre os anos 2000 e 2009. 11 titulares, mais seis reservas e o melhor técnico.  Pedi que levassem em consideração desempenho com a amarelinha ou com a camisa de clubes, daqui ou de fora, em qualquer tipo de competição. E o título da Copa de 2002, obviamente, acabou sendo decisivo.

Os zagueiros Lúcio e Juan e o lateral Roberto Carlos receberam 13 votos, como Kaká, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho. Marcos, Cafu e Ronaldo, 12. Zé Roberto, 8. Gilberto Silva, 6. O banco poderia ter gente como Júlio César, Roque Júnior,  Juninho Pernambucano(ou Kléberson), Alex, Adriano e Robinho (ou Nilmar e  Luís Fabiano). Também foram citados Rogério Ceni, Vítor, Dida, Cicinho, Maicon, Daniel Alves, Belleti Thiago Silva, Henrique, Luisão (zagueiro), Júnior, Gilberto, Vampeta, Edmílson, Emerson, Mineiro, Josué, Lucas, Hernanes, Diego (da Juve, ex-Santos e Werder Bremen), Fred, Edílson, Luizão (atacante) Romário, Denílson e até o Deco, que defende Portugal.

Melhor técnico? Felipão, com 10 votos. Contra 3 de Wanderley Luxemburgo.

De São Paulo, vieram os votos dos coleguinhas Abel Neto, André Rizek, Bruno de Almeida, Emerson Ortunho, Fernando Galvão, Mauro Beting, Maurício Noriega e Luís Augusto Simon (o Menon) – além de seu Domingos, do MemoFut. Do Rio de Janeiro, votaram Marcelo Monteiro e Roberto Santer. De Belo Horizonte, Mário Marra. E de Porto Alegre, Beto Xavier.

Cada um tem o seus favoritos. Convido você a mandar sua seleção para cá, na página de comentários. Só não vale ofender jogadores, técnicos ou as pessoas que votaram. Claro que dá para formar diversos escretes com esse elenco maravilhoso. Veja as seleções 2000-2009 de cada um dos convidados a participar na votação.

Continuar lendo “Uma Seleção 2000-2009”

Dois vira, quatro acaba – com o tabu.

fifa world cup logoUm chutaço de Daniel Alves que o goleiro aceitou. O Juan que defende também faz gol. Um golaço de Luís Fabiano. Uma cobrança de pênalti de Kaká. E se o Uruguai tem Diego Forlán, Chuteira de Ouro na Europa, o Brasil tem Júlio César, que deveria ganhar a Luva de Ouro. Assim, o Brasil goleou o Uruguai em pleno Centenário: 4×0. Acabou com um tabu de 33 anos sem vitória no estádio erguido para a Copa de 1930. E com a ajudinha do Chile, que dobrou o Paraguai em Assunção, a Seleção de Dunga passa o fim de semana na liderança das Eliminatórias Sul-Americanas. No segundo jogo da Argentina em Buenos Aires com Maradona no comando, a alviceleste passou apertado pela Colômbia. 1×0, gol do zagueiro Díaz.  E olha que os colombianos deram um calor no começo. Depois, meio que se perderam no nervosismo ou na tentativa de serem mais malandros (hahaha!). Na quarta-feira, no Recife, Brasil e Paraguai jogam a liderança. Vamos torcer para que a Seleção consiga dar bis de bom futebol. Terceiro colocado, o Chile recebe a Bolívia. A Argentina (4º lugar)vai ao Equador. No limite, a Celeste Olímpica tem um jogo de seis pontos na Venezuela, que hoje ganhou na Bolívia. Te cuida, Uruguai… até a vaga para a repescagem está ameaçada.

Por outro lado, tem seleção carimbando o passaporte para África do Sul. Neste sabadão Fifa, garantiram vaga no Mundial 2010: Japão, Coreia do Sul, Austrália e Holanda! Ainda bem. Copa sem a Laranja Mecânica não tem graça.

Continuar lendo “Dois vira, quatro acaba – com o tabu.”