É campeão! Versão 2014.

 

Post atualizado em 26/04/2014

Bahia, Ceará, Cruzeiro, Flamengo, Inter, Sampaio Corrêa, Sport ou Atlético Goianiense serem campeões estaduais não chega a ser uma novidade. Nem o CENE em MS ou o Londrina no Paraná. Agora, o Ituano ser campeão paulista num ano em que os grandes entraram no campeonato (entraram, mesmo? só se for pelo cano!)… O Galo de Itu já tinha ganho o título em 2002, quando os grandes jogaram o Rio-São Paulo e só entraram num tal de Supercampeonato Paulista, de tiro curtíssimo e regulamento tão ridículo como o Paulistão 2014. O que não tira os muitos méritos do Ituano, num ano em que os times do interior voltaram a fazer festa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “É campeão! Versão 2014.”

País do futebol?

Não vou falar aqui sobre o estapafúrdio regulamento do Campeonato Paulista, que permite que um time precise de um arquirrival para se classificar. Ok, também pode acontecer com o Brasileirão. Mas nos pontos corridos, um time com pontuação menor que outro não pode se dar melhor.

Não vou me estender muito sobre os públicos ridículos dos estaduais, mas … o Flamengo voltou a jogar para menos de mil pessoas? Fala sério! A última pesquisa da Pluri Consultoria mostrou que o futebol brasileiro teve média de apenas 4.721 espectadores em 2013. Eis os números, em ordem crescente de importância.

  • Estaduais: 2.526 torcedores/jogo.
  • Nacionais (Brasileirão séries A, B, C e D, mais Copa do Brasil: 7.936 espectadores/jogo. Isoladamente, a Série A do Brasileirão teve média de 14.951.
  • Regional (Copa do Nordeste): 8.886 torcedores/jogo.
  • Internacionais: 25.315 “hinchas/partido”, considerando  apenas os jogos em casa dos brasileiros na Libertadores, Sul-americana e Recopa em 2013.

Clique aqui para ver o Balanço de Público e Renda do Futebol Brasileiro em 2013, relatório consolidado da Pluri.

País do futebol? Com médias assim, não dá para competir com grandes ligas, nem ligas em crescimento, como a chinesa. O futebol brasileiro não consegue segurar jogadores como o raçudo Aloísio, “boi bandido”.
E olha só que curioso. A Lusa Tour, agência de viagens da Portuguesa de Desportos, vende um pacote turístico para ver “O Clássico” português, Porto x Benfica, na última rodada do campeonato da terrinha. Deve ser em 11 de maio (data e horário a confirmar). no estádio do Dragão, com possível festa dos #encarnados de Lisboa. E olha, é tentador.

Difícil imaginar que uma agência de viagens ligada ao Futebol Clube do Porto ou ao seu rival Sport Lisboa e Benfica venda pacotes para o #adepto ver uma partida entre as #equipas do Vasco e da Portuguesa, ou mesmo um Fla-Flu, um Dérbi paulistano, um Majestoso, um Choque-Rei…

http://www.lusatour.com.br/
http://www.lusatour.com.br/

Continuar lendo “País do futebol?”

Assim não dá mais

  • Quarta-feira, Bento Gonçalves. Durante a partida em que o Esportivo local venceu o Veranópolis, pelo campeonato gaúcho, o juiz Márcio Chagas da Silva foi ofendido. Depois do jogo, ainda encontrou o carro amassado e sujo. Jogaram bananas no capô e até no escapamento, segundo o juiz. O Esportivo lamentou, indicou à polícia dois torcedores que ofenderam Márcio Chagas da Silva, mas como mandante, pode perder  pontos. E amigos do Esportivo, lamento, não adianta espernear.
  • Quina-feira, Mogi Mirim. Durante e depois da goleada do Santos, que enfiou uma goleada de mão cheia (uma #manita, 5×2) no Mogi, o craque Arouca também foi vítima de ofensas raciais.  Arouca publicou uma nota em que dá um olé nos racistas. Sem falar no golaço que fez – a melhor resposta. Aliás, como eu torço pro Cruzeiro dar uma goleada no Real Garcilaso! A Federação Paulista agiu rápido e interditou o estádio do Mogi Mirim.

Para aqueles que mostram sua má educação e falta de sensibilidade em Bento Gonçalves, Mogi Mirim ou qualquer estádio do Brasil, recomendo a leitura de um clássico de Mário Filho, “O Negro no Futebol Brasileiro” (Mauad Editora) – capa abaixo.Vale um curso.o negro no futebol brasileiro

  • 375 pagantes… Público do jogo entre Bonsucesso e Flamengo, time de maior torcida do país, pelo estadual do Rio. Ok, várias desculpas: quarta-feira de cinzas, Data Fifa, dia de jogo do Brasil, foi em Volta Redonda, tarde da noite… Mas… também não dá mais pra manter os campeonatos estaduais do jeito que estão. Assim não tem quem segure nem jogadores médios no Brasil. É amador.  Continuar lendo “Assim não dá mais”

Entra em campo o Bom Senso FC.

1240607_391594504301948_1060927570_n
A terça-feira começou com uma “bomba”: um grupo de 75 jogadores dos grandes clubes brasileiros lançou o Movimento Por um Futebol Melhor Para Todos, pela revisão do calendário 2014. D e m o r o u para os jogadores se unirem e tomarem uma atitude. Mas realmente o que a CBF propôs para 2014 é a gota d´água. Volta em 12 de janeiro, sem férias de 30 dias, sem período adequado de preparação… Não dá mais. A temporada 2014, com a Copa no meio, é a chance de reformar o calendário brasileiro. Se continuar desse jeito, quem atua aqui no Brasil vai chegar à Copa esgotado.

O que aconteceu rodadas atrás foi um absurdo… time jogando domingo, terça, quinta, domingo. Nem o torcedor aguenta acompanhar! O presidente da CBF detonou o São Paulo, na linha do ‘quem mandou viajar?’… Mas lembro que o jogo no Japão era de uma competição oficial.

Curto campeonatos estaduais, são históricos, mas hoje em dia eles não podem ter tantas datas… Dizem que sem eles os pequenos morreriam… Puxa, mas já não estão caindo pelas tabelas? Adianta manter como está? Claro que não. Os estaduais têm que ser num formato mais curto, tipo copa, no máximo com uma fase de grupos e mata-mata.

Estão à frente do Movimento Por um Futebol Melhor Para Todos jogadores como Alex, Pato, Cássio, Diego Cavalieri, Juninho Pernambucano, Luís Fabiano, Paulo André, Paulo Baier, Rafael Sóbis (que passou mal no jogo do fim de semana), Rogério Ceni, Valdivia, Victor e Zé Roberto.

Dentro do post, confira a nota oficial do movimento e a lista dos jogadores que a assinam.  Continuar lendo “Entra em campo o Bom Senso FC.”