O 1º jogo de Grafite na seleção brasileira

Sem Luís Fabiano, a 9 do SPFC em 2005 chegou a ser usada por Grafite
Sem Luís Fabiano, a 9 do SPFC em 2005 foi usada por Grafite

SITE DA FIFA PUBLICOU ENTREVISTA COM Grafite EM 22/06/09 (clique).

Brasil 3, Guatemala 0. O jogo de despedida de Romário da seleção, num Pacaembu lotado, em abril de 2005, foi o primeiro de Grafite com a clássica camisa amarelinha. E o então atacante do São Paulo entrou aos 38´, exatamente no lugar de Romário. O baixinho já havia deixado o seu. Grafite fez o 3º gol do Brasil, no segundo tempo. Edinaldo Batista Libânio, rapaz de Jundiaí, teve seu apelido gritado pelo estádio. Era recente o episódio com o jogador do Quilmes. E estava jogando muito pelo São Paulo. E ele foi importante na campanha vitoriosa da Libertadores 2005. Quatro gols e 2 assistências. Clique para relembrar. Continuar lendo “O 1º jogo de Grafite na seleção brasileira”

Gol do Grafite. E QUE GOLAÇO!

Foto do site do Wolfsburg (vflwolfsburg.de)
Foto do site do Wolfsburg (vflwolfsburg.de)

O atacante Grafite ficou muito conhecido no Brasil pelo episódio com o argentino Desabato, num São Paulo x Quilmes em 2005. Antes de se contundir, Grafite foi importantíssimo na vitoriosa campanha do tricolor naquela Libertadores, com gols e assistências. Mundial conquistado, infelizmente não deu pra ver uma dupla que prometia: Grafite e Amoroso – ambos logo deixaram o São Paulo. Grafite foi jogar no Le Mans, da França. Desde agosto de 2007, está no Wolfsburg, time que pertence à Volkswagen. Neste fim de semana, o Wolfsburg humilhou o poderoso Bayern de Munique: 5×1. Grafite fez dois. O segundo, quinto do time verde, foi antológico. Passou por 2 zagueiros, driblou o goleiro e pra arrematar, um toque de calcanhar. Ganha o imaginário troféu E QUE GOLAÇO -(C) José Silvério – da rodada.

O time de Grafite lidera a Bundesliga e o brasileiro, camisa 23, é o artilheiro, com 20 gols! Clique aqui para ler sobre o único jogo de Grafite pela Seleção Brasileira e sua participação na campanha do São Paulo, campeão da Libertadores 2005.

P.S. – Grafite é entrevistado da edição de junho da revista Trivela.