Deu La Roja. Na Copa América.

Chile 2016 (Nike)
Chile 2016 (Nike)

La Roja é a bicampeã da Copa América. É o apelido da seleção do Chile, adotado até no Twitter oficial. A albiceleste Argentina pode ter o melhor do mundo, que mandou no rio Hudson sua cobrança de pênalti, mas La Roja tem a melhor seleção do continente, e comprovou isso com o bicampeonato, na Copa América Centenário, disputada na terra onde o “nosso” futebol é soccer. É o melhor Chile da história, que começa com um grande goleiro, decisivo no Metlife Stadium. Bravo! Que campanha!

Já a La Roja da Europa, a seleção da Espanha (outrora também conhecida como Fúria) caiu nas oitavas de final da Euro 2016, dando adeus ao sonho do terceiro título seguido. Não dá pra reclamar de juiz, como em outras competições (como o Mundial de 2002). A Espanha vacilou diante da Croácia, pegou logo no primeiro mata-mata a sempre perigosa Itália. No primeiro tempo, só deu Itália, diante de uma Espanha irreconhecível. No segundo, Del Bosque mexeu, a Espanha martelou, martelou… até o Piqué virou atacante de referência (talvez pelo fato de Del Bosque não ter levado outros além de Aduriz), La Roja europeia só não marcou porque do outro lado estava a melhor defesa do mundo, capitaneada por um “GIGIgante”: Gigi Buffon.

Atacou, atacou, não fez e acabou levando o segundo, óbvio, num contra-ataque letal ao melhor estilo Azzurra.

Que jogão vai ser Alemanha e Itália! Sairá desse clássico de quartas de final (sábado, em Bordeaux) o campeão europeu de 2016? Voto que sim. Continuar lendo “Deu La Roja. Na Copa América.”

A Bola de Prata do ano em que perdemos Michel Laurence.

Marcelo Grohe, Marcos Rocha, Rafel Tolói, Gil e Zé Roberto; o chileno Aránguiz, Lucas Silva, Paulo Henrique Ganso e Ricardo Goulart; Diego Tardelli e o peruano Guerrero. Esta é a seleção do Brasileirão 2014, de acordo com o prẽmio Bola de Prata, concedido pela revista Placar e pelos canais ESPN. Ricardo Goulart levou a Bola de Ouro como melhor jogador do campeonato.

Barcos e Fred, a Chuteira de Ouro da temporada 2014. O atacante do Flu ainda ganhou uma Bola de Prata como artilheiro do Brasileirão.

Continuar lendo “A Bola de Prata do ano em que perdemos Michel Laurence.”