Zito, o #gerente.

Ele foi duas vezes bicampeão mundial. Pela Seleção, em 1958 e 1962.
E como capitão do Santos, em 1962 e 63.
José Ely de Miranda, o Zito, nos deixou esta semana.

Mas não deixará a memória dos torcedores do Santos e a história da seleção brasileira.

Conta que Zito dava bronca até no Pelé, mais novo.

Por essas e outras, o capitão eterno do Santos ganhou o apelido de gerente.

facebook.com/SantosFC
facebook.com/SantosFC

Na vitória de sábado no clássico contra o Corinthians, o Peixe de Zito entrou em campo com um camisa em homenagem ao ídolo. Bonito.
Continuar lendo “Zito, o #gerente.”

Outra preciosa dica do seu Domingos D’Angelo, do Memofut, chega ao e-mail do Fut Pop Clube. A Giselda Bellini lança nesta quinta-feira, 18 de junho, seu livro sobre o seu marido, o homem que levantou a primeira Taça Jules Rimet verde-amarela. “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão” (Prata Editora) tem 208 páginas e custa R$39,90. A noite de autógrafos desta biografia que já sai com duas estrelas de título mundial no peito começa às 19 h na livraria Saraiva do Shopping Higienópolis (Av. Higienópolis, 618 , São Paulo). Combinado? Nesta quinta, então. Capa Bellini
Dentro do post, a sinopse de “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.
Continuar lendo “Lançamento: “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.”

Superclássico das Américas

Pena que Brasil x Argentina com Messi de um lado, Neymar do outro (e Kaká no banco) seja em … Pequim!

Pena que o torcedor brasileiro não fique mais feliz quando um jogador do seu time é convocado. E até torça para isso não acontecer. A cada convocação, o torcedor gosta menos da Seleção, já que o campeonato aqui não para. Mais um gol da Alemanha!

Confira a lista dos vencedores da Copa Roca, criada em 1914 – e agora chamada de Superclássico das Américas. Continuar lendo “Superclássico das Américas”

A nova era Dunga

Eis a primeira convocação da nova Era Dunga, no começo da segunda passagem do capitão do tetra como técnico da Seleção.

  • GOLEIROS

Jefferson – Botafogo

Rafael Cabral – Napoli

  • ZAGUEIROS

David Luiz – PSG

Marquinhos – PSG

Gil – Corinthians

Miranda – Atlético de Madrid

  • LATERAIS

Maicon – Roma

Filipe Luis – Chelsea

Alex Sandro – Porto

Danilo – Porto

  • MEIO CAMPO

Luiz Gustavo – Wolfsburg

Elias – Corinthians

Fernandinho – Manchester City

Ramires – Chelsea

  • MEIA ATACANTES e ATACANTES

Everton Ribeiro – Cruzeiro

Oscar – Chelsea

Hulk – Zenit

Ricardo Goulart – Cruzeiro

Willian – Chelsea

Neymar – Barcelona

Philippe Coutinho – Liverpool

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Grandes brasileiros

Este slideshow necessita de JavaScript.


Em poucos dias, o Brasil perdeu grandes nomes da cultura. Primeiro, o escritor e jornalista João Ubaldo Ribeiro.
Nesta quarta-feira, o escritor e dramaturgo Ariano Suassuna.
Os escudos do Sport Recife – do qual Ariano Suassuna era torcedor fanático-; do Vitória e do Vascão – os preferidos de João Ubaldo, também fã do artilheiro Quarentinha – são para lembrar. Craques consagrados das letras também amam o futebol. Continuar lendo “Grandes brasileiros”

Cem anos da Seleção Brasileira

Flu Memória
Flu Memória

Nesta segunda-feira, 21 de julho, faz um século que a Seleção jogou pela primeira vez. Foi contra o Exeter City, da Inglaterra, no estádio das Laranjeiras. O Brasil ganhou por 2 a 0, gols de Oswaldo Gomes (atleta do Flu) e Osman (do América do Rio).

Cem anos depois, coube ao dono da primeira casa da Seleção, o Fluminense, a honra de celebrar o centenário desse jogo histórico. O time Sub-23 do Flu e os #grecians jogaram hoje nas Laranjeiras. Desta vez, 0x0, e o capitão do Exeter, Bennett, levou o troféu Marcos Carneiro de Mendonça (ídolo do Flu, primeiro goleiro da seleção, em 1914).

20/07/2014: Flu x Exeter City. Foto BRUNO HADDAD | Fluminense FC
20/07/2014: Flu x Exeter City. Foto BRUNO HADDAD | Fluminense FC

Continuar lendo “Cem anos da Seleção Brasileira”

Exposição virtual: 32 seleções, na arte de Lais Sobral.

Publicado em julho de 2014

Em meados de 2013, quando as seleções visitantes começaram a garantir suas classificações para o Mundial 2014 no Brasil, o Fut Pop Clube passou a publicar as ilustrações que a artistas plástica brasileira Lais Sobral criou, em homenagem a cada país participante. De junho de 2013 até a Copa, a artista inventou mascotes virtuais para todas as seleções. Foram 33 bichos, incluindo uma ilustração extra para a Colômbia. Só o leão com uma indomável juba que ela criou para a seleção de Camarões teve mais de 1.500 cliques, durante o ano.

Gostaria de agradecer publicamente à Lais Sobral, por emprestar sua arte para o Fut Pop Clube. Como comentou um repórter amigo, merecia uma exposição. Está aqui, pelo menos virtualmente. Super obrigado! Valeu muito!

Clique em qualquer imagem da galeria para ver a ilustração num tamanho maior.
Primeiro, os semifinalistas. Alemanha, Argentina, Holanda, Brasil.


Agora, quem chegou até as quartas de final. Colômbia, França, Costa Rica e Bélgica. Continuar lendo “Exposição virtual: 32 seleções, na arte de Lais Sobral.”