É show!

(SEGUNDO SEMESTRE DE 2009)

Começa a esquentar o calendário de shows em São Paulo. Uma penca no Via Funchal: Children of Bodon, dia 12 de setembro. No site da banda finlandesa, versão death metal de Aces High, clássico do Iron Maiden!

Quatro dias depois, a casa da Vila Olímpia receve Lily Allen.

Em 15 de outubro, a volta do Living Colour! No fim de outubro, metal muito pesado: Kreator e Exodus. Na mesma noite! E  em 14 de novembro, Twisted Sister, no/na Via Funchal.
faith_no_more_1 m

Faith No More, que explodiu com seu funk metal no começo dos anos 90, confirmou participação no 1º dia festival Maquinária, 7  de novembro, na Chácara do Jóquei, em São Paulo. Senhor showzão o FNM fez no Rock in Rio 1991, no Maracanã. Mike Patton e cia fizeram tanto sucesso com Epic e outras melôs do discão The Real Thing que pouco depois o Faith No More voltou ao Brasil para uma turnê mais ampla.  Com FNM no Maquinária Festival, vão tocar Jane´s Addiction e Deftones. No segundo dia do Maquinária, 8 de novembro, Evanescence.

No mesmo fim de semana, rola outro festival, o Planeta Terra, no … Playcenter! Primal Scream confirmado.

Ainda em novembro, a banda americana The Killers volta ao Brasil. Shows em São Paulo e Rio confirmados, segundo o site da banda.

Metal na tela: “Flight 666”

666poster520No começo dos anos 90, um certo fanzine chamado Headline publicou que só faltava um filme do Iron Maiden feito para o cinema. Pronto, não falta mais. Rolou nesta tarde, no cine Odeon, na tradicional Cinelândia, centro do Rio, a pre-estreia mundial do “rockumentário” Flight 666, que acompanha a turnê do agora sexteto inglês da Índia ao Canadá, a bordo do avião Ed Force One, muitas vezes pilotado pelo vocalista Bruce Dickinson. No filme, as perfomances da banda são apresentadas praticamente na ordem dos shows de 2008, começando por Aces High. Só que entre uma música e outra, há depoimentos da banda e equipe, sobe-sons quase reality show que mostram como cada músico é, ou aparenta ser, e fãs. Fãs que falam indiano, japonês, inglês com sotaque australiano, fãs que viraram músicos (Lars Ulrich/Metallica, Tom Morello, do Rage Against the Machine/Audioslave), espanhol com vários acentos  e português do Brasil. Aliás, os documentaristas Sam Dunn e Scot McFayden (que já tinham filmado Metal:a Headbanger´s Journey e Global Metal) acharam um fã de São Paulo com 162 ou 172 tatuagens relacionadas à Eddie pelo corpo, que inventou uma religião inspirada pelo Maiden(sério, com missa, batina e tudo!). É esse festival de idiomas e sotaques que, aliados à perfeita captação das músicas (em HD), com som potente (5.1), inspirado trabalho de câmera e edição ágil que fazem de Flight 666 um programão. Um filme feito por fãs, como os diretores fizeram questão de dizer, na entrevista dada no palco, junto com Nicko McBrain, após a projeção. Que os fãs de todo o mundo vão gostar. É bom abrir o olho: agora passa nos cinemas na madrugada de 20 para 21 de abril e também nos dias 24 e 25/04. Recomendo a todos fuçar o site da Moviemobz. e Ingresso.com. Pra não ficar sem poltrona no cinema. Depois, só no DVD.  Para ler meu texto sobre o show do Maiden no Rio clique aqui. Para detalhes e curiosidades sobre o filme, clique ao lado. Continuar lendo “Metal na tela: “Flight 666””

Iron Maiden V: POWERSLAVE, 03/09/1984

powerslave O clássico Powerslave (ouça trechinhos aqui) é um álbum fundamental na turnê Somewhere Back in Time, que chegou hoje a Manaus, sábado ao Rio, domingo volta a São Paulo, quarta em BH, sexta em BSB e dia 31 no Recife. Tá na cara, digo, no cenário. Seus dois maiores sucessos são candidatos a abrir o show: Aces High, música de Harris sobre batalha aérea, onde os fãs tentam acompanhar a velocidade turbo que o piloto de avião Bruce Dickinson imprime. E 2 Minutes to Midnight, que com seus 6 minutos invadiu programas de clips em 85. Powerslave, 2º lugar na parada inglesa em 84, é um disco bem conhecido dos brasileiros, até porque a gigantesca World Slavery Tour foi a primeira excursão do Maiden a chegar por aqui. Show único, 11 de janeiro de 1985, Rock in Rio I. 50 minutos do concerto podem ser vistos no lançamento oficial em DVD do music video Live After Death. Também detonam no show Powerslave, clássico de Bruce(fissurado em egiptologia), com seu riff monstruoso, e Rime of the Ancient Mariner, épico de 13 minutos de Harris. Continuar lendo “Iron Maiden V: POWERSLAVE, 03/09/1984”