Oito de junho. Há sessenta anos, a Seleção Brasileira estreava no Mundial de 1958: 3 a 0 na Áustria, 2 de Mazzola e 1 de Nilton Santos, em Uddevalla. A campanha vitoriosa na Suécia é o tema de uma expo temporária do Museu do Futebol, em São Paulo: A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958. Fica até 9 de setembro, de terça a domingo.

Manchestes de jornais, fotos, vídeos, depoimentos, curiosidades, linha do tempo, interação…

Mas o gol de placa está debaixo de uma escada, num velho túnel de acesso de jogadores ao gramado do Pacaembu, aberto pela primeira vez para visitantes do Museu do Futebol. As imagens dos 90 minutos da grande final – Brasil 5×2 Suécia, dona da casa- sincronizados com as transmissões de rádio da Nacional do Rio (Jorge Cury, Osvaldo Moreira) e da Bandeirantes de S. Paulo (Edson Leite, Pedro Luiz). Trabalhão do torcedor Carlos Augusto Marconi.

Rapaz, como o Djalma Santos jogou na decisão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.