Coluna de Música | J.R. Lima


Quando você gosta de uma banda, de um cantor, de um músico, é mais ou menos como a relação com o time de coração: você não vai a um jogo só do seu time e se conforma. Você quer ir ao máximo de jogos. O Moraes Moreira virou esse tipo de músico pra mim. Tem show, tá na área? Quero ver!
O desta noite foi um maravilhoso concerto como convidado da Jazz Sinfônica, que faz a série “Jazz +”, no Auditório Ibirapuera.
No começo do programa, três músicas só com a orquestra, valorizando a ‘prata da casa’ -ou seja, um músico da Jazz Sinfônica compõe, faz o arranjo ou o solo. Depois de “Festa em Nevoeiro”, de Rodrigo Morte, a Jazz tocou “Choro Negro”, de Paulinho da Viola, num arranjo de Nelson Ayres, como solo de flauta (Cássia Carrascoza) e clarinete (Michael Moraes). E um medley de “Lamento Sertanejo” (Gil/Dominguinhos)…

Ver o post original 250 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.