Festa em Seattle: os Sounders FC são campeões pela primeira vez.

Escudo dos Sounders, já com a estrelinha do campeonato de 2016
Escudo dos Sounders, já com a estrelinha do campeonato de 2016

A capital do grunge, cidade natal de Jimi Hendrix, sede de grandes empresas como Amazon, Boeing, Microsoft e Starbucks agra tem também seu primeiro grande título do soccer.  Os Sounders FC, que levam em média 44 mil fãs (!!!!) ao CenturyLink Field, conquistaram a MLS Cup, o mata-mata final da Major League Soccer, ao derrotar o Toronto FC nos pênaltis, lá no Canadá. Logo se vê que a cidade do grunge e da tecnologia é fanática pelo “esporte bretão”. A franquia entrou na MLS só em 2009, mas a origem dos Sounders remonta à NASL, a liga de soccer (1968-1984) que tinha o Cosmos de Pelé como grande galáxia. A MLS Cup 2016 é o primeiro título de Seattle numa liga de elite do soccer (dentro do post, a lista de campeões da NASL e da MLS).

Recomendo um livro e um vídeo para entender um pouco o fanatismo da Emerald City pelo Sounders: o vídeo do canal Copa90 sobre a “a mais incrível cultura de torcida nos EUA, e o livro de Mike Gastineau, “Soccer: Sucesso em Seattle”, lançado aqui pela editora Grande Área. Parte dessa paixão tem a ver com a mudança da franquia de basquete SuperSonics (de Seattle para Oklahoma, Oklahoma City Thunder)- e também com o apoio dos Seahwaks, do futebol americano (o empresário Paul Allen, dono do time de Seattle na NFL, é sócio da franquia da MLS). E claro, a formação de torcidas, como a Emerald City Supporters.

O goleiro suíço Frei foi o grande herói do título. É fácil entender, vendo o compacto com os melhores momentos abaixo. Continuar lendo “Festa em Seattle: os Sounders FC são campeões pela primeira vez.”

Recorde de público do #soccer nos EUA

https://www.facebook.com/IntChampionsCup
https://www.facebook.com/IntChampionsCup
10345732_10152340506247746_7608577332330955514_n
https://www.facebook.com/manchesterunited

Não é à toa que o Michigan Stadium tem o apelido de Big House. O jogaço entre Manchester United e Real Madrid, pela International Champions Cup, bateu o recorde de público do #soccer nos EUA. 109.318 espectadores. O ManUtd venceu, por 3 a 1, com show de Ashley Young. Pelo lado madridista, destaque para Gareth Bale. A marca anterior era de 101.799 na decisão da medalha de ouro no futebol, nos jogos de Los Angeles, em 1984, no Rose Bowl (França 2×0 Brasil). Esse campo de futebol cercado por torcedores de todos os lados, mais as multidões que se reuniram nas grandes cidades americanas para acompanhar em telões os jogos do US Men National Team na Copa do Mundo de 2014, mostram que o #soccer está crescendo muito nos Estados Unidos. Tanto que isso já irrita as mentes conservadoras. A Major League Soccer tem a 9ª melhor média de público do mundo: 18.743 pessoas/jogo, contra 14.951 do Brasil – dados da Pluri Consultoria. Na temporada que começa em 2015, chegam Kaká (Orlando City), David Villa, Frank Lampard (New York City FC) etc. No post anterior, destacamos que o Seattle Sounders está entre os três times com maior média de público nas Américas. Continuar lendo “Recorde de público do #soccer nos EUA”

Top 10 do ranking das médias de público nas Américas, segundo a Pluri Consultoria.

http://proshop.soundersfc.com/
Flâmula do Seattle Sounders | http://proshop.soundersfc.com/

É a terra de Jimi Hendrix, do Soundgarden, do Pearl Jam, do Alice in Chains, do essencial Nirvana. Guitarras na mão, rock grunge na cabeça, café e tortas de chocolate para espantar o frio… e soccer! O Seattle Sounders FC, da Major League Soccer, tem a terceira melhor média de público (jogos em casa), segundo ranking divulgado pela Pluri Consultoria. Dezesseis times da MLS ficaram entre os 60 primeiros em questão de comparecimento ao estádio. A lista da Pluri leva em consideração a última temporada completa  de campeonatos nacionais – no caso dos times brasileiros, o Brasileirão 2013. E o campeão nacional, o Cruzeiro, tem a oitava melhor média. Confira o top 10 do ranking:

  1. River Plate: 49.368 torcedores/jogo, 73% de ocupação no Monumental de Nuñez. Décima-quarta posição no ranking mundial.
  2. América do México: 44.567. Ocupação: 42% do Azteca.
  3.  Os Sounders de Seattle mobilizam 43.124 por jogo ( e é uma torcida participativa, como as que gente conhece). Ocupação: 85% do  gigantesco Century Link Field.
  4. Tigres, do México: 41.050, o que representa 80% do estádio Universitário de Nuevo León.
  5. Boca Juniors: 36.389 xeneizes/partido, 74% da Bombonera.
  6. Rosario Central:  35.900 canallas/partida; 86% do Gigante de Arroyito.
  7. O rival do Rosario Central, o Newell´s Old Boys, está em 7º, com 35.235 leprosos/partida, que ocupam 84% do estádio Marcelo Bielsa.
  8. Cruzeiro:  28.900 por jogo; 50% do Mineirão.
  9. Monterrey: 28.634 rayados/partido; 74% da capacidade do estádio Tecnológico.
  10. Independiente: 27.556 diablos rojos por partida, 57% do estádio Libertadores de América.

No ranking da Pluri de médias de público, versão Américas, o Santa Cruz aparece em 12º (o  Santinha que disputou a Série C ), o Corinthians em 15º, o Flamengo em 19º, o São Paulo em 21º, o Grêmio em 33º, o Sampaio Correa (34º), o Bahia em 44º, o Fluminense em 51º, o Vasco em 52º e o Sport em 56º. Confira o relatório completo aqui.

américas
A Pluri já tinha divulgado novo ranking de médias de público por campeonatos nacionais. Continuar lendo “Top 10 do ranking das médias de público nas Américas, segundo a Pluri Consultoria.”

A lista dos 100 clubes com maior média de público no mundo (2011) só tem três brasileiros.

image
O Borussia Dortmund teve a maior média de público do planeta bola na última temporada completa. 80.552 torcedores, quase 100% de ocupação do Signal Iduna Park (o Westfalenstadion). O bicampeão alemão lidera o ranking dos 100 clubes com maior média de público do mundo em 2011, divulgada pela Pluri Consultoria, com imediata repercussão nos sites de jornais e blogs esportivos. A lista considera os principais campeonatos nacionais.

Apenas 3 clubes brasileiros aparecem no Top 100:

  • o Santa Cruz, 39ª maior média, com 36.900 torcedores por jogo no Arrudão, durante temporada 2011 da série D do Brasileirão.
  • o Corinthians, 65º do ranking, com 29.400 fiéis por jogo no Pacaembu (série A doBrasileirão 2011)
  • e o Bahia, 100º do ranking, com média de 22.700 tricolores em Pituaçu (série A do Brasileirão 2011)

Abaixo, os 10 clubes mandantes com maiores médias em 2011 (9 europeus e o popular América do México):

  1. Borussia Dortmund, 80.552 espectadores/jogo
  2.  Manchester United, 75.387
  3. Barcelona, 74.582
  4. Real Madrid, 72.316
  5. Bayern Munique, 69.053
  6. Schalke 04, 61.218
  7. Arsenal, 60.000
  8. Stuttgart, 54.359
  9. Club América, 53.570 – média alta, mas apenas 51% de ocupação do imenso estádio Azteca
  10. Hertha Berlin, 53.449

Então, no top 10, temos 5 clubes alemães, 2 ingleses, os dois gigantes da liga espanhola e o América do México. Na lista das 100 maiores médias da Pluri, aparecem 22 clubes alemães, 20 ingleses, 12 espanhóis, 10 mexicanos, seis italianos, cinco holandeses, quatro chineses, três franceses, três portugueses, os três brasileiros, dois escoceses, dois ucranianos, dois americanos, dois japoneses, dois belgas, um canadense e um suíço.

Dentro do post, o top 10 dos clubes do mundo com maior taxa de ocupação dos estádios onde mandam os jogos.
Continuar lendo “A lista dos 100 clubes com maior média de público no mundo (2011) só tem três brasileiros.”