Alta Fidelidade. Quase Famosos. E agora…

500 dias com ela500 Dias com Ela ! Comédia romântica fofa, na linha de Alta Fidelidade e Quase Famosos, com trilha sonora deliciosamente pop. Minha dica de cinema para quem não quer ficar a quarta-feira à noite torcendo ou secando Palmeiras x Sport na TV. Quem já gravou uma fita cassete ou CD para uma garota (quem não gravou?) vai gostar. Um filme em que o mocinho canta The Pixies (Here Comes Your Man) e The Clash (Train in Vain) no karaokê merece uma chance. Vá ver, nem que seja pelos olhos azuis da lindinha Zooey Deschanel (que, por sinal, participou de Quase Famosos: era a aeromoça, irmã de Cameron, digo, William Miller; deixou a coleção de discos pro maninho, ao trocar a casa da mãe, que era uma fera, pelo mundo). Continuar lendo “Alta Fidelidade. Quase Famosos. E agora…”

Quase Famosos

"Quase Famosos" (Almost Famous), de Cameron Crowe
QUASE FAMOSOS (Almost Famous) de Cameron Crowe

Este deve ser um dos filmes de cabeceira de ex-fanzineiros e atuais blogueiros. Para nós, fãs de rock, é difícil não se identificar com a história do adolescente que gosta de escrever sobre música,  se deslumbra com a oportunidade de acompanhar uma banda na estrada, conhecer músicos, grupies… e ainda ganhar dinheiro com isso. Já ouvi falar de roqueiro que chorou de emoção no cinema… Destaque para a toda a trilha sonora, performances de Kate Hudson como a groupie Penny Lane e Philip Seymour Hoffman como o crítico Lester Bangs. E para duas cenas em especial: a da turma toda da banda fictícia Stillwater no velho busão, cantando “Tiny Dancer”, sucesso de Elton John – como bem lembrou o Marcos, do blog Futebol& Negócio; e para a hilária cena da tempestade no avião da banda: como os caras acharam que iam morrer, resolveram confessar os maiores segredos; depois que o batera sai do armário, acaba a turbulência. Rola que o diretor e escritor Cameron Crowe se inspirou no Led Zeppelin…