Mais 8 passaportes carimbados

fwclogoO Chile de “El Loco Bielsa” e do mago Valdivia se juntou a Brasil e Paraguai e garantiu vaga na África do Sul, ao derrotar a Colômbia de virada e em Medellín: 4 a 2. Com um gol de Palermo aos 47´ do 2º tempo, a Argentina de Maradona penou para bater o Peru por 2 a 1 na cancha do River Plate. Decisão da última vaga sul-americana direta na quarta-feira, 20h, em Montevidéu: Uruguai x Argentina. Celeste com 24 pontos, alviceleste com 25. Correndo por fora, o Equador visita o Chile.

Na Europa, Dinamarca, Alemanha, Sérvia e Itália pegaram 4 das 13 vagas da zona Uefa. Holanda, Inglaterra e Espanha já estavam lá. Faltam 6 vagas – 4 delas serão decididas em mata-mata entre segundos colocados dos grupos. França e Portugal estão vivos nessa luta.

México e Estados Unidos garantiram 2 das 3 vagas diretas da Concacaf.

A Costa do Marfim também vai à Copa da África do Sul, como Gana. Faltam 3 lugares do continente africano. Apostaria em Camarões e Egito, pela classificação e tabela. Entre Tunísia e Nigéria, não faço ideia de quem leva.

América do Sul-África do Sul

fwclogoO gol de Cabanãs assustou, mas a seleção virou com Robinho e Nilmar. Vai tranquila para a Copa das Confederações. Se as Eliminatórias terminassem agora, estariam na Copa 2010: o Brasil, o Chile de Valdivia, o Paraguai e a Argentina. O Equador disputaria repescagem. Dois pontos atrás, a Celeste Olímpica está a perigo. Aliás, a ESPN deu uma estatística impressionante. A última vitória do Uruguai em Copas do Mundo foi em 1990. 1 a 0 sobre a Coreia do Sul. A Celeste ficou fora em 94, 98 e 2006; em 2002 empatou 2 e perdeu 1. Enquanto isso, os paraguaios podem ir à sua quarta Copa seguida. Mas ainda faltam quatro rodadas. No primeiro fim de semana de setembro, tem “só” Argentina x Brasil, na cancha do River Plate, em Buenos Aires. Maradona x Dunga. Messi x Kaká e cia! Em seguida, o Brasil recebe o Chile em Salvador. Em outubro, as duas últimas rodadas dessas Eliminatórias, que são longas, mas lotam estádios. Possivelmente já classificado, o Brasil pega a Bolívia nas alturas e depois a Venezuela, em casa.