Quem venceria?Brasil´82 ou Alemanha 1974?

Mais um jogão imaginário, entre o Brasil de Telê e do “quadrado mágico” (Cerezo, Falcão, Zico e Sócrates), que parou na Itália de Zoff e Rossi na tragédia do Sarriá, e  Alemanha de Helmut Schön, Maier, Beckenbauer, Breitner e Müller. Quem apita o desafio virtual? Milton Leite, que está lançando As Melhores Seleções Brasileiras de Todos os Tempos, e Mauro Beting, que escreveu As Melhores Seleções Estrangeiras de Todos os Tempos.
Milton Leite
“Duas das maiores seleções que eu vi jogar. Foi o mais difícil de opinar (embora nenhum dele seja fácil). A genialidade e a movimentação dos brasileiros, contra o pragmatismo com muitos craques dos alemães… Vou para o muro de novo: 1 a 1.”
Mauro Beting
“Alemanha 2 x 1. Zico abriria a contagem para o time brasileiro, mais técnico e encantador, com 29 minutos. Jogada sensacional entre Cerezo e Sócrates pela direita. Cerezo foi ao fundo e bateu para trás para Falcão fingir que iria bater e só tocar por cobertura para Zico que, de voleio, como fez contra a Nova Zelândia, se antecipar a Vogts e abrir o placar. O zagueiro alemão, que o marcava individualmente, já tinha amarelo. Mas empatou o jogo aos 39 minutos, numa saída errada da zaga brasileira. Luisinho tocou curto para Júnior, que tentou driblar Grabowski, perdeu a bola e ele chutou. Valdir rebateu para dentro da área, onde estava Vogts, que marcava Zico até na área brasileira. O camisa 2 pegou de canela e empatou. Aos 5 do segundo tempo, Breitner entrou pela meia esquerda, cortou para dentro e mandou uma bomba de pé direito. A bola bateu em Oscar e traiu o goleiro, no contrapé. O Brasil perderia um saco de gols e reclamou de um pênalti em Serginho Chulapa. Mas a Alemanha teve pelo menos dois pênaltis mais escandalosos não marcados. O Brasil perdeu em lances tolos. A Alemanha, que tinha um ótimo time, foi mais competente na finalização.”

Um comentário sobre “Quem venceria?Brasil´82 ou Alemanha 1974?

  1. 1×1 no tempo normal: Gerd Müller abriria o placar. Serginho Chulapa faria o gol brasileiro no último minuto. 0x0 no tempo extra. Nos pênaltis, o catimbeiro Waldir Peres defenderia a última cobrança alemã e sairia correndo para festejar o título.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.